Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Cadeira alternativa

09 de agosto de 2010 3

Depois de penar muito com as cadeiras de banho em hotéis, o Milton resolveu comprar uma cadeira dobrável, pra gente poder levar nas nossas viagens.

Muitos hotéis colocam uns banquinhos como o da foto abaixo, que pra muita gente é útil, mas no caso do Milton que é tetra e não tem muito equilíbrio, esse banquinho não dá.

Outros hotéis nem cadeiras têm, outros tem umas péssimas. Então pra evitar problemas resolvemos investir na cadeira dobrável.

Ela tem vantagens com relação ao espaço, cabe perfeitamente atrás do banco do carro, ou ainda na mala e sobra espaço pra outra cadeira, além disso o Milton consegue sentar e sair sozinho dela. Mas ela é bem pequenina, o Milton quando senta nela, parece que pegou emprestada de alguém menor que ele, os pés quase bate no queixo, ele obviamente se recusou a sentar na cadeira, pra eu poder publicar. Conto com a imaginação de vocês.

Além disso o encosto dela, é um tubo e forma um ângulo reto e, machucava as costas dele, aí a MacGyver aqui, entrou em ação.

Forrei com esponja toda volta do tudo e costurei à mão, o encosto com napa. Olhem o detalhe: Que fofo!

Ficou breguinha, mas funcional.

E é ela que nos salva quando viajamos e que segurou a onda do Milton, enquanto a outra cadeira tava no torneiro mecânico.

Aproveitei meu momento Inspetora Bugiganga e dei um jeito no nosso purificador de água, o purificador não tem nada com o blog, mas fiquei impressionada comigo mesmo e tenho que repartir com vocês.

Nosso purificador estragou e levamos ao conserto, ele passou 45 dias pra ser arrumado e voltou com o botão liga-desliga com defeito, ficamos na dúvida entre levar de volta ou usar como tava, não levamos, até que um dia ele quebrou de vez, no ligado( Lei de Murphy) alagando toda a cozinha.

Precisava de alguma coisa que fixasse o botão na parede, mas não tinha o quê, aí lembrei, de um Kit Caipirinha, que eu ganhei e que dava justinho pra o que eu queria.

Olhem como ficou certinho. Feito um pro outro

Voltando à cadeira de banho.

Valeu à pena ter levado a cadeira pra arrumar, ficou ótima, roda super bem, com facilidade.

Quem quiser saber o telefone, endereço e nome do torneiro mecânico, manda um e-mail pra gente, que eu respondo.

Comentários (3)

  • Mauricio Zelanis Paz diz: 9 de agosto de 2010

    Deixa eu te perguntar, voce poe forro tambem, to precisando de alguem que me ajude, heheheh, sabado até ia perguntar sobre a cadeira de banho, mas no final me esqueci, mas que bom que conseguiram arrumar, menos uma coisa!!!

    Beijos e abraços!
    Olha! Faço qualquer coisa.Não garanto ficar profissa, mas vou tentar e me esforçar.Afinal estamos juntando dindim pra Miami.
    Beijos
    Tania

  • Pirica Mór diz: 9 de agosto de 2010

    Muitos poucos hoteis tem banquinho, muito menos cadeira de banho. Temos que fazer um “auê” para que vire “moda” e assim quebrar o galho, não só nosso, os cadeirantes, mas de muitos idosos ou até dos ditos normais, que se encontram naquela hora necessitando. Em dois hoteis de Brasilia já tem.
    Isso é verdade! Passamos tanto perrengue que decidimos comprar a cadeira.
    Mesmo assim quando vamos em hotéis que não tem cadeira, botamos a boca no trombone.
    Beijos
    Tania

  • Paulo Bergallo Rodrigues diz: 12 de novembro de 2010

    Olá, estou justamente procurando algum site que reuna informações sobre hotéis com acessibilidade, e o mais importante: o nível desta acessibilidade!
    Alguns hotéis que para chegar a rampa é necessário subir uma escada…
    outros tem portas pequenas ou dizem que tem cadeira de banho, mas quase sempre é um banquinho!

    Infelizmente ainda não encontrei nada desse estilo, até porquê é difícil reunir informações de qualidade sobre qualquer assunto na internet…

    alguém conhece um site que reuna esse tipo de informação?
    Oi Paulo!
    Não conheço nenhum site específico, o que vc vai encontrar é alguns blogs, como o nosso, onde os autores viajaram e publicaram o nível da adaptação.
    Será um trabalho de formiguinha, eu e o Milton fomos ano passado à SC e falamos do hotel em que ficamos.
    Dá uma olhadinha aqui
    e vê se é mais ou menos isso que vc quer.
    Abraços
    Tania

Envie seu Comentário