Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Abortamento e infecções

24 de abril de 2016 0

Abortamento é definido como uma perda espontânea da gestação que ocorre até as 24 semanas de gravidez. Para a maioria das mulheres, o abortamento se constitui em um episódio isolado, mas em um pequeno grupo, cerca de 1%, este evento se torna repetitivo, necessitando de investigação.

Abortamento precoce é aquele que ocorre até 12 semanas de gravidez e ocorre em 1 a cada 5 gestações. Abortamento tardio ocorre entre 13-24 semanas, é mais raro, atingindo 1-2% de todas as gestações.

As causas de abortamento não são totalmente conhecidas. Entretanto, em cerca da metade das perdas gestacionais de primeiro trimestre as causas são alterações cromossômicas no embrião. Outros fatores também estão implicados, como idade avançada dos pais, obesidade materna, stress, consumo de álcool e cigarro e infecções.

Dentre as infecções, malária, citomegalovírus, dengue, rubéola, HIV, sífilis, vaginose bacteriana ( Gardnerella vaginalis ) e brucelose estão entre os agentes que podem causar abortamento. Para outros microorganismos como Clamídia, vírus da hepatite B e C e toxoplasma ainda não está bem definido o seu papel nas perdas gestacionais.

Desta forma, consultas médicas regulares antes e durante a gestação, bem como o rastreamento de alguns microorganismos que podem causar abortamento certamente ajudarão a diminuir o número de casos de aborto na população.

Postado por Isabel de Almeida

Envie seu Comentário