Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Social do fim de semana

10 de outubro de 2015 0

Bruno Bonetti - Daniela Xu, divulgação

FORMA E FUNÇÃO

Fotos | Daniela Xu, divulgação

.
O empreendedor norte-americano Seth Godin diz que não é necessário temer ideias ruins, já que o ruim mesmo é não ter ideia alguma. A partir de tal máxima, o designer de interiores Bruno Souza Bonetti pauta seus dias com muitas ideias e nenhum medo de colocá-las em prática, em projetos que mixam funções sensoriais e utilitárias feitos para aperfeiçoar o meio em que vivemos.

Natural de Bom Jesus, Bruno já flertava com o design de objetos na adolescência, quando começou a trabalhar na marcenaria da família. Interessado em todos os processos fabris e já debruçado em pesquisas com base em referencial teórico, o rapaz logo percebeu e se encantou pelas infinitas possibilidades criativas da área. Em 2008, assumiu a área de projetos da Clave Moveleiros, onde atua até hoje e idealiza e realiza interiores residenciais e corporativos que se resumem em formas e funções plenamente integrados e impressionantes. Paralelamente, este capricorniano dedicado atua com a criação de mobiliário que leva seu nome como assinatura, onde destacam-se peças como o criado mudo Sopro e o rack Cavaco, que traduzem suas múltiplas inspirações.

Casado com a gerente administrativa Mary Helen dos Santos, com quem concebeu sua obra-prima, o pequeno Inácio dos Santos Bonetti, de apenas três meses, Bruno alicerça e equilibra sua vida a partir de sua família. Confessamente influenciado pelo arquiteto alemão Ludwig Mies van der Rohe, ele também acompanha como referência o trabalho de Paulo Mendes da Rocha, Paulo Alves, Philippe Starck e Piero Fornasetti, enquanto traça planos para breve: “Meu maior sonho é não parar de planejar, mas pretendo continuar trabalhando na criação de coleções assinadas por mim e, para o próximo ano, concretizar um projeto paralelo que ainda está sendo estudado”, revela, um pouco misterioso.

Conheça mais sobre o infinito particular de Bruno Bonetti, suas ideias, sonhos e tudo o que harmoniza os seus dias. Confira!

.

Bruno Bonetti - Daniela Xu, divulgação


Quando descobriu o design de interiores e movelaria como profissão? Antes disso, tinha a ideia de seguir alguma outra carreira?

Há 15 anos comecei a descobrir a profissão por influência familiar que já atuava no ramo moveleiro, com o tempo adquiri experiência em todos os processos fabris e passei a buscar referencial teórico através da formação acadêmica que me proporcionou enxergar as infinitas possibilidades que a área pode me oferecer, neste período me deparei com um projeto feito para uma exposição do Instituto Bruno Segalla, esse projeto era todo feito a mão e fiquei fascinado com o trabalho que me incentivou a querer seguir essa carreira.

 


Casa boa precisa ter…
aconchego!

Um ambiente equilibrado é aquele… que tem certo desequilíbrio.

Um projeto de design que salvaria para sempre?
A cadeira de balanço desenhada por Oscar Niemeyer em 1977.

Onde busca inspiração para criar?
No cotidiano, na natureza e na arquitetura uruguaia.

 


E qual é seu processo criativo e de trabalho?

Primeiro identifico o propósito e/ou a necessidade do projeto e a partir disso elenco as possibilidades para, por último, aplicar o design sustentado pelas metodologias projetuais.

Qual foi o projeto em que trabalhou que lhe rendeu seu maior desafio?
Foi o sopro, um criado mudo com forma orgânica de difícil execução nos dias de hoje. Trabalhei o oposto do que meu design propõe, mas queria colocar em prova as técnicas da movelaria antiga.

Quais são os maiores ou melhores designers do mundo contemporâneo?
Gosto dos brasileiros, como Zanini de Zanini, Paulo Mendes da Rocha, Sergio Rodrigues e Paulo Alves, e referências internacionais, como Philippe Starck e Piero Fornasetti.

Como se mantém atualizado e acompanha as tendências e novidades de sua área de atuação?
Atualmente o meio digital e impresso oferecem bastante material, mas também procuro estar presente em feiras, palestras e congressos relacionados ao design.

Onde busca equilíbrio e harmonia para sua vida, seja a profissional ou a pessoal?
Busco o equilíbrio saindo da rotina, viajando e brindando!

Quais são seus hobbies, paixões, interesses?
Adoro desenhar, viajar, estar em contato com a natureza.

O que lhe inspira? Um bom vinho

Fim de semana é bom para… curtir o sol com a família.

 

Bruno Bonetti - Daniela Xu, divulgação

Preferidos

.
Filme: Faroeste Caboclo, de René Sampaio

Livro: 1000 Chairs, de Charlotte Fiell and Peter Fiell

Música: Your Body Is a Wonderland, de John Mayer

Cor: verde

Prato: panqueca

Restaurante: Restaurante da Valda, no Farol de Santa Marta

Tempero: curry

Lugar: Cabo Polonio, no Uruguai

Uma qualidade: dedicação

Um defeito: impaciência

Um aroma: incenso

Um som: Salmonella Dub

Uma imagem: da praia

Um sonho: realizar todos meus sonhos

Não vivo sem: espelho.

.

ESTILEIRA

Gabriela Albé Boff - Leandra Romani, divulgação
Gabriela Albé Boff num retrô de estampas para fazer bonito em encontro filantrópico.

Foto: Leandra Romani, divulgação

.

Maristela Camargo de Almeida - Fernando Dai Prá, divulgação
Maristela Camargo de Almeida estilo e bom gosto em noite de lazer.

Foto: Fernando Dai Prá, divulgação

 

Alexandro Tedesco Rigon e Carla Lisboa - Leandra Romani, divulgação
Alexandro Tedesco Rigon e Carla Lisboa
trabalharam pelo sucesso do Outubro Pet

 

Cristiane Smiderle Gonçalves, Flávia Bertola e Caroline Grün Bortolotto - Leandra Romani, divulgação
Cristiane Smiderle Gonçalves, Flávia Bertola e Caroline Grün Bortolotto
colaboraram com a reunião social Outubro Pet

 

Juliana Zattera e Samuel Susin - Leandra Romani, divulgação
Apaixonados pelos mascotes, Juliana Zattera e Samuel Susin também
foram ao evento pilotado por Alexandro Rigon e Carla Lisboa

Fotos: Leandra Romani, divulgação

 

 

.

Bookmark and Share

Envie seu Comentário