Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Entrevista

15 de março de 2014 0

Sandra Gumina: um coração argentino, outro brasileiro

Fotos Rafaela Martins

Fotos Rafaela Martins/Agência RBS

Neste fim de semana a Social Club dá as boas vindas a Sandra Gumina Mica, nuestra hermana de Buenos Aires, que há 25 anos adotou o Litoral Norte catarinense como residência oficial. Casada com Horácio, filha de Dora e Alfonso e mãe de Agustin e Martin, Sandra tem bom-humor contagiante. Conversei com ela sobre os desdobramentos da vida na Argentina e no Brasil e como divide a atenção e o coração entre as duas pátrias.

Natural de um distrito de Buenos Aires, Sandra teve uma infância cheia de amigas e com os familiares por perto. Uma das lembranças que ela guarda desta época são os convites que o pai Alfonso fazia para que as filhas o acompanhassem nos jogos do Club Atlético Independiente. Nem Sandra, tampouco sua irmã Silvia gostavam de futebol e com frequência declinavam o passeio. Durante a infância, Sandra foi exposta às artes, através do exemplo do pai, que pintava e escrevia. Aos 18 anos, o espírito libertário falou mais alto e ela preferiu passar um ano na Itália a ganhar seu primeiro carro. E pelas bandas de lá, continuou a imersão nas artes.

.

.

De volta a Argentina, aos 20 anos e de maneira inusitada, Sandra conheceu o futuro marido, Horácio Mica. “Eu havia saído passear com uma amiga e ele passou de carro com um amigo. Os dois desceram e começamos uma conversa”. O enamoramento foi tamanho que em duas semanas Sandra e Horácio já falavam em casamento e em ter o primeiro filho. Passaram-se três meses e os namorados já estariam casados. Horácio era formado em arquitetura e contribuiria para o legado artístico da família Gumina.

Após regressar da lua de mel em Mar del Plata, Sandra se mudou para o bairro San Telmo na capital portenha. Nesta época, o primeiro filho, Martin, já havia nascido. “Não há nada melhor que ter filhos. Minha vida mudou muito”, recorda. Ao contrário do que as mães de primeira viagem costumam afirmar, cuidar dos filhos foi para Sandra uma tarefa sem grandes dificuldades. Menos de três anos depois, Sandra e Horácio tiveram Agustin. E novamente Sandra desfrutou dos prazeres de ser uma mãe jovem e poder levar o filho à escola de bicicleta.

.

.

Por falar em filhos, Martin Mica se tornou um modelo bem-sucedido internacionalmente. Cerca de 25 anos atrás a família Mica Gumina se mudou para Balneário Camboriú e o primogênito foi descoberto por uma agência de São Paulo. Após um affair com a atriz norte-americana Sharon Stone, que repercutiu mundo a fora, ele permaneceu morando em Los Angeles, onde hoje estuda cinema. Agustin, além de músico, tem se dedicado a produzir vídeos de moda. Já Sandra, ao se tornar sogra de Sharon, viu sua popularidade aumentar ao ponto de ser convidada por Ana Maria Braga para participar de seu programa. “Para uma mãe, mais importa que o filho seja feliz do que famoso”, pondera. A discrição falou mais alto e Sandra não levou a ideia adiante.

Desde a chegada a Balneário Camboriú, Sandra desenvolveu a paixão pelas artes plásticas. A partir de 1993 dedicou-se a dar aulas de pintura. Fã do estilo figurativo, ainda hoje mantém um grupo de arte, que se encontra semanalmente. Mais recentemente ministrou aulas de etiqueta. Voltando no tempo, ao se mudar para Balneário Camboriú, o plano de sua família era manter um estilo mais rústico de vida. O tempo passou e as ambições mudaram. Para o futuro, Sandra e Horácio sonham com uma netinha. E não descartam a possibilidade de se juntar ao filho Martin e migrar para Venice Beach, praia de Los Angeles.

 …

RAPIDINHAS

Lazer: pintar

Um pintor: Van Gogh

Um ídolo: Frida Kahlo

Estilo musical: jazz

O tempero da vida: a família

O que me alegra: as amizades

O que me entristece: a mentira

Uma praia: Búzios

Balneário Camboriú: felicidade; resume a segunda etapa da minha vida

O melhor da Argentina: o lado cultural

O melhor do Brasil: o povo acolhedor e alegre

Uma frase: quem tem um livro de cabeceira sempre dorme melhor

Envie seu Comentário