Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts de janeiro 2012

PRÊMIOS os melhores de sundance 2012

30 de janeiro de 2012 0

Capitaneado por Robert Redford, o Festival de Sundance premiou sábado os melhores do cinema independente mundial em sua 64ª edição. O Prêmio do Júri em ficção foi para Beasts of the Southern Wild (foto), de Benh Zeitlin, e em documentário para The House I Live In, de Eugene Jarecki. O público elegeu The Surrogate, de Bem Lewin, na categoria ficção e The Invisible War, de Kirby Dick, na de documentário. O longa brasileiro A Cadeira do Pai saiu de mãos abanando.

Principais vencedores:

Grande Prêmio do Júri:

Melhor Longa de Ficção/Drama – Beasts of the Southern Wild, de Benh Zeitlin

Melhor Documentário – The House I Live In, de Eugene Jarecki

Melhor Filme Estrangeiro Ficção/Drama – Violeta se Fue a los Cielos, de Andrés Wood (Chile)

Melhor Documentário Estrangeiro – The Law in These Parts (Shilton Ha Chok), de Ra’anan Alexandrowicz (Israel)

Prêmio do Público:

Melhor Longa de Ficção/Drama – The Surrogate, de Ben Lewin

Melhor Documentário – The Invisible War, de Kirby Dick

Melhor Filme Estrangeiro Ficção/Drama – Valley of Saints (Índia)

Melhor Documentário Estrangeiro – Searching for Sugar Man (Suécia)

Outras categorias:

Melhor Diretor (Ficção/Drama) – Ava DuVernay por Middle of Nowhere

Melhor Diretor (Documentário) – Lauren Greenfield por The Queen of Versailles

Melhor Diretor Estrangeiro (Ficção/Drama) – Mads Matthiesen por Tedy Bear

Melhor Diretor Estrangeiro (Documentário) – Emad Burnat por 5 Broken Cameras (Palestina)

Melhor Roteiro – Safety Not Guarenteed

Melhor Roteiro Estrangeiro – Young & Wild (Chile)

Melhor Montagem (Documentário) – Detropia

Melhor Montagem em Filme Estrangeiro – Indie Game: The Movie

Melhor Fotografia (Ficção/Drama) – Beasts of the Southern Wild

Melhor Fotografia (Documentário) – Chasing Ice

Melhor Fotografia em Filme Estrangeiro – My Brother the Devil (Reino Unido)

Melhor Fotografia em Documentário Estrangeiro – Putin’s Kiss (Dinamarca)

PRÊMIOS os vencedores do DGA Awards

30 de janeiro de 2012 0


No sábado, o Sindicato de Diretores de Hollywood divulgou os melhores de 2012 no DGA Awards 2012. Michel Hazanavicius (na foto com a atriz Berenice Bejo), diretor de O Artista, levou o principal prêmio (repetindo a escolha dos produtores, o PGA).

Os premiados:

Melhor diretor: Michael Hazanavicius por O Artista
Melhor documentário: James Marsh por Project Nim
Melhor série dramática: Patty Jenkins por The Killing, episódio Piloto
Melhor série de comédia: Robert B. Weide por Curb Your Enthusiasm, episódio Palestinian Chicken
Melhor telefilme ou minissérie: Jon Cassar por The Kennedys
Melhor série reality: Neil P. Degroot por The Biggest Loser, episódio #1115
Melhor série variedades/musical: Glenn Weiss por 65th Annual Tony Awards
Melhor série diária: William Ludel por General Hospital, episódio Intervention
Melhor programa infantil: Amy Schatz por A Child’s Garden of Poetry

PRÊMIOS os vencedores do sag awards

30 de janeiro de 2012 0

O drama racial Histórias Cruzadas, que estreia sexta-feira nos cinemas, foi o grande vencedor, domingo, da 18ª edição do SAG Awards. O prêmio é dado pelo Sindicato de Atores dos Estados Unidos (Screen Actors Guild) e considerado uma importante prévia para o Oscar. O filme levou para casa as estatuetas de melhor atriz (Viola Davis), atriz coadjuvante (Octavia Spencer) e melhor elenco.

Os vencedores do SAG:

Cinema:
Melhor ator: Jean Dujardin (O Artista)
Melhor atriz: Viola Davis (Histórias Cruzadas)
Melhor ator coadjuvante: Christopher Plummer (Toda Forma de Amor)
Melhor atriz coadjuvante: Octavia Spencer (Histórias Cruzadas)
Melhor elenco: Histórias Cruzadas (foto acima)
Melhor elenco de dublês: Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2


Tevê:
Melhor elenco em série dramática: Boardwalk Empire
Melhor ator em série dramática: Steve Buscemi (Boardwalk Empire), foto acima
Melhor atriz em série dramática: Jessica Lange (American Horror Story)
Melhor elenco em série cômica: Modern Family
Melhor ator em série cômica: Alec Baldwin (30 Rock)
Melhor atriz em série cômica: Betty White (Hot in Cleveland)
Melhor ator em minissérie ou telefilme: Paul Giamatti (Too Big to Fail)
Melhor atriz em minissérie ou telefilme: Kate Winslet (Mildred Pierce)
Prêmio especial pelo conjunto da obra: Mary Tyler Moore
Melhor elenco de dublês: Game of Thrones

PRÊMIOS domingo tem sag awards no tnt

27 de janeiro de 2012 0

Neste domingo, tem mais um tapete vermelho na tela do TNT. O canal por assinatura transmite a 18ª edição do SAG Awards, o prêmio do Sindicato dos Atores de Cinema (SAG), a partir das 22h. Entre os indicados está Histórias Cruzadas (The Help), que lidera a brincadeira com quatro indicações.

Os indicados

Em cinema:

Melhor ator: Demián Bichir por A Better Life; George Clooney por Os Descendentes; Leonardo DiCaprio por J. Edgar; Jean Dujardin por O Artista; Brad Pitt por O Homem que Mudou o Jogo.
Melhor atriz: Glenn Close por Albert Nobbs; Viola Davis por Histórias Cruzadas; Meryl Streep por A Dama de Ferro; Tilda Swinton por Precisamos Falar Sobre o Kevin; Michelle William por Sete Dias com Marilyn.
Melhor ator coadjuvante: Kenneth Branagh por Sete Dias com Marilyn; Armie Hammer por J. Edgar; Jonah Hill por O Homem que Mudou o Jogo; Nick Nolte por Guerreiro; Christopher Plummer por Toda Forma de Amor.
Melhor atriz coadjuvante: Bérénice Bejo por O Artista; Jessica Chastain por Histórias Cruzadas;
Melissa McCarthy por Missão Madrinha de Casamento; Janet McTeer por Albert Nobbs; Octavia Spencer por Histórias Cruzadas.
Melhor elenco: O Artista; Missão Madrinha de Casamento; Os Descendentes; Vidas Cruzadas; Meia-Noite em Paris.

Em tevê:

Melhor ator: Laurence Fishburne por Thurgood; Paul Giamatti por Too Big to Fail; Greg Kinnear por The Kennedys; Guy Pearce por Mildred Pierce; James Woods por Too Big to Fail.
Melhor atriz: Diane Lane por Cinema Verite; Maggie Smith por Downton Abbey; Emily Watson por Appropriate Adult; Betty White por Hallmark Hall of Fame: The Lost Valentine; Kate Winslet por Mildred Pierce.
Melhor ator (série dramática): Patrick J. Adams por Suits; Steve Buscemi por Boardwalk Empire; Kyle Chandler por Friday Night Lights; Bryan Cranston por Breaking Bad; Michael C. Hall por Dexter.
Melhor atriz (série dramática): Kathy Bates por Harry’s Law; Glenn Close por Damages; Jessica Lange por American Horror Story; Julianna Margulies por The Good Wife; Kyra Sedgwick por The Closer.
Melhor ator (série cômica): Alec Baldwin por 30 Rock; Ty Burrell por Modern Family; Steve Carell por The Office; Jon Cryer por Two and a Half Men; Eric Stonestreet por Modern Family.
Melhor atriz (série cômica): Julie Bowen por Modern Family; Edie Falco por Nursie Jackie; Tina Fey por 30 Rock; Sofia Vergara por Modern Family; Betty White por Hot in Cleveland.
Melhor elenco (série dramática): Boardwalk Empire; Breaking Bad; Dexter; Game of Thrones; The Good Wife.
Melhor elenco (série cômica): 30 Rock; The Big Bang Theory; Glee; Modern Family; The Office.

TV POR ASSINATURA findi com indicados ao Oscar 2011

27 de janeiro de 2012 0


Três bons filmes que concorreram ao Oscar 2011 chegam à tevê por assinatura neste fim de semana. Hoje, às 22h no Telecine Premium, estreia o drama familiar soft Minhas Mães e Meu Pai. É a história de um casal lésbico – formado por Annette Bening e Julianne Moore – que tem sua relação desequilibrada quando os dois filhos (os fofos Josh Hutcherson e Mia Wasikowska), concebidos por inseminação artificial, decidem procurar o pai/doador (Mark Ruffalo). Roteiro e direção de Lisa Cholodenko.

Cisne Negro, filme que rendeu à Natalie Portman o Oscar de melhor atriz, estreia sábado, às 22h, no Telecine Premium. Dirigido por Darren Aronofsky (Réquiem Para um Sonho e O Lutador), o thriller psicológico tem como pano de fundo a montagem do balé O Lago dos Cisnes. Natalie faz Nina, bailarina de uma companhia nova-iorquina que se torna obcecada pela perfeição ao ser escolhida para protagonizar O Lago dos Cisnes. Com Vincent Cassel e Mila Kunis.


No canal HBO a estreia de sábado é Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1. Dirigido por David Yates, o filme mostra que o poder de Voldemort (Ralph Fiennes) está cada vez mais forte. Harry (Daniel Radcliffe), Rony (Rupert Grint) e Hermione (Emma Watson) decidem então terminar o trabalho de Dumbledore (Michael Gambon) e encontrar o resto das Horcruxes para derrotar o Lorde das Trevas.



ESTREIAS DE CINEMA os descendentes + os homens que não amavam as mulheres + o espião que sabia demais + j. edgar

26 de janeiro de 2012 1

Após o anúncio dos indicados ao Oscar, terça-feira, começa oficialmente nesta sexta a corrida dos cinéfilos aos cinemas para conferir os longas que estão na disputa pelas estatuetas. Três fortes candidatos e o grande injustiçado desta edição do prêmio estreiam nas salas da região: Os Descendentes (com cinco indicações), Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres (com três), O Espião que Sabia Demais (também com três) e J. Edgar, que não foi lembrado em nenhuma categoria. Os Descendentes, em disputa por melhor filme, ator (George Clooney), diretor (Alexander Payne), roteiro adaptado e montagem, é sobre um pai (Clooney) que, no Havaí, reavalia a relação com os filhos e o destino que dará a uma herança.


Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres foi indicado em três categorias: melhor atriz (Rooney Mara), edição de som e mixagem de som. É a versão americana do fenômeno sueco inspirado na trilogia de Stieg Larsson, dirigida por David Fincher e estrelada também por Daniel Craig. Rooney interpreta Lisbeth Salamander, uma investigadora perita em computação; Craig assume o papel de um jornalista. Juntos, eles tentarão decifrar o desaparecimento de uma adolescente, há 40 anos, sobrinha de um misterioso magnata sueco (Christopher Plummer).


Com três indicações – ator (Gary Oldman), roteiro adaptado e trilha sonora original -, O Espião que Sabia Demais é uma adaptação do romance do prestigiado John Le Carré (que inspirou também O Jardineiro Fiel, de Fernando Meirelles). O suspense tem Oldman na pele de um empregado do alto escalão do serviço secreto inglês que tem a missão de desmascarar um agente infiltrado no período da Guerra Fria. Colin Firth e Tom Hardy completam o elenco.


Desprezado pela Academia de Hollywood, J. Edgar é dirigido por Clint Eastwood e conta a história real de J. Edgar Hoover, principal chefe do FBI por cinco décadas, morto em 1972. O protagonista é vivido por Leonardo DiCaprio, irreconhecível sob quilos de maquiagem. Também no elenco estão Naomi Watts, como a secretária de longa data de Hoover; Armie Hammer, como o protegido (e suposto amante) de Hoover, e Judi Dench, a mãe superprotetora do biografado.




Considerações douradas

25 de janeiro de 2012 0

Antes tarde do que nunca, vamos a algumas considerações pessoais sobre os indicados ao Oscar 2012, divulgados ontem. A grata surpresa desta 84ª edição, que rola dia 26 de fevereiro, foi a indicação da maravilhosa canção Real in Rio, da animação Rio, composta pelos brasileiros Sergio Mendes e Carlinhos Brown (em parceria com Siedah Garrett). Se não lembra dela, veja aqui. A música disputa a estatueta dourada com Bret McKenzie e sua Man or Muppet, do filme Os Muppets.


Curti muito ver o pouco habituè Woody Allen e Martin Scorsese (em seu primeiro 3D) disputando estatuetas, incluindo as de melhor diretor e de melhor filme, por Meia-Noite em Paris (delicioso!) e A Invenção de Hugo Cabret (este lembrado em 11 categorias no total).
Curioso também foi a escolha do azarão Tão Forte e Tão Perto - dirigido por Stephen Daldry (de O Leitor) e estrelado por Tom Hanks e Sandra Bullock (o trailer é de emocionar) – concorrendo a melhor filme e ator coadjuvante (Max von Sydow). Assim como a ausência absoluta de Clint Eastwood e seu esperado J. Edgar, com Leonardo DiCaprio.


Interessante ver a categoria de melhor atriz ser disputada por Meryl Streep e Michelle Williams vivendo personagens reais e tão marcantes – a primeira como Margareth Tatcher em A Dama de Ferro e a segunda, por Marilyn Monroe em Sete Dias com Marilyn. E entreando no tapete vermelho (adoro estreantes) tem a bela Rooney Mara, que vive a investigadora hacker de Millenium – Os Homens Que Não Amavam as Mulheres.
Gostei também de ver Gary Oldman (pra mim, um dos melhores atores de todos os tempos) brigando pelo primeiro Oscar da carreira por sua atuação em O Espião Que Sabia Demais.


E o Drive, hein? Superbadalado pelos cults, foi indicado em uma única categoria, a de edição de som. Podia ter rolado também indicações para ator (o Ryan Gosling está ótimo, mas não sei se melhor do que em Tudo pelo Poder, que ainda não vi), trilha original e fotografia, por exemplo. Ou ainda para figurino – porque aquela jaquetinha de escorpião é o máximo. Também senti falta de mais indicações para O Planeta dos Macacos – A Origem, que disputa apenas por efeitos visuais.


Em animação, fiquei realmente surpresa com as ausências de Rio, de Carlos Saldanha, e As Aventuras de Tintim, de Steven Spielberg. Os indicados foram Kung Fu Panda 2 (que é legal, mas não brilhante), o policial cubano Chico & Rita, o francês Um Gato em Paris, O Gato de Botas (divertidinho, mas bem infantil) e Rango (que tenho certeza, vou adorar).

Tudo para se dar bem

21 de janeiro de 2012 0

Estrelada por Selton Mello e Grazi Massafera, a comédia Billi Pig abre neste sábado a 15ª Mostra de Cinema de Tiradentes, em Minas Gerais. Será a primeira exibição pública do longa do cineasta brasiliense José Eduardo Belmonte (que também dirigiu Se Nada Mais Der Certo). Com lançamento previsto para 2 de março, Billi Pig tem como cenário o Rio de Janeiro. A sinopse? Quer saber mesmo? Aspirante a atriz (Grazi), seu marido(Selton) e um falso padre (Milton Gonçalves) fazem de tudo pra se dar bem na vida, mas  acabam nas mãos do chefe do tráfico.
Selton Mello, aliás, é o homenageado do festival, que segue até dia 28 na cidade mineira e vai exibir 31 longas-metragens e 84 curtas.

Desespero é pouco

20 de janeiro de 2012 0

127 Horas, uma das produções mais interessantes do ano passado, estreia neste sábado, às 22h, no Telecine Premium (e no HD). Indicado a seis Oscar – incluindo os de melhor filme, ator, trilha sonora e edição – o filme é inspirado na história real do alpinista Aron Ralston, que teve seu braço esmagado e preso por uma rocha por mais de cinco dias no cânion Blue John, em Utah (EUA).

Com um ator só (um intenso James Franco) e praticamente um só cenário, o diretor inglês Danny Boyle consegue imprimir ritmo à narrativa, que prende do começo ao fim e tem cenas belíssimas (como a da chuva e a da sombra do sol). Supere o preconceito quanto à comentada e realista cena de sangue (ou, simplesmente, feche os olhos). Vale a pena. Trailer aqui.

Estreias de cinema: pinceladas belgas

19 de janeiro de 2012 0

Adaptação das histórias em quadrinhos belgas sobre um jovem jornalista e seu cachorro, As Aventuras de Tintim estreia nos cinemas da região mostrando o que Steven Spielberg é capaz de fazer com o 3D. O filme marca a estreia do diretor em uma animação e também sua parceria com o produtor e “senhor dos anéis” Peter Jackson. O longa é  baseado na obra do quadrinista belga Hergé e foi produzido com captação de movimentos. Na adaptação, o clássico repórter investigativo que vive se metendo em aventuras ganha os trejeitos de Jamie Bell. Andy Serkis “interpreta” o Capitão Hadoock, parceiro de aventuras de Tintim, e Daniel Craig é o vilão, o doutor Shakharine/Rackham.
Em tempo: aproveitando a estreia do filme, o Canal Futura exibe, a partir desta sexta-feira, um desenho animado homônimo, que vai ao ar de segunda a sexta, às 11h30min.


Em Blumenau e Balneário Camboriú também estreia 2 Coelhos, policial moderninho de Afonso Poyart. O thriller nacional utiliza uma série de efeitos especiais e gráficos (incluindo mangás japoneses) para contar uma história de corrupção e criminalidade. Na trama, ambientada em São Paulo, um acidente transforma a vida de Walter (Caco Ciocler) e Edgar (Fernando Alves Pinto). Alessandra Negrini interpreta uma promotora com crises de pânico. A trilha sonora inclui Tom Waits, Titãs (na fase punk), Radiohead e 30 Seconds To Mars.

Em Blumenau, sábado, às 18h30min, no GNC, rola a pré-estreia de À Beira do Abismo. Estrelado por Sam Worthington, o filme conta a história de um ex-policial (Worthington) procurado pela justiça que resolve se matar pulando do alto de um prédio de Nova York. A polícia da cidade se mobiliza para tentar impedi-lo e uma policial psicóloga (Elizabeth Banks) entra em cena para evitar o suicídio. Ainda no elenco Jamie Bell, Ed Harris e Ed Burns.