Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts na categoria "Transporte"

Nossas calçadas!

28 de julho de 2011 0

Amigos!

Peço desculpas pela demora nas postagens, mas vamos que vamos…

Toda tarde tenho saído com nossa pequenina pra passeios de carrinho, ela adora.

Já tinha noção das porcarias que são nossas calçadas, por conta disso, eu e Milton saimos muito pouco a pé, mas com Ana Sofia não tem jeito, ela precisa desses passeios, aí o bicho pega.

Uma rodinha do carrinho já empenou graças aos buracos, hoje mais uma vez saimos e como sempre faço, cada passeio é por um lugar diferente.

Olha só a loucura que descobrimos hoje:


Essa calçada fica na Avenida Cristóvão Colombo, pertence ao Hospital Militar.

É uma calçada estreita, deve ter no máximo uns 90 cm de largura, não bastasse isso, algum gênio resolveu colocar uma placa de sinalização que impede qualquer pessoa andante, cadeirante, com carrinho de bebê, passar pela calçada.

Cada vez mais tá mais difícil sentir orgulho do meu País!

Aproveito o post pra dar nosso apoio à queria Vitória e total repúdio ao Cinemark, são com atitudes como essas, que acontecem o que aconteceu recentemente num cinema da região

Corrida contra o tempo

14 de abril de 2011 0

Essa notícia já foi dada em vários meios, mas convém lembrar mais uma vez

Tirei do site Chevroletnova, corram meus amigos, porque o prazo pra compra do carro está se esgotando.

Eu na minha completa ignorância, achava que essa lei era digamos assim, eterna.

Lei que permite a deficientes físicos adquirir veículos com desconto fica em vigor até dezembro de 2012.

Na última sexta-feira, o Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) votou pela prorrogação da lei que concede às pessoas com deficiência o direito de comprar veículos com isenção total ou parcial de impostos.

O prazo anterior para a suspensão das isenções era dia 30 de abril, mas com a decisão o prazo foi estendido até 31 de dezembro de 2012.

Pela lei, deficientes não condutores podem comprar carros livres de IPI. Já no caso dos deficientes habilitados e serão os próprios condutores do veículo a isenção é total e não há cobrança de ICMS, IPI, IOF e IPVA Hoje, com a isenção, o deficiente consegue comprar um carro com desconte de 30% a 40%  do valor da tabela.

Para Rodrigo Rosso, presidente da Abridef (Associação Brasileira das Indústrias e Revendedores de Produtos e Serviços para Pessoas com Deficiência), a prorrogação da lei foi só a primeira reivindicação do grupo. “Em um segundo momento, a nossa intenção é pressionar para que a lei se torne permanente”, conta Rosso.

Outra exigência do grupo é a aumento no preço máximo dos veículos. Pela legislação, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida só podem comprar com isenção veículos que forem nacionais e com preço até R$70 mil. “O problema é que existem poucas opções de carros automáticos – porque a maioria necessita da versão automática – que ficam nessa faixa de preço”, explica Rosso, “O ideal é que o preço máximo fosse R$100 mil”.

Sobre a legitimação do benefício Rosso argumenta “Essa lei é necessária, mas é também um paliativo, porque o governo não consegue providenciar transporte público adequado para todo esse tipo de população.” No Brasil, cerca 30 milhões de brasileiros são beneficiados pela lei de isenção.

Segundo estimativas da Abridef, só em 2010 foram comercializados 29 mil carros para pessoas com deficiência.

Descaso no Salgado Filho

22 de março de 2011 0

Faz algum tempo que a Azul e a WebJet estão operando no terminal 2 do Salgado Filho, em miúdos, o antigo aeroporto. Lá não tem finger (aquele tunel que leva ao avião) em nenhum dos portões de embarque, é tudo na remota. Bueno, estou voltando de São Paulo sábado passado – fui madrinha de casamento num Cruzeiro, o que merece um post a parte – e passei por aquele clássico constrangimento: falta de acessibilidade.

Além da cadeirante aqui, outras duas vovós beirando os noventa anos também precisavam de algum recurso para evitar as escadas. Cabe a Infraero disponibilizar o Ambulif – não tem nenhum por lá - cabe as comanhias aéreas dispor de stair trac (aquela cadeira robocob que sobre e desce escadas), a Azul tem uma mas a WebJet não. Voei pela última e me lasquei. Desceram todos os passageiros, inclusive as vovós de noventa anos, pelas escadas e eu fiquei mofando e exigindo uma coisa tão banal: o cumprimento da lei.

É soda. Tem resolução da ANAC, tem lei da Acessibilidade, o Brasil ratificou a convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência em 2008 e a coisa segue só no papel. Filmei tudo com o celular, lá vou eu meter mais um processo, mas a mentalidade das pessoas não muda. Foi uma cena ridícula. Toda tripulação esperando eu decidir se ia encarar a escada ou não, as pessoas do próximo vôo prejudicadas pelo atraso e tudo mais. Fico pensando como vai ser na Copa, nas Olimpíadas. Se as companhias já passam aperto com um cadeirante que fala português, imagina como será com uma delegação de quebrados exigindo acessibilidade em javanês .

Absurdo no avião!

03 de março de 2011 0

Cumbica (Guarulhos)

A deputada federal Mara Gabrilli ficou presa por duas horas no interior de um avião na noite desta quarta-feira (2/3/2011) no aeroporto internacional de Guarulhos (Grande SP) após se recusar a sair sem o equipamento adequado para desembarque de cadeirantes. A deputada é tetraplégica.
Gabrilli estava no voo 3563 da TAM, que vinha de Brasília e chegou por volta das 21h de ontem. O avião parou em posição remota no interior do aeroporto, fora das áreas de fingers (passarelas que ligam os portões de embarque às aeronaves). Neste caso, o desembarque de passageiros com mobilidade reduzida deve ser feito com ambulift (espécie de carrinho com elevador).

Segundo a deputada, apenas em terra a TAM informou que os aparelhos da empresa e da Infraero estavam quebrados, e que ela seria carregada por um dos comissários para fora da aeronave.

“Bati o pé e disso que eu não iria. Chovia forte no momento e estou com tosse. O risco é muito grande para uma pessoa como eu e o aeroporto deve ter os equipamentos necessários para estes casos.”

Ainda segundo Gabrilli, funcionários da TAM tentaram convencê-la alegando que haveria demora na solução do impasse, uma vez que os equipamentos estariam quebrados há um mês e meio.

Solidários, os comissários da aeronave acionaram a torre de controle do aeroporto para usarem um dos fingers para o desembarque da deputada. Mas o procedimento não foi autorizado.

Uma resolução da Anac (agência que regula a aviação civil no país) obriga as empresas aéreas ou operadores de aeronaves a assegurar o movimento de pessoas portadoras de deficiência entre os aviões e o terminal com dispositivos adequados para efetuar, com segurança, o embarque e desembarque.

A deputada disse que chegou a acionar a Anac, mas a agência não demonstrou interesse pelo caso.

Apenas por volta das 23h, funcionários da TAM conseguiram um ambulift que estava fora de uso e fosse liberado pela Infraero apenas para a retirada da deputada.

“Tomei chuva e a pessoa responsável pelo aparelho não me amarrou (colocou o cinto de segurança). Foi minha assistente que prendeu o cinto de segurança com o ambulift em funcionamento. Ninguém teve essa atitude. Os funcionários não tem o preparo necessário ainda.”

A reportagem entrou em contato com a Infraero e a TAM, mas até às 4h de hoje não obteve resposta.

Congonhas (São Paulo)

O arquiteto Fernando Porto de Vasconcellos, 71, sofreu um acidente durante o uso do ambulift no aeroporto de Congonhas (SP) no dia 11 de dezembro de 2010.

Cadeirante desde que sofreu um AVC (acidente vascular cerebral), Vasconcellos estava com uma funcionária da Gol quando uma freada brusca do carro fez a acompanhante cair sobre a cadeira de rodas. Ele foi arremessado ao chão e bateu a cabeça.

A Infraero, responsável pelo ambulift, diz que não há cintos para prender as cadeiras e que elas são travadas. Foi aberta uma sindicância para investigar acidente.

Absurdo no ônibus!

01 de março de 2011 0

Galera olha que absurdo, a que ponto chegou o desrespeito com o próximo.

Nossa amiga e leitora Sara Mor, pegou o ônibus da UNESUL , no dia 23 de fevereiro, às 7 horas da manhã, no sentido Cachoira do Sul- Porto Alegre, o tal ônibus tinha o famoso adesivo indicando acessibilidade:

Acontece que o tal ônibus era tão acessível que a Sara teve que subir as escadas sentadas.

Ao reclamar o uso indevido do adesivo na frente, foi informada que era ordem do DAER, ela então escreveu ao DAER e teve a seguinte resposta:

Prezada Sara

A Superintendência de Transporte de Passageiros esclarece que a questão da acessibilidade já foi regulamentada.
A lei federal nº 160 estabelece até 2014 para que todos os veículos de transporte coletivo estejam adaptados.
O símbolo da acessibilidade é um dos requisitos que a norma da ABNT NBR 15320 e a Portaria 168 do INMETRO exigem. A legislação não exigirá a plataforma elavatória, mas sim a cadeira de transbordo.
Atualmente, existem problemas com a cadeira de transbordo e dificuldades devido a padrões construtivos dos ônibus que estão sendo analisados pelo INMETRO para que se possa fazer a exigência de acessibilidade.
Foi estabelecido um grupo de trabalho composto por integrantes da RTI – Associação das Empresas de Transporte Intermunicipal de Passageiros do RS e do INMETRO para estudos para a implantação das cadeiras de transbordo. O DAER aguarda a decisão deste estudo.  Após o estabelecimento de todas as regras e da data estabelecida em lei apara as adaptações serem realizadas, o DAER passará a fiscalizar o transporte intermunicipal (fora da regiões metropolitanas, que é responsabilidade da METROPLAN) conforme o que estabelece a lei da acessibilidade.

Pelo que entendi, basta ter o adesivo e uma cadeira dentro do ônibus que ele é considerado adapato?  Entrar no ônibus não é problema da empresa, a ela cabe apenas adesivar e colocar uma cadeira?

Os cadeirantes que se virem pra entrar!

Vou encaminha várias cópias a todas a instituições e empresas que eu acho que tem responsabilidade e obrigação de adaptar o transporte público, quando eu tiver respostas dignas publico-as aqui pra todos.


Vagas, sempre as vagas.

07 de fevereiro de 2011 0

O Globo, tem uma matéria, onde o leitor se transforma em jornalista.

Você vê algo errado e/ou interessante manda, se o Jornal achar legal, publica. A coluna se chama:  Eu- reporter.

Ontem li essa notinha, onde mais uma vez era abordado a falta de educação das pessoas e as vagas pra deficientes.

Até o momento que li, havia rendido mais de 60 comentários,  só que alguns deles, repudiando a atitude do cidadão que flagrou o caminhão da Schincariol na vaga. Vejam bem: O errado era o cara, segundo tais comentários, o cidadão-repórter queria apenas se promover.

Gente! A vaga não é pra ser usada, nem por um minutinho se você não precisa dela, não é pra usar e pronto.

É uma questão de cidadania chamar a atenção do imbecil que parou no lugar errado, nota dez pra quem chamou a atenção e zero pra quem achou ridículo, esse provavelmente também pára no lugar errado.

Onde vamos parar? O cara pára no lugar errado, um corajoso correndo o risco de apanhar, repreende o babaca e ainda sai como o errado?



Voltando das férias...

24 de janeiro de 2011 0

Eu e o Rafael não havíamos mais dado as caras por aqui pois estávamos de férias. Passamos onze dias em Torres – praia que nós adoramos – o tempo colaborou, tivemos dias ótimos e aproveitamos muito o mar…

Gostaria de deixar registrado que o município de Torres, principalmente em termos de acessibilidade, evoluiu do ano passado para cá. Pudemos observar várias calçadas com rampas, bastantes vagas de estacionamento para pessoas com deficiência. Nada mais que o básico, afinal, deveria ser comum ter acessibilidade em todos os lugares, mas enquanto ainda estamos longe do ideal, fico feliz sempre que identifico algo positivo, quando vejo as coisas melhorando… Aproveito a oportunidade para falar também que vimos o asfalto sendo recuperado em grande parte das avenidas, novas ruas sendo asfaltadas, banheiros químicos espalhados por toda parte… Que continue essa evolução e que na próxima temporada que passemos por lá, possamos observar mais melhorias ainda…

No mais, estamos retomando a rotina e na expectativa do nascimento do Pedro, praticamente mais dois meses e ele já estará aí…

Novas lotações marcam pioneirismo em acessibilidade

23 de dezembro de 2010 0

Notícia no site da Prefeitura de Porto Alegre:

Porto Alegre é a primeira capital brasileira a dispor, no sistema de transporte seletivo, de veículos lotações com elevador para acessibilidade de pessoas com deficiência e box para o estacionamento dos cadeirantes. A entrega oficial dos primeiros veículos foi realizada em solenidade nesta quarta-feira, 22, em frente ao Paço Municipal.
A implantação dos novos veículos, parceria entre a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), a Secretaria Especial de Acessibilidade e Inclusão Social (Seacis) e a Associação dos Transportadores de Passageiros por Lotação (ATL), com equipamentos para o transporte de pessoas com deficiência, representa uma ação pioneira no país. Para o prefeito, a iniciativa mostra a importância da qualificação do transporte coletivo da cidade na gestão municipal. “Mais uma vez, demonstramos que queremos avançar no desenvolvimento da cidade, respeitando sempre as diferenças e combatendo as desigualdades. Não adianta pensarmos em Copa 2014 sem pensarmos em detalhes como este, de inclusão social, que possibilitam maior acessibilidade aos cidadãos”, destacou Fortunati.

Características – Os carros adaptados são equipados com ar-condicionado, 21 lugares, poltronas reclináveis em dois estágios com cintos de segurança retráteis, no padrão rodoviário. Conforme o diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, a partir de agora todos os veículos que entrarem na frota deverão apresentar o mesmo padrão. A programação de renovação da frota, com idade média de 5 anos, prevê a inclusão de 50 novos veículos no sistema até o final de janeiro de 2011.

O titular da Seacis, Tarcízio Teixeira Cardoso, também participou da entrega dos veículos. O cadeirante Dilceu dos Santos, 38 anos, testou e aprovou a nova lotação adaptada. “Esta é uma conquista dos cadeirantes e das pessoas com deficiência. Agora, sabemos que podemos pegar uma lotação especialmente adequada as nossas necessidades. Nós, porto-alegrenses, estamos avançando cada vez mais em acessibilidade e inclusão”, afirmou.

Linhas – Os novos veículos atenderão as linhas 787 Ipiranga PUC; 314 Canal 10; 130 Guarujá; 161 Ipanema e 590 Guerino/Lindóia. A frota circula com 403 veículos, 29 linhas principais e 17 secundárias, com 4.632 viagens diárias, no transporte de aproximadamente 56 mil passageiros / dia, transportados sentados.

Alô São José dos Campos

29 de novembro de 2010 0

Gente! SJC  sediará o I Seminário de Calçadas e Acessibilidade Urbana.

Um pouco do que se trata…


Calçadas acessíveis: liberdade a conquistar

As calçadas das cidades representam um desafio para administrações públicas, no sentido de eliminar os obstáculos que impedem a circulação das pessoas com segurança, autonomia e conforto. Para debater a questão, a Prefeitura de São José dos Campos, aAssociação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) e a Urbanizadora Municipal (Urbam) promovem, no dia 8 de dezembro, o  I Seminário de Calçadas e Acessibilidade Urbana. Um dos temas de destaque será o Programa Calçada Segura, implementado pela prefeitura em parceria com a ABCP e Urbam, que se baseia na Lei Nº 8.077/10 e dispõe sobre a adequação das calçadas urbanas.

O programa Calçada Segura, considerado caso de sucesso, visa a transformar as calçadas em locais mais seguros e acessíveis para pedestres, especialmente idosos, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Tem a adesão da população e ainda gera emprego para pedreiros calceteiros e outros profissionais responsáveis pela execução de calçadas.

Ricardo Moschetti, gerente regional São Paulo da ABCP, informa que no seminário também serão abordados os sistemas de calçadas aprovados para execução, bem como outros casos de sucesso de cidades como Ubatuba, São Roque, Pereira Barreto e Santa Fé do Sul, que já iniciaram seus respectivos programas baseados nas mesmas condições de mobilidade e acessibilidade urbana. Segundo o engenheiro, “este encontro permitirá um debate importante para toda a sociedade, que é o de propor melhorias de locomoção não só para idosos e pessoas com deficiência, que correspondem a 10% e 15% da população, como para todos nós, que podemos precisar um dia. Além disso, a calçada pode ser um caminho para a integração das pessoas, de uma comunidade.”

O setor de construção civil participará do evento e será representado por associados da ABCP, entidades, construtoras, profissionais liberais, fabricantes de produtos para passeios públicos etc. Também participarão do encontro os munícipes, a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Consórcio de Desenvolvimento do Vale do Paraíba (Codivap) e a União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp), além de prefeitos e vereadores das cidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte. A intenção é que, após este encontro, seja organizado um movimento com a integração de agentes públicos que busquem soluções por meio de programas municipais de acessibilidade.

Serviço:
I Seminário de Calçadas e Acessibilidade Urbana

Data: 08/12
Local: Núcleo do Parque Tecnológico, localizado na Rodovia Presidente Dutra, Km 138,7 – Eugênio de Melo, São José dos Campos. 
Horário: das 8 às 13 horas
As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas pelo site www.anggulo.com.br/sjccalcadas,www.sjc.sp.gov.br.

Mais informações pelo telefone: (12) 3947-8806.

Sobre a ABCP – A Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP) é uma entidade sem fins lucrativos, mantida pela indústria brasileira do cimento, que há 74 anos promove estudos sobre o cimento e suas aplicações. Reconhecida nacional e internacionalmente como centro de referência em pesquisas da construção, a ABCP também atua no desenvolvimento de tecnologias sobre o concreto e mantém uma equipe de profissionais graduados à disposição do mercado para treinamentos, consultoria e suporte a grandes obras da engenharia brasileira. Tudo isso para garantir a qualidade e as boas práticas do produto que representa. Para saber mais sobre a ABCP, visite o site www.abcp.org.br.

ConVivendo e Aprendendo

27 de novembro de 2010 1

Há algum tempo, penso em postar aqui no blog dicas e informações sobre como se deve fazer para auxiliar – da forma mais adequada – pessoas com deficiência visual, em todo tipo de convívio, seja no trabalho, na aula, em família, entre amigos ou mesmo com pessoas que não conhecemos, simplesmente cruzamos por aí…

Procurei em alguns sites, blogs, etc e há diversas informações interessantes. Deixo aqui o link para uma página que faz um “resumão”, uma espécie de compilação de informações retiradas de vários sites voltados para pessoas com deficiência. Clique aqui.

É importante observar que ainda pouco se fala em baixa visão, visão subnormal, etc, na maior parte dos sites que pesquisei, usualmente as informações neles contidas trazem o termo “cego”, então é importante frisar que a maior parte destas dicas se aplica também no convívio com pessoas com baixa visão (e isto eu posso afirmar, porque é meu cotidiano), mesmo que o texto se refira apenas às pessoas cegas.

Com certeza, muitos de vocês já têm conhecimento de várias dicas e situações expostas no texto, mas sempre tem algo que ainda não percebemos. Por isto achei legal trazer este assunto, que é relevante não só para quem tem a oportunidade de auxiliar, mas também para quem precisar ser auxiliado.

Um excelente final de semana a todos!

Solidariedade em Porto Alegre

25 de novembro de 2010 0

Reproduzo aqui a notícia que li hoje no site da Prefeitura de Porto Alegre:

A Carris lança nesta quinta-feira, 25, o projeto Linha Solidária, em solenidade a partir das 10h30, no Paço Municipal (Praça Montevidéu, 10). Com o objetivo de incentivar a cidadania em Porto Alegre, a empresa irá destinar um ônibus personalizado para o transporte de grupos de pessoas para doação de sangue nos postos de coleta da Capital. O projeto conta com apoio do Hemocentro do Estado do Rio Grande do Sul (Hemorgs) e dos hemocentros da Santa Casa de Porto Alegre, Hospital de Clínicas e Hospital de Pronto Socorro.

A ideia principal do projeto é manter viva, durante todo o ano, a chama da solidariedade, culturalmente acesa em vésperas de feriados como o Carnaval, época onde campanhas desse tipo ficam evidenciadas. O agendamento do serviço funcionará através do telefone 3289.2100 (ramal 179) ou pelo e-mail linhasolidaria@carris.com.br. A empresa se coloca à disposição para efetuar o cadastro de todos os postos de coleta de sangue que queiram utilizar o serviço e demais setores da sociedade interessados em participar dessa ação de solidariedade.

Muito legal este tipo de iniciativa!

NATAL LUZ

05 de novembro de 2010 0

Olá Amigos,

Estamos organizando mais um roteiro para o Natal Luz em Gramado nos dias 4 e 5 de dezembro deste ano.

Para esse roteiro dar certo precisaremos organizar com antecedência, pois temos que ver o ônibus, o hotel se ficarmos em Gramado, os parques que iremos visitar e as alimentações.

Cada convidado com mobilidade reduzida ou em cadeira de rodas poderá trazer um acompanhante que irá ser seu cuidador durante o roteiro.

O que vamos fazer em Gramado/Canela?

Visitaremos o centro de Gramado, os parques mini mundo, mundo encantado, mundo a vapor e casas de chocolates, o museu de cera e aldeia do papai Noel e a noite ver o desfile de natal.

Quem quiser participar deste programa natal Luz, deverá nos dar algumas informações tais como:

Qual o tipo de lesão

Nome completo

Endereço, idade, telefones, e-mail, nº seguro saúde e também os dados de seu acompanhante

Se usa cadeira de rodas, que tipo, manual, ou elétrica

Lembramos que só temos 20 vagas e estamos montando um grupo de apoiadores e se conhecerem alguma empresa que possa nos ajudar, por favor, nos informe que apresentamos o projeto a eles.

No aguardo de suas inscrições.

Rotechild Prestes
ONG Caminhadores
Presidente
(51) 8464-4301
http://caminhadores-rs.blogspot.com

ISENÇÕES

14 de outubro de 2010 0

Li no jornal.

O governo do RS dará isenções de ICMS ao Grêmio e ao Inter na construção e reforma dos seus estádios.

Nada contra os times.

Sou contra o governo mesmo, %$#@.

Peguemos o exemplo do Rafael, que tem baixa visão, ele não pode dirigir, mas pode comprar um carro. Por que ele não tem direito a isenção de ICMS?

Aqui no RS, só o condutor e os times milionários de futebol têm direito a isenção.

Ah! Mas se você tiver paciência e dinheiro, contrata um advogado e espera a justiça agir, pois em muitos casos a justiça é favorável àqueles que lutam pela isenção. Talvez em um ano saia a sentença.

Quanta injustiça! PQP.

Argentina!

20 de agosto de 2010 0


Eu estive viajando estes dias, sem a Tania. Fui em direção a fronteira com a Argentina.

Primeira parada em Santiago/RS, 500 km de Porto Alegre, tenho uma irmã que mora lá e fui visitá-la.

No outro dia decidimos conhecer São Borja, terra de presidentes, e dali até Santo Tomé na Argentina têm apenas a alfândega, claro, e a belíssima ponte  internacional presidente Getúlio Vargas sobre o majestoso Rio Uruguai.

Santo Tomé fica na província de Corrientes. Cidade pequena, tranquila, e apesar de seu pequeno tamanho possui uma Faculdade de Medicina.

Claro que para entrarmos na Argentina tive que providenciar a tal Carta Verde,( uma espécie de seguro de automóvel para circularmos em outro país), ali na fronteira mesmo tem um posto onde se paga R$ 20,00 e pronto.

Nós brasileiros costumamos criticar, ter certo “ranço” em ralação aos argentinos, e eles conosco com certeza. Mas um detalhe muito interessante eu percebi lá e ponto para eles. Fomos almoçar num restaurante médio, em Porto Alegre tem mais de mil daquele padrão. E adivinhem só, tem o banheiro feminino, o masculino e….um e x c l u s i v o  para deficientes.

Nem precisava usar o banheiro mas tive que entrar e dar uma olhadinha, 100 por cento adaptado.

Parabéns hermanos!

Abraços.

CADEIRA IMPORTADA

02 de agosto de 2010 2

Pessoal, copiei do BLOG Mão na Roda o texto abaixo, escrito por Eduardo Camara. Muito útil para todos os cadeirantes deste Brasil.

Ontem li uma notícia que deu aquele peteleco que faltava para escrever esse post. E é uma notícia BOA para todos nós: a partir de hoje, cadeiras de rodas, muletas e andadores passam a ser considerados bens de uso pessoal e podemos trazê-los quando viajamos sem pagar imposto algum! Na onda, também foram liberados de impostos os celulares, relógios e câmeras fotográficas.

A notícia foi divulgada em grandes portais da Internet, como a Folha de São Paulo e  o G1.

Apenas lembrando que, para não pagar o imposto, a pessoa tem que trazer a cadeira como bagagem acompanhada. Isto é: não dá para comprar na Internet e mandar entregar no Brasil. Tem que ir lá pessoalmente buscar e voltar com ela. Claro que continua saindo um pouco caro porque você vai ter que comprar as passagens aéreas, reservar hotel e tal, mas sem dúvida sai mais barato do que comprar uma importada aqui. Quer ver? Então, vamos fazer umas contas:

TiLite ZRA básica no Brasil: R$ 9.200,00 (aproximado)

Tilite ZRA básica nos EUA (Sportaid.com): U$ 1.895,00
Pacote aéreo de 4 noites em Miami: U$ 1.500,00 (aproximado)
Cotação do dólar: R$ 1,80
Total: U$ 3.461,00 * 1,80 = R$ 6.229,80

Ou seja, dá para fazer um passeio em Miami, comprar uma cadeira que bota as nacionais no chinelo e ainda sobram quase 3 mil reais em relação ao preço de uma importada aqui por essas bandas.

Minha sugestão? Junte um dinheirinho a mais, planeje aquela viagem e volte com uma cadeira turbinada! Mas antes, não se esqueça de pegar as dicas de viagem e medidas da cadeira aqui no blog e trocar uma idéia em nossa comunidade do Orkut.