Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Entrevista

02 de julho de 2014 0

Mônica e Renato: quatro décadas de amor

Fotos Marcos Porto/Agência RBS

Fotos Marcos Porto/Agência RBS

Mônica Daisy Krobel Pereira nasceu em Itajaí. Renato Ribas é natural de Rio Negro, no Paraná. Mônica guarda da infância os alegres fins de semana em Balneário Camboriú e as viagens em família para visitar os avós em Joinville e Florianópolis. E todos iam no calhambeque do pai Agenor, que pedia aos caroneiros para rezarem antes de partir. Renato, além das brincadeiras com os amigos, divertia-se com viagens de trem no Paraná. Na juventude, estudou em Curitiba e relembra com carinho os bailes na Sociedade Thalia, Curitibanos e a casa de veraneio em Balneário Piçarras, que lhe rendeu boas amizades.

Geograficamente, o caminho do casal foi se cruzar apenas na cidade de Tubarão, em uma tarde de domingo do mês de abril. E o começo desta história foi bonito como nos livros de romance: Renato, que na época já era delegado, teve acesso a uma foto de Mônica, destinada a ilustrar a carteira de motorista. Pediu, então, para o fotógrafo revelá-la em tamanho maior e levou a imagem para casa, dizendo à família que aquela seria sua futura namorada. E ele estava certo. Após um ano e meio de namoro, os dois noivaram e casaram na Igreja Imaculada Conceição, em Itajaí. Era 22 de agosto de 1974, dia de festejar as bodas e também o aniversário de cada um, que coincide de ser no mesmo dia.

Desde então, o casal residiu em Lages, onde Renato atuou como delegado regional de polícia. Mas em maio de 1976, ocorreria, enfim, a mudança para Itajaí. Por aqui, Renato e Mônica desenvolveram de imediato um bom relacionamento com as pessoas da cidade, participando da vida social e política. Quando casaram, prometeram ter por hábito viajar todos os anos. E somente dos Estados Unidos conheceram todos as regiões, com exceção do Alasca, pelo motivo do frio. Como lazer cotidiano, Renato assiste a programas de esporte. Mônica se dedica à pintura em tela e a estudar inglês.

.

.

Um momento marcante do casamento certamente foi o nascimento dos filhos, para quem Mônica não poupa adjetivos: “Renatinho é muito carinhoso e não passa três dias sem nos ligar ou visitar. Nicole é superatenciosa e toma café comigo todas as tardes. Criamos os dois para o mundo do bem, com algumas regras, mas com muito amor”, conclui. E o exemplo veio de berço. Mônica se dedicou desde cedo às artes e ao trabalho beneficente. Foi uma das fundadoras e também presidente por três gestões da Casa da Amizade de Itajaí. Renato traz no currículo uma coleção de cargos públicos, que vão desde delegado regional de polícia em diferentes cidades do Estado a diretor do Detran de Santa Catarina e vereador em Itajaí por quatro legislaturas, das quais presidiu a Câmara de Vereadores em três delas. Atualmente é presidente do Conselho Deliberativo da Sociedade Guarani.

Em agosto, o casal completa quatro décadas de união e dá a receita para a longevidade no amor: “conquistar 40 anos de casamento requer confiança, respeito e carinho. A harmonia em família tem que ser trabalhada como prioridade”. Orgulhosos de Itajaí, eles deixam um recado nos 154 anos da cidade: “sejamos todos felizes nesta terra abençoada sem esquecer que cada direito implica uma responsabilidade. Cada oportunidade, uma obrigação. Cada posse, um dever”. A frase é de John Rockfeller, industrial americano.

RAPIDINHAS

O que nos dá prazer: conviver com nossos amados amigos 

O que nos tira o sono: a menor preocupação me dá insônia. O Renato dorme

Gostamos de estar… onde nos sentimos queridos

Um recanto: a ilha do Renaissance, hotel de Aruba

Uma frase: A gratidão é a mais bela flor que brota da alma (Hosea Ballou)

Filhos: especiais em nossas vidas. Nossa riqueza e nosso orgulho

Netos: Tom e Malu. Nossa paixão e nossa alegria

Felicidade é… o prazer de se sentir realizado

Um dia para relembrar: o nascimento dos nossos filhos 

Um dia para esquecer: os dias em que perdemos entes queridos

Viver é… sentir a paz e a felicidade no dia a dia

Para o futuro… almejamos o essencial, que é saúde e a proteção divina

Envie seu Comentário