Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de fevereiro 2013

Vacinação para coqueluche

25 de fevereiro de 2013 0


De acordo com a Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, a vacina tríplice acelular, que protege contra tétano, difteria e coqueluche, é recomendada para adultos entre 19-64 anos que têm contato frequente com crianças menores de um ano.

Devido ao aumento recente de casos de coqueluche em crianças, tem-se recomendado a vacinação de gestantes que não tenham sido previamente imunizadas. Durante a gestação, a vacina deve ser preferencialmente  administrada após 20 semanas.  Se não for feita durante a gravidez, ela deve ser administrada imediatamente no pós-parto, para conferir proteção contra a coqueluche e reduzir o risco de transmissão para o recém-nascido.

Esta semana, o Ministério da Saúde anunciou que mulheres grávidas passarão a receber esta vacina gratuitamente nos postos de saúde.

Postado por Isabel de Almeida

Anticoncepcionais orais

06 de fevereiro de 2013 0


Durante muito tempo, o controle do número de filhos de uma família foi feito utilizando métodos como abstinência sexual, coito interrompido, amamentação e aborto provocado (ilegal na maioria das vezes).
Métodos modernos de contracepção têm em torno de 100 anos e os anticoncepcionais orais somente 50 anos.

De todos os métodos, as pílulas anticoncepcionais combinadas  ( assim chamadas porque combinam a ação de dois hormônios, que são o estrogênio e a progesterona) são as mais conhecidas e as mais estudadas. Foram introduzidas no mercado na década de 60 e, ao longo dos anos, procurou-se reduzir a dose de estrogênio e desenvolver formulações com vários tipos de progesterona.

Hoje, existem muitos anticoncepcionais orais disponíveis, com formulações diferentes. Alguns são mais específicos para tratar acne ou aumento de pelos, outros estão mais associados com risco de tromboembolismo, outros podem reduzir a quantidade de fluxo menstrual, outros são mais compatíveis com a amamentação. Por esta razão, a automedicação não é recomendadada, pois uma pílula anticoncepcional pode funcionar muito bem para uma pessoa, mas trazer sérios efeitos colaterais para outra.

Recentemente, o governo francês anunciou que irá retirar do mercado anticoncepcionais que foram associados com mortes por tromboembolismo. A recomendação é de que a troca de anticoncepcionais não se dê de forma abrupta,  mas sim através da individualização de cada caso, para que o risco de cada mulher possa ser avaliado . Somente através da consulta médica é que a melhor escolha de anticoncepcional poderá ser realizada.

Postado por Isabel de Almeida