Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Percival Puggina deixa o Partido Progressista

24 de outubro de 2013 0
Foto: Divulgação

 

O escritor Percival Puggina anunciou ontem que está saindo do Partido Progressista. Ele foi o criador da Fundação Tarso Dutra de Estudos Políticos e Administração Pública, responsável pela formação doutrinária da agremiação. Também exerceu o mandato de vereador de Porto Alegre pela legenda e foi candidato a deputado estadual. Atualmente era membro da Executiva Estadual.

No meio jornalístico e intelectual, Puggina edita um blog e é articulista dominical da Zero Hora. Escreve ainda para dezenas de sites e jornais do Rio Grande do Sul e do país. Publicou três livros: Crônicas contra o totalitarismo; Cuba, a tragédia da utopia; e Pombas e Gaviões.

Crítico do PT e da esquerdização da cultura, tem posições ideológicas muito claras. É fonte de programas de rádio e televisão e conferencista em áreas como política, ética e Doutrina Social Cristã.

Em sua própria rede social, ele escreveu o seguinte:

– Uma decisão difícil, mas necessária. Desculpem, mas o tema e a fonte dessa matéria sou eu mesmo. Comuniquei, hoje, ao Partido Progressista, minha desfiliação. Foi uma decisão que vinha amadurecendo diante de um novo rumo que estou dando à minha vida. Posto que pretendo dedicar-me inteiramente a comunicação e à formação de opinião, escrevendo mais artigos, livros e criando um novo site (o atual blog teve nos últimos 12 meses 1,5 milhão de page views!), percebi que atuaria melhor sem compromissos ou vínculos partidários. Não mudei de ideias nem de princípios, e menos ainda de amigos ou de valores. Apenas, minha ação política, como cidadão, ganhará um nível mais amplo. A política partidária é apenas uma parte da Política.

Em tempo: retomo para dizer que minha isenção é zero para tratar desse assunto. Sou suspeito, suspeitíssimo, pois se trata de um amigo. Mais do que isso, de alguém com grande influência sobre minha formação intelectual e espiritual. De alguém por quem tenho um carinho de filho. Informo esse aspecto por dever de honestidade para com leitores que, eventualmente, possam desconhecer minha relação com Percival Puggina.

E, pelo mesmo motivo, me privo de fazer qualquer análise da decisão tomada. Sobre isso, converso com ele pessoalmente. Aqui, divulgo a informação pelo aspecto jornalístico, o que já havia feito ontem em primeira mão no meu blog.

Envie seu Comentário