Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Social do fim de semana

27 de julho de 2013 0

A Alma do Negócio
O espírito inquieto de Marilia Tondo Azambuja, 26 anos, nascida sob a égide do signo de gêmeos, a tornou conhecida na cena fashionista por seu talento precoce. Curiosa nata, ela fez de suas brincadeiras de infância uma profissão que a levou a graduar-se em Moda e Estilo pela Universidade de Caxias do Sul, em 2008, quando foi laureada com o prêmio UCS/Sultextil ao apresentar sua habilidade com uma coleção direcionada ao público masculino. Depois, seguiu cheia de estilo desbravando fronteiras e conhecimento no famoso Istituto Marangoni de Milão, em 2011, onde foi aplicada aluna para conquistar o título de mestra.

De volta à terrinha natal, Lila produziu vários trabalhos como stylist e agora, por conta de seu know-how, retoma interesse ratificando seu foco pelo universo da moda masculina e se vale de sua expertise para trazer à região o estilo do homem contemporâneo milanense – que ela acredita ter uma grande semelhança com os caxienses. Na primeira quinzena de agosto, a bonita filha da tradicional família Tondo apresenta, nos domínios do Largo da Estação Férrea, a primeira franquia da grife porto-alegrense dos irmãos Andreas e Frederico Renner Mentz, a Spirito Santo, no interior do Rio Grande do Sul. Conheça mais a personalidade que Marilia empresta ao seu novo projeto profissional:

Como foi sua introdução ao mundo da moda e o que inspira seu trabalho?
Já durante o ensino médio estava decidida a buscar mais conhecimento técnico a respeito do universo da moda. Curiosa nata, sempre fui muito interessada pela mudança constante deste mercado, suas tendências e variações de estilos. Este movimento me instigava, queria entender o porque disso, porque se comportava desta forma, porque determinada pessoa escolhia este ou aquele estilo para vestir e, consequentemente, se apresentar ao mundo. Minha curiosidade me inspirou naquele momento e me inspira até hoje. Esta vontade constante de desdobrar e organizar esta informação, compreendendo a evolução e respirar novos ares sempre trouxe uma enorme satisfação pessoal.

Como é seu processo criativo e o que mais aprecia no seu trabalho?
Hoje utilizo a metodologia internacional de Pesquisa e Styling, que vivenciei durante minha formação no exterior. Tenho a pesquisa de tendências como ponto central de qualquer trabalho que desenvolvo, cruzando com informações de público-alvo, produto, mercado de cada marca/cliente. Estas tendências são monitoradas constantemente, tanto em pesquisas desk (por meio da web, livros e revistas especializadas) quanto em pesquisas de campo, em viagens internacionais semestrais. O que fascina em meu trabalho é este equilíbrio entre essência e beleza, a constante busca pela raiz de cada estética trabalhada. Valorizo o estilo de vida por trás de cada produto, o que ele representa. É por este universo que as pessoas se identificam.

O que a impulsionou a atuar no mercado da alfaiataria masculina?
Surgiu durante minha formação acadêmica. Comecei a perceber esta diferença no comportamento do mercado de moda feminino e do masculino. O homem constrói sua imagem de forma prática e objetiva e com motivadores diferentes das mulheres. O sistema de criação da moda feminina parecia saturado, enquanto o masculino se abria em possibilidades mais desafiadoras. Em meu projeto de conclusão de curso, optei pela criação de uma coleção masculina e fui contemplada com o primeiro lugar no prêmio UCS/Sultextil. A partir daí mergulhei na pesquisa. Percebia este movimento em direção a um cuidado maior pela estética por parte dos homens e a vontade dos mesmos em se destacarem por meio de looks com design mais contemporâneo. Nessas pesquisas percebia a existência de uma fatia de mercado inexplorada em nossa região enquanto fazia a comparação direta do homem caxienses ao milanês – executivo bem alinhado, contemporâneo, artista com estilo cosmopolita, viajado, culto e de bom gosto. Os italianos tem esta identidade marcante, tem segurança ao caminhar, se vestem com grifes locais de excelência que imprimem sua identidade. Foi quando meus olhos se abriram para a possibilidade de trazer a Spirito Santo para Caxias do Sul, marca que vai ao encontro com todo este conceito. Nascida no Rio Grande do Sul, ela entende o estilo de vida daqui, com expertise na alfaiataria masculina, e sempre em busca por elementos de inovação para vestir o homem com segurança.

Como é o homem Spirito Santo?
O homem Spirito Santo destaca-se pelo estilo e elegância, preocupa-se com sua imagem e o que veste reflete sua autoconfiança. Possui um lifestyle de sucesso e vive intensamente com alegria.

O que pensa sobre o estilo de vestir do homem caxiense?
Acredito que o homem caxiense se vista com elegância, atento a boa qualidade e a usabilidade dos produtos que escolhe para compor seu guarda-roupas, cuja relação custo-benefício é atentamente considerada.

Crédito das fotos: Daliana Mattana, divulgação.


Estileira: HOMEM NAS NOITES INVERNAIS DA SERRA

Figura obrigatória na concorrida cena clubber, Carlos Heinen Filho se destaca também no quesito fashion vestindo um elegante tricot Calvin Klein. Foto: Alesi Ditadi, divulgação.

















Gustavo Licks aposta nas cores vibrantes para ir à pista com os amigos. Foto: Cristiano de Oliveira, divulgação.


















Jorge Dalsotto Filho, estiloso num look que mixa o clássico ao contemporâneo para as noites de baixa temperatura da Serra gaúcha. Foto: Daniela Xu.


Bookmark and Share

Envie seu Comentário