Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de abril 2016

Abortamento e infecções

24 de abril de 2016 0

Abortamento é definido como uma perda espontânea da gestação que ocorre até as 24 semanas de gravidez. Para a maioria das mulheres, o abortamento se constitui em um episódio isolado, mas em um pequeno grupo, cerca de 1%, este evento se torna repetitivo, necessitando de investigação.

Abortamento precoce é aquele que ocorre até 12 semanas de gravidez e ocorre em 1 a cada 5 gestações. Abortamento tardio ocorre entre 13-24 semanas, é mais raro, atingindo 1-2% de todas as gestações.

As causas de abortamento não são totalmente conhecidas. Entretanto, em cerca da metade das perdas gestacionais de primeiro trimestre as causas são alterações cromossômicas no embrião. Outros fatores também estão implicados, como idade avançada dos pais, obesidade materna, stress, consumo de álcool e cigarro e infecções.

Dentre as infecções, malária, citomegalovírus, dengue, rubéola, HIV, sífilis, vaginose bacteriana ( Gardnerella vaginalis ) e brucelose estão entre os agentes que podem causar abortamento. Para outros microorganismos como Clamídia, vírus da hepatite B e C e toxoplasma ainda não está bem definido o seu papel nas perdas gestacionais.

Desta forma, consultas médicas regulares antes e durante a gestação, bem como o rastreamento de alguns microorganismos que podem causar abortamento certamente ajudarão a diminuir o número de casos de aborto na população.

Postado por Isabel de Almeida

A melhor idade para engravidar

10 de abril de 2016 0

Do ponto de vista biológico, o melhor momento para uma mulher ter filhos é entre os 18 e os 30 anos. Após os 30 anos, a capacidade reprodutiva começa lentamente a declinar, devido ao envelhecimento e à perda da reserva de óvulos, armazenados no ovário desde a vida intrauterina.

O surgimento da pílula na década de 60 possibilitou à mulher postergar a maternidade, prevenir as gestações não desejadas e planejar o momento de iniciar uma família. Como resultado, desde 1970 a idade média das mulheres na primeira gestação aumentou em 4-5 anos nos países europeus e a proporção de mulheres tendo seu primeiro filho após os 30 anos aumentou em até 40%.

Recente trabalho realizado na Holanda fez um modelo de fertilidade simulado em computador para demonstrar até que idade os casais poderiam esperar para iniciar uma família sem comprometer as chances de terem o número de filhos desejados. Os resultados mostraram que casais que desejam ter dois filhos e querem 90% de sucesso, sem o uso de fertilização ” in vitro” , devem iniciar as tentativas até os 27 anos. Se as chances de sucesso em ter estes dois filhos forem de 50%, a idade para iniciar a tentar engravidar deve ser até os 38 anos.

Para os casais que desejam somente um filho, concebido de forma natural e com 90% de chance de sucesso, a idade máxima deve ser de 32 anos para a mulher. Se considerarmos somente 50% de sucesso, a idade máxima passa a ser 41 anos.

Embora este modelo seja preditivo e não possa ser considerado infalível ele mostra que a idade da mulher é um fator importante para a gestação. Desta forma, tentar ter a primeira gestação muito tarde implica em correr o risco de não conseguir gestar ou de não conseguir ter um segundo filho em função da idade.

Postado por Isabel de Almeida

Dia Mundial da Saúde

03 de abril de 2016 0

No dia 07 de abril se celebra o Dia Mundial da Saúde.
Falando de mulheres, sua expectativa de vida é maior do que a dos homens. Entretanto, a principal causa de morte das mulheres em países ocidentais são as doenças cardiovasculares. A perda de proteção hormonal, em especial do estrogênio, após a menopausa, põe as mulheres, sobretudo após os 65 anos, em condições iguais aos homens frente a fatores de risco como hipertensão, sobrepeso e diabete. A prevenção, porém, inicia ainda na juventude, eliminando o cigarro, limitando o consumo de álcool e combatendo o sobrepeso, através de alimentação saudável e exercício físico.

Além disso, na menopausa é importante prevenir a osteoporose, que atinge 1 em cada 3 mulheres com mais de 50 anos. Embora a genética esteja implicada, é possível prevenir ou retardar o seu surgimento. Para isso, é importante uma alimentação rica em cálcio (cerca de 1g por dia), como a encontrada no leite e derivados, na água mineral, na amêndoa, no gergelim e em outros vegetais. Além disso, uma prática desportiva regular. Neste caso, a natação é o esporte menos eficaz. Outro grande auxílio na prevenção da osteoporose é a vitamina D, cuja síntese depende em 80% da luz natural. A exposição solar controlada, alguns tipos de peixe (atum sardinha, anchova, salmão) e alguns laticínios (queijo parmesão e ricota) também auxiliam. Em alguns casos, a suplementação com vitamina D será necessária.

Já o câncer de mama, que é o principal tumor em mulheres, graças ao diagnóstico e ao tratamento mais precoces, tem vitimado cada vez menos mulheres. Hoje, vários estudos apontam que é possível adotar algumas medidas preventivas para este tipo de tumor, como atividade física regular; dormir bem, pois a melatonina da noite tem um papel preventivo, e manter a glicemia sob controle, utilizando pouco açúcar refinado e refrigerantes.

Postado por Isabel de Almeida