Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts de maio 2010

E s c a r a s

30 de maio de 2010 1

Este post é mais um de alerta para este gravíssimo problema, tanto para quem está internado em um hospital, (principalmente) quanto para quem está acamado em sua casa.

Escara, úlcera de pressão, ferida, não importa o nome pelo qual é chamado. O que realmente importa é o mal que causam para uma pessoa já fragilizada em sua saúde.

No geral, as escaras são tão graves que dificilmente se consegue a cura. Implantes, cirurgias plásticas, reversão muscular, outros métodos utilizados para a cura, todos com longos meses ou até mesmo anos para se obter um êxito relativo em relação a cura.

Se conseguir cicatrizar, certamente durante o resto da vida da pessoa, ela terá que ter cuidados redobrados para evitar que  reapareça. O local atingido ficara frágil, sensível, pois perdemos massa muscular e carne e um mínimo descuido lá estará ela novamente, porém mais grave que da primeira vez.

Os custos para a cicatrização são enormes. Curativos especiais, pomadas importadas, inúmeros procedimentos sem fim. O custo para evitar que reapareça depois que cicatrizou, dependendo do local, (região sacra, calcanhar, orelhas), são maiores ainda, pois terá que ter cuidados especiais enquanto viver utilizando almofadas especiais, colchões especiais, óleos hidratantes. Até mesmo contratar alguém para aonde você for esta pessoa lhe acompanhar e ajudá-lo em sua rotina diária.

Portanto, se você, um familiar, alguém conhecido, estiver doente, hospitalizado, cuidado. Não aceite nunca que lhe digam que é “normal”, NÃO É! Exija cuidados, existe colchão piramidal, colchão inflável, higiene adequada, mudança de decúbito(virar o doente). Quando for a hora do banho entre junto e verifique, é um direito seu e do seu ente querido.

Fica o alerta pessoal! Cuidado mesmo! É um mal terrível que pode ser totalmente controlado. Não interessando se é SUS, particular ou sua casa. Quem já padeceu de escara sabe o que estou dizendo. Ficar 2 longos anos em uma cama deitado de bruços, dormir sentado meses e meses, nunca mais calçar um sapato, amputar parte de seu corpo e até mesmo a morte por infecções generalizadas.

Abraço.

Finde na Fronteira.

29 de maio de 2010 2

Final de semana passado, fomos pra fora, visitar minha sogra.

No meio do caminho decidimos que de lá iríamos comprar umas muambinhas, passear na fronteira Jaguarão-Rio Branco, pra variar foi uma decisão de última hora e da estrada mesmo, ligamos pro único hotel “adaptado” de Jaguarão, pra variar mais ainda, esqueci a máquina fotográfica, então nada foi retratado, desculpa nossa falha.

O quarto adaptado tava em uso, mas mesmo assim fomos, chegaríamos ao meio dia de um dia e sairíamos na manhã seguinte. Milton tomou banho antes de sair, faria xixi no papagaio e em hipótese alguma faria o número 2, esquema todo organizado, fomos…

Hotel Sinuelo em Jaguarão-RS, o recepcionista ainda por telefone nos orientou a entrarmos pela garagem (fundos)onde fica o elevador, já que a frente tem escadas, acontece que o tal elevador, deve ter 60 cm de largura, portanto a cadeira do Milton, simplesmente, não entrava.


A solução encontrada: Usar a cadeira do hotel, que por ser mais vagabunda estreita, passa pela porta do elevador. Os bracinhos da cadeira são fixos, impossibilitou a tranferência, assim eu e o recepcionista, colocávmos e tirávamos o Milton toda vez que ele precisava usar o elevador, como se ainda não bastasse, o Milton, obviamente não conseguia tocar a cadeira, coube ao recepcionista empurrá-lopor todo percurso, carro-elevador-quarto.


Caramba! Nem o elevador se salvou da falta de acesso.

Bem, tirando isso Jaguarão é bem fofinha, Rio Branco é complicada de andar tem muitos buracos, calçadas desniveladas. Os preços tavam bons, a cota é U$300 por CPF.

Deu pra trazer umas coisinhas como se vê na foto abaixo.


No telefone

26 de maio de 2010 3

Maridinho tem um senso de humor bem peculiar, além disso, ele tem “manias” de inventar coisas,(mentiroso) mas ele fala com tanta convicção, que quem não o conhece, acredita. O mais engraçado são as histórias, como alguém acrededita?

Várias vezes me perguntam umas coisas malucas e eu já sei a origem do papo: Milton.

Dias atrás, Milton já tava dormindo e recebemos um telefonema, era uma tia alemã, (alemoa, como falam aqui no sul), deu-se o seguinte diálogo.

-Quem?

Oi é a Tania.

- O Tania Speroni?

Sim, é a Tania Speroni.

- O Tania da Milton Speroni?

Sim.

- A Milton já se operou?

Eu só pensava. Não acredito, Milton disse a tia que ia se operar, pra no mínimo fugir de algum compromisso.

Não, o Milton não se operou, ele não vai se operar.

-Mas não é do casa da Milton Speroni? Ele non se operou ainda?

É da casa do Milton Speroni, mas ele não vai fazer nenhuma cirurgia, vou passar o telefone pra ele pra vocês conversarem um pouco.

Pô Milton, que invenção é essa de cirurgia? Coitada da dona Frieda, caô pra cima dela?

-Não, é que sexta feira ela viu o Globo Repórter falando de células-tronco e tá achando que eu vou me operar pra voltar a andar.

Bem que poderia ser simples assim…

Orgulho de todos.

25 de maio de 2010 3

Os últimos dias tem sido difícil de escrever, mas desde a semana passada que tô com vários textos pre elaborados no Word pra publicar, faltam alguns ajustes, mas ontem recebemos um orgulhoso comentário do Seu Helton Ribeiro, pai do Thiago e, eu não poderia nunca, deixar de comentar aqui também, afinal de contas o Thiago também colabora com o nosso blog.

O Thiago foi aprovado no concurso do TJ de Minas! Não teve ônibus emperrado que segurou o moleque.

Nós, assim como seu Helton, também ficamos felizes e orgulhosos com mais essa etapa vencida na vida do Thiago.

Em nome do seu Helton, agradecemos ao curso Pro Labore e aos professores Carlos Cruz e Emerson Bruno que ajudaram com uma bolsa de estudos e o material didático pra que o Thiago chegasse onde chegou.

20 de maio de 2010 0

 

É ‘soda’. Apesar de todo o esforço das pessoas com deficiência por um lugar ao sol para o Estado brasileiro ainda somos invisíveis. Sempre digo que entendo o sentido mais profundo da exclusão quando simplesmente ignoram a tua existência. É isso que o Censo 2010 vai fazer com um bando de quebrados. Bóra lutar pela revolução. O Movimento Superação chama pra um ato público amanhã. Pra quem não mora em SP e não poderá estar presente (é o meu caso!) sugiro uma participação virtual. Ajudem a divulgar que não admitimos não existir!

VENHA PARTICIPAR DESTE ATO PÚBLICO !!

Dia 21 de maio – 13H

LOCAL – MASP – Av. Paulista

(À duas quadras do Ministério Público Federal de SP)

 

NÃO SOMOS INVISÍVEIS!!!!

O IBGE no próximo Censo 2010, se propõe a coletar dados referente as pessoas com deficiência por forma de amostragem (Método através do qual se obtêm conclusões sobre as características de um conjunto numeroso (universo) mediante o exame de um grupo parcial desse universo.

Ou seja, o Censo coletará os dados das pessoas com deficiência de 10 em 10 casas, aumentando a exatidão desses dados, possiblitando a chance de erro e desconsiderando essa parcela da população. Muitas pessoas com deficiência continuarão sem existir, para o Censo!

O IBGE NOS RESPONDEU QUE OS QUESTIONÁRIOS JÁ ESTÃO PRONTOS E O CENSO INICIARÁ EM 01 DE AGOSTO E NÃO TEM MAIS TEMPO DE MELHORAR O QUESTIONÁRIO.

Para que as pessoas com deficiência passem a existir, em dados precisos do IBGE no Censo 2010, é hora de UNIÃO!!

OU VAMOS AGUARDAR MAIS 10 ANOS, ATÉ 2020 PARA PASSARMOS A EXISTIR PRECISAMENTE?

OBJETIVOS DO ATO PÚBLICO:

- PARA QUE AS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA TENHAM POLÍTICAS PÚBLICAS REALIZADAS DE FORMA CONCRETA E SÉRIA;

- PARA QUE O IBGE REALIZE UM CENSO 2010 NÃO SOB FORMA DE AMOSTRAGEM, NA COLETA DE DADOS DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA;

- PARA QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, NOS INFORME UMA POSIÇÃO DA DENUNCIA ENCAMINHADA E PROTOCOLADA SOB NÚMERO 1.34.001.001709/2010-69

No estacionamento

19 de maio de 2010 2

Ingenuamente, acreditei que, depois daquele senhor ter sido covardemente agredido ( por um Mané)  por causa de uma vaga reservada, tudo ia mudar.

Pensei que ali seria um divisor de águas e, que pelo  menos nos grandes estacionamentos, isso não ocorreria mais, as pessoas passariam a respeitar as vagas e todos viveríamos felizes para sempre

Bobinha! Acreditam que terça passada, fomos ao Barrashopping, tinham apenas duas vagas reservadas, uma já estava ocupada e a outra paramos nosso carro, um babaca conseguiu parar o carro no meio dos dois carros.

Não acreditei quando vi e o pior,nem tirei foto. Chamei os meninos que fazem a fiscalização do estacionamento, em menos de cinco minutos, todos tavam ali do meu lado pra solucionar o causo, voltamos ao shopping, circulamos por mais uma meia horinha e o babaca tinha tirado o carro, (talvez um dos funcionários do estacionamento tenha ido atrás do imbecil), por sinal era um carrão, um Toyota novinho.

Não tirei foto, mas fiz um esboço do acontecido.

Eu chego lá, ficou legalzinho, confessem.

Coisas de Mané

O que me deixa mais triste ainda, é que no final de abril, em Aracaju, minha cidade, uma pessoa atirou em outra pelo mesmo motivo.

Que loucura é essa?

Outro questionário

18 de maio de 2010 0

Como escrevi ontem.

Temos outro questionário pra respondermos e enviar à Layana Lima, que é estudante de moda e tá fazendo um mobilidade acadêmica lá em Lisboa.

Assim que vocês responderem encaminhem pra Layana no e-mail layanafranco@hotmail.com

Olha as perguntas aí:

Universidade Técnica de Lisboa
Faculdade de Arquitectura
Design de Moda

Este questionário foi elaborado com o propósito de fazer um estudo sobre a vida e os produtos para cadeirantes no âmbito da moda. A sua resposta é muito importante para o nosso estudo, por isso certifique-se que respondeu a todas as questões correctamente. Agradecemos desde já a sua preciosa colaboração.

Sexo:

Idade:
Escolaridade:

1) Quais e quantos produtos adaptados utiliza?


2) Que produtos acha que falta no mercado, para melhorar a vida de um cadeirante?

3) Quais são as suas principais necessidades no dia a dia?

4) Os produtos especiais/ adaptados que utiliza no seu dia a dia agradam-lhe esteticamente? No que poderia ser melhorado?

5) Conhece algum produto no mercado que lhe abrigue da chuva enquanto está em movimento?

6) O que faz quando começa a chover de repente? Como consegue proteger-se da chuva?

7) Como é que consegue conciliar o movimento da cadeira de rodas com uma das mãos ocupada pelo guarda-chuva?

Ajudando no TCC

17 de maio de 2010 0

Gente!

A Luiza é uma estudante de desenho industrial, lá de Santa Maria e o TCC dela é sobre cozinhas pra cadeirantes.

Então, ela nos pediu uma força pra gente responder um questinário.

Temos recebido muitos questionários de conclusão de cursos superiores, eu acho ótimos e sempre respondemos e/ou publicamos é nossa contribuição pro mundo Sem Barreiras.

É só responder pro e-mail da Luiza Pasin luizapasin@gmail.com

Questionário aplicado em pessoas com deficiência motora usuárias de cadeira de rodas sobre o uso do ambiente da cozinha

Idade:

Sexo:

Origem da condição:

1 De maneira geral, como você considera a situação dos usuários de cadeira de rodas hoje em dia?

2 Você conhece ou tem acesso a produtos projetados especialmente para auxilio do usuário de cadeira de rodas na vida diária?

3 Você mora sozinho (a) ou com sua família?

4 Você ajuda nas tarefas domésticas? Se sim, por prazer ou necessidade?

5 Você costuma cozinhar? E você gosta? Se não gosta, porque não?

6 Na cozinha, quais dificuldades você encontra na realização das tarefas diárias?

7 Você tem acesso a todas as partes da cozinha (armários, gavetas, etc.)?

8 Qual a maior barreira que você encontra em relação aos móveis da sua cozinha?  O que poderia ser mais bem projetado  para que estimulasse o uso da cozinha?

9 Você fez algum tipo de adaptação nos móveis ou no leiaute do ambiente?

10 Como é o deslocamento neste ambiente?

11 Como você se sente na sua cozinha? Que valor ela tem para você?

12 Que estilo você gostaria que ela tivesse (moderno, clássico, jovem, etc.)?

Filme pra cego ver

16 de maio de 2010 1

Esse é o tema do projeto que vai rolar no Santander Cultural

Um pouco do projeto:

 

Dirigido por Ana Luiza Azevedo e produzido pela Casa de Cinema de Porto Alegre, o filme Antes que o mundo acabe é o primeiro longa-metragem gaúcho a se utilizar da AUDIODESCRIÇÃO, recurso que permite aos portadores de deficiência visual o acesso a conteúdos audiovisuais.


O trabalho da HABANERO ÁUDIO teve roteiro e descrição desenvolvidos por Letícia Schwartz e a qualidade do áudio sob os cuidados técnicos de Gabriel Schmitt e Bruno Klein. A AUDIODESCRIÇÃO é um recurso de inclusão social e cultural relativamente novo, sendo a HABANERO ÁUDIO a única empresa no sul do Brasil apta a realizar este trabalho.

O resultado do empenho da equipe de produção da HABANERO ÁUDIO poderá ser conferido dia 22 de maio, às 17 horas, em sessão especial realizada no Cine Santander Cultural.

 

 

O que: sessão especial do filme Antes que o Mundo Acabe com audiodescrição para deficientes visuais;
Quando: dia 22 de maio, 17 horas;
Onde: Cine Santander Cultural, em Porto Alegre;
Quanto: ingressos a R$ 6,00. Pessoas acima de 60 anos, estudantes e clientes dos bancos Real e Santander R$ 3,00.

DUNGA - Me poupe...

16 de maio de 2010 0

O referido “professor” convocou vários “joelhos de porco”, e em uns 10 mais ou  menos ele teve que justificar o PORQUÊ.

Doni, Julio Batista, Josué, Gomes,cicranos e beltranos que nem lembro os nomes de tão “bão” que eles são.

As justificativa do “professor” foram tantas que por aí só já não mereciam ser convocados. O que nós brasileiros queremos é que joguem bola, e SÒ.

Preteriu Vitor, Ganso, Neymar, Álvaro, Cleber, Ceni, simplesmente, e TÂO simplesmente por estarem jogando no BRASIL!!! Ninguém da imprensa viu isto!!

E a balela dele falando que devemos gostar do Brasil e blá, blá, blá….

Qual a mensagem que este sujeito deixou para os 100 milhões de jovens brasileiros!!

VOCÊS SÓ TERÃO VALOR SE ESTIVEREM NO EXTERIOR!!  esta é a VERDADE!.

TEnho dito!

Um home-care pro Dunga.

13 de maio de 2010 0

Terça-feira, eu e todo o Brasil, estávamos ouvindo a convocação bizarra do Dunga, ( Doni e Grafite?)

Ops! O blog não é pra falar de futebol.

Voltemos ao que chamou a minha atenção. Em toda entrevista ela fala da mãe, ( já é a quarta ou quinta vez, que escuto a mesma ladainha), mulher guerreira que há 11 anos cuida do meu pai doente…

O próprio Dunga, não é mais um guri, conclui-se que a mãe dele, não seja mais uma moçoila, correto? A vida de um cuidador, não é das mais fáceis, requer força física, paciência, saúde, atenção, carinho, disposição.

Será que o Dunga nunca ouviu falar em HOME-CARE???

Home-care é o seguinte: Depois que o hospital atende, faz tudo que tem que fazer pelo paciente, chega um momento que não há mais o que ser feito, aí ele é encaminhado a um atendimento domiciliar, um bom caso é o da minha mãe, que usa o serviço há 4 anos, quando os médicos nos disseram: Olha, agora é com vocês, nós já fizemos todo o possível, o plano dela cobre e nós já solicitamos o home-care.

E assim, aumentou a população da casa. O plano até hoje segura a onda, mesmo depois dessa nova fase da vida da Véia, o plano ajuda, claro que não é assim pede e tem, envolve burocracia, laudos e tantas outras coisas, mas o principal é que o atendimento domiciliar, facilita muito minha vida, não posso imaginar como seria sem, ainda mais agora que as necessidades e a atenção que minha mãe exige, mais do que triplicaram.

No caso do Dunga, fica ainda mais fácil, porque ele tem o que não temos, $$$$$$$$$$$$$ e com esse pequeno detalhe, você pula a burocracia, você vai à empresa que faz esse serviço e diz: - Eu quero alguém pra ajudar nos cuidados do meu pai, (frase que Dunga  deveria dizer).

Ô Dunga, larga a mão de ser chato, contrata um home-care pra cuidar do seu pai e dá uma folga à mãe e a gente também, né? Quem sabe assim, você convoca o Ganso, Victor, Neymar e o Caio (do meu “Fogãozão”)

COXA DA GALINHA

11 de maio de 2010 2

Hoje estou fazendo aniversário. Muitos parabéns, presente da Tania, torta, jantar especial, estas coisas que acontecem a todos normalmente.

O inesquecível mesmo, aconteceu no longínquo 11 de maio de 1969. Às vezes, meu aniversário coincide com o dia das mães, segundo domingo de maio, e em 1969 foi o que aconteceu.

Um domingo lindo, ensolarado, lá na Nova Ramada, distante 500 km de Porto Alegre. Na hora do café eu e a mãe recebemos os parabéns de todos mas nenhum presente. Acho que não tínhamos este hábito nem grana para presentes. Presentes mesmo só no Natal.

Depois do café, lembro que veio a ordem do pai: Gurizada, todos pra Igreja. Domingo de manhã ir ao Culto era obrigação.

Hora do almoço! Dia das mães, meu aniversário, tinha que ter refrigerante. E tinha: Soda Limonada, uma delicia. Tinha Galinha assada no forno, salada de maionese é claro e outras coisas mais. Quando a mãe foi me servir ela falou: Já que hoje é teu aniversário tu vai ganhar a COXA DA GALINHA.

Inesquecível!!!

Abraços

Mais Sessão de Autógrafos

10 de maio de 2010 1

Gente, a maratona de lançamentos ainda não terminou! Dia 13 de maio estarei na Saraiva do Barra Shopping e dia 14 em Caxias do Sul na Saraiva do Iguatemi Caxias! Espero vocês lá e prometo retomar as postagens por aqui assim que a função acalmar! Beijocas, Ju

Uma dose extra de superação

01 de maio de 2010 5

Descobri que escrever prum blog não é tão fácil como eu achei que era. Além de ter idéias, fazer correções gramaticais, tempo extra, existe outra coisa complicada: Delimitar a intimidade e publicidade e, num blog como o nosso, onde promovemos acessibilidade, inclusão, superação, esse limite é muito tênue.

Relatos diretamente relacionados com nossa intimidade podem ser interessante pro leitor, pra ele aprender, sobreviver, reclamar, divulgar, também falamos da tal superação e foi justamente aí que fiquei em dúvida escrever ou não o que tá acontecendo com minha mãe.

Até o dia 22 de março tudo ia bem, mas eis que ela começou a apresentar os efeitos dos quase 5 anos acamada e os problemas respiratórios começaram a surgir. O caos que a Saúde tá passando(mesmo pros que têm plano de saúde), dá um post à parte, por ora fico restrita à saúde da Véia.

Entrei no hospital, com ela desacordada, horas depois, (muitas horas), o médico me liga, ela sofrera uma parada respiratória, o pouco do cérebro que o AVC não havia atingido, foi cruelmente afetado pela parada respiratória, ela hoje está em coma, o famoso e temido estado vegetativo.

Sinceramente, eu tava preparada pra duas situações apenas: Sua recuperação, ainda que milagrosa ou sua morte, aliás, durante todo esse tempo, não teve um dia, que eu não pedisse a Deus que a levasse dormindo, sem sofrimento.

Ironicamente minha mãe luta pra viver, as primeiras horas da parada seriam decisivas pro resto de sua vida, caso ela não conseguisse respirar sozinha, mas a danada, tá lá firme e forte, respirando sozinha, mas não acorda, eu que achava que ela já havia sofrido restrições demais com o derrame, afinal ela perdeu a capacidade de se locomover, de ouvir, falar, se alimentar…

O chão sumiu de novo, mais uma etapa surge nas nossas vidas, minha e do Milton principalmente, já que desde que ela teve o AVC mora aqui com a gente, só a tal superação pode segurar a onda aqui em casa e é nela que estamos nos agarrando.

A vida segue, semana que vem a Véia tá de volta em casa, infelizmente sem as famosoas idéias de Girico e sua completa falta de noção.

E eu que achei que não iria sentir falta das suas porralouquices…