Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fotógrafo do Pioneiro fala sobre vitória no Prêmio Sebrae de Jornalismo

11 de junho de 2015 1

Repórter fotográfico do Pioneiro, Jonas Ramos conquistou nesta quarta-feira o Prêmio Sebrae de Jornalismo 2015 na categoria Fotojornalismo. Em abril, Jonas havia ganho a etapa estadual da competição. Os vencedores foram anunciados em evento em Brasília.

Tecnicamente, gosto muito do trabalho dele. O Jonas tem uma capacidade muito interessante de balancear luz natural com flashes. Sua maior assinatura é o estilo usado nos retratos.

Ele é o tipo de fotógrafo que não chega no fim do expediente com a roupa intacta: deita-se no chão batido, na grama, no asfalto ou onde for para entregar ângulos inusitados em suas imagens. É, enfim, um apaixonado pela fotografia que acredita em seu poder de mudar o mundo – ou pelo menos de mudar a maneira como o enxergamos.

 

Eu e Jonas conversamos rapidamente após o anúncio do prêmio, para que eu pudesse passar melhor a vocês a imagem (com o perdão do trocadilho) de quem é esse cara. Confiram abaixo:

O prêmio Sebrae de Jornalismo é um dos mais conceituados do país, quem é da área sabe o alto nível dos trabalhos inscritos. O que te levou a escolher e acreditar nesse material?

J: O que me levou a acreditar no material foi como eu tratei com carinho a pauta quando me foi proposta. Tenho um mote na minha vida que é acreditar no poder da fotografia. Acredito que através da fotografia consigo enxergar um mundo melhor. Quando soube que faria a história de artesãos da Serra fiquei muito empolgado, porque é uma pauta que rende boas fotos. Quando cheguei na pauta, deparei-me com personagens com histórias muito bonitas e com um amor tão grande pelo trabalho deles. Isso somado ao meu amor pela fotografia fez com que o ensaio fotográfico ficasse muito bom.

Como foi teu contato com os personagens? Tiveste algum cuidado ao representar essas pessoas? Fala um pouco de como tu ‘pensaste’ a pauta desde tua chegada lá.

J: Sempre quando vou para uma pauta já imagino como a foto sairá. Como a pauta se chamava Mãos da Serra, quis enfatizar as mãos desses personagens. A pauta me moldou e isso também é muito bom porque ela tem o poder de te levar a caminhos que tu não esperavas, fazendo com que as fotos fluam de outra maneira e que o momento se torne único.



E como foi em Brasília, na cerimônia de premiação? Não é o teu primeiro prêmio, porque lembro do da Defensoria Pública em 2014. Este é o maior até hoje?

J: Estou muito feliz pelo prêmio, é o reconhecimento pelo meu trabalho. Não foi meu primeiro prêmio, mas esse foi nacional. Foi também um reconhecimento de uma filosofia de fotografia, então estou muito feliz.

Quem te inspira?

J: Antes eu me inspirava em fotógrafos como German Lorca. Quando vi uma fotografia dele é que decidi que queria ser fotógrafo. Hoje me inspira poder mostrar a vida de um jeito único.

O que tu pretendes realizar com a tua fotografia?

J: Quero que as pessoas enxerguem na minha fotografia a possibilidade de ver um mundo melhor.

Comentários (1)

  • Gabi Ferri diz: 11 de junho de 2015

    Conheço o Jonas Ramos desde criança, e tenho muito orgulho de ver esse “piá” saído de Carazinho ganhar o RS e o Brasil com um trabalho tão maravilhoso, que consegue imprimir tanta emoção com luz e imagem. Parabéns, mais uma vez, Jonas! Dedicação e amor pelo que se faz têm, sim, que ser reconhecidos. E que venham muitos outros prêmios por aí!

Envie seu Comentário