Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Infertilidade sem causa aparente

03 de julho de 2016 0

Muitos casais que não estão conseguindo engravidar, após fazerem a investigação, que inclui avaliação da permeabilidade das trompas, análise do sêmen e da função ovulatória, recebem a informação de que seus exames são todos normais.

Em torno de 10-30% dos casais inférteis recebem o diagnóstico de infertilidade sem causa aparente. Embora, em um primeiro momento, este diagnóstico seja recebido como um grande alívio por parte do casal, uma vez que nada grave apareceu em seus exames, por outro, também gera uma certa insegurança, uma vez que não existe um tratamento propriamente disto para esta condição. As opções de tratamento são bastante variadas e vão desde a conduta expectante até a fertilização “in vitro” , passando pelo controle de ovulação e coito programado, uso de medicações estimuladoras da ovulação e inseminação intrauterina.

Recente trabalho comparou estes diferentes tratamentos e os resultados mostraram que a conduta expectante é comparável ao uso de medicamentos estimuladores da ovulação e inseminação. Além disso, a fertização “in vitro” não é mais efetiva do que o uso de medicamentos injetáveis com inseminação, mas encurta o tempo para atingir a tão esperada gravidez.

Como ainda não existe um consenso sobre qual o melhor tratamento para os casais que recebem o diagnóstico de infertilidade sem causa aparente, a melhor conduta é a individualização de cada caso, levando em conta o tempo que o casal está tentando, o seu desgaste emocional e a sua idade.

Postado por Isabel de Almeida

Envie seu Comentário