Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "microsoft"

As gigantes da tecnologia são a favor do Uber. E você?

03 de agosto de 2015 0

imageAs gigantes do mundo da tecnologia estão colocando dinheiro – e muito – no Uber, o polêmico app odiado pelos taxistas. Há cinco anos no mercado, a startup fechou nos últimos dias uma nova rodada de financiamento. Segundo a Info noticiou, a arrecadação chegou a US$ 1 bilhão.

A matéria ainda informa que o Wall Street Journal avaliou o Uber em US$ 51 bilhões e cita alguns dos investidores. E aí eu acho que está (mais) um grande passo para o Uber. A startup recebe dinheiro das gigantes da tecnologia, ou seja, empresas de pessoas visionárias, que fizeram coisas incríveis o suficiente para mudar o mundo. Um exemplo é Jeff Bezos, da Amazon. Ele foi um dos primeiros investidores do Google, por exemplo. Além da mega “loja de tudo”, estão na lista a Microsoft e o próprio Google (com seus braços de investimento).

O Spot vem acompanhando os movimentos do Uber, que inclusive já vende celulares, e eu acho que o resultado dessa nova rodada é muito mais do que uma vitória para a turma do app. Repito o que escrevi no outro post: eles devem, sim, se adequar às leis de cada país em que pretendem atuar como um serviço de transporte. Mas, por outro lado, será que os taxistas não podem enxergar no Uber uma forma de oferecer algo a mais, melhorar? O que isso tudo tem me mostrado é que enquanto uns protestam e gritam, outros crescem sem parar. Pode chegar o momento em que não será mais possível convencer ninguém de que o Uber não é legal.

Já disponível, o Windows 10 pode ser a salvação da Microsoft

30 de julho de 2015 0

Windows 10 wallpaper

Depois do controverso Windows 8, finalmente o Windows 10 chega para dar um fôlego à Microsoft. O sistema operacional parece ser mais amigável, com curva de aprendizagem praticamente nula para qualquer um que tenha usado um PC na última década.

As versões mais antigas do Windows costumavam ter grande aceitação pela simplicidade, que foi perdida no Windows 8. Agora, através do feedback contínuo de usuários que testavam a nova versão ao longo de seu desenvolvimento e das impressões de empresas parceiras, como Dell, Hewlett Packard e Toshiba, parece que Bill Gates retomou esse conceito.

A Microsoft promete não pensar em Windows 11 (ou 12, se pensarmos que pulou do 8 para o 10) tão cedo. Esse deve ser um sistema duradouro, com diversas atualizações. Esse é o tamanho da confiança no produto. Quem tem as versões de Windows mais recentes deve ter notado um pequeno ícone sugerindo a atualização nas últimas semanas. Para esses, ela será gratuita. Depois de seis meses, quem não migrou deverá ter que pagar.

Entre os destaques do novo sistema operacional está a capacidade multitarefa, que divide a tela de maneira produtiva, o novo navegador Edge, que herdou o símbolo E do Internet Explorer mas que parece estar a alguns anos luz de distância do seu lento antecessor, a Cortana, assistente virtual que ocupa o lugar da Siri, da Apple, mas que só entende comandos em inglês por enquanto, e a capacidade transplataforma, que permite integração total com outros produtos da empresa, como o Xbox. Assim, os gamers devem conseguir jogar multiplayer em dois dispositivos diferentes, compartilhar vídeos e trazer toda toda a experiência do console para o PC. O design também merece destaque: além dos ícones redesenhados e da interface repaginada, o plano de fundo padrão também chama a atenção.

Quem tiver alguma impressão, é só deixar nos comentários. A Microsoft espera ter mais de um bilhão de pessoas usando o Windows 10 em até três anos. Vamos ver quantas dessas estarão satisfeitas nos próximos meses.

Por que os fundadores do Google ganharam US$ 4 bi em um dia?

20 de julho de 2015 0

Screenshot_2015-07-19-21-30-01

O pessoal do Google está rindo à toa. No dia do anúncio de lucros do segundo trimestre de 2015, as ações da companhia na bolsa de Nova Iorque cresceram mais de 10%, valorizando a empresa em aproximadamente 60 bilhões de dólares – o que garante 4 bilhões de dólares a mais para cada um de seus fundadores. O crescimento estabeleceu um novo recorde, passando a Apple, que faturou 46,2 bilhões em um único dia de 2012.

No acompanhamento ao vivo da riqueza de bilionários do site da Forbes, Larry Page chegou ao patrimônio líquido estimado de 35,9 bilhões de dólares, o que faz dele a décima quarta pessoa mais rica do mundo. Sergey Brin foi a 35,3 bilhões, o que o posiciona em décimo sexto.

Mas o que motivou essa valorização das ações?

Segundo análise da Forbes, primeiro, os números robustos. Os resultados do Google superaram em 90 milhões de dólares a projeção de vendas para o trimestre, que era de 14,26 bilhões.

Quanto ao medo de que a companhia não lucraria tanto em mobile quanto lucrava em PCs, os executivos reforçaram que o ganho com buscas em dispositivos móveis foi particularmente forte nesse trimestre, diminuindo a distância para o desktop. O Android, sistema operacional da empresa, não foi citado, mas certamente contribui para esse resultado.

O YouTube, que estaria sendo ameaçado em liderança de vídeos pelo Facebook, está mais saudável do que nunca, sendo considerado um dos grandes motivos de crescimento da empresa. O tempo que as pessoas assistem a vídeos na plataforma cresce 60% ano após ano, o que, independentemente da concorrência, traz impacto positivo aos números da gigante digital.

A capacidade de manter o valor por clique pago pelas empresas anunciantes no Google em meio a uma transição mobile também estava sendo questionada pelos investidores, mas parece que o método ganhou força nos novos dispositivos ao invés de encolher.

Por fim, o cuidado nos gastos e o controle nos investimentos foram o peso final na balança em favor da estabilidade econômica dos googlers.

Mesmo com suas riquezas somadas, Larry e Sergey ainda não chegam aos 79,2 bilhões de dólares de Bill Gates. Mas o futuro me parece mais promissor para eles, que estão fazendo com o Android nos celulares o mesmo que a Microsoft fez com o Windows nos computadores: criar um sistema com compatibilidade universal, para o qual todos os periféricos e programas (ou aplicativos) podem ser pensados a partir de uma base padrão. Vou ficar de olho na lista dos mais ricos nos próximos anos!

Veja como foi fotografado o plano de fundo do Windows 10

26 de junho de 2015 0

O novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 10, deve ser aberto ao público no dia 29 de julho. Como as imagens dos sistemas da empresa são vistas por milhões, talvez bilhões de pessoas, cada escolha do próximo plano de fundo padrão pode criar um novo ícone visual para uma geração.

Desta vez, a imagem padrão é uma fotografia, criada a partir de objetos físicos, hologramas e design visual. Basicamente, a imagem é uma superfoto criada em estúdio sob a direção de Bradley G. Munkowitz, também conhecido como GMUNK.

Segundo a própria descrição do vídeo de bastidores, nem todas as imagens são criadas da mesma forma. O uso de lasers, máquinas de fumaça, filtros coloridos e mais uma parafernalha faz a Microsoft ser cool novamente, segundo alguns comentários no YouTube. Para mim, ela segue sendo um gigante que, sempre que puder, vai ostentar seu poderio. Será que a empresa do Bill Gates vai se recuperar nos próximos anos? A Paula fala um pouco sobre isso em outro post.

O fato é que a ideia ficou legal. Mas será que precisava tudo isso de produção? Será que vale toda a grana e todo o trabalho investidos pra dizer que o resultado foi feito da maneira antiga, sendo que um bom designer com um Photoshop em mãos poderia chegar ao mesmo produto final? Tenho minhas dúvidas. Só sei que, com tanta infraestrutura robótica e visual por trás, a fotografia ficou como coadjuvante no processo.

Windows 10 wallpaper

 

Torço por ti, Microsoft

25 de junho de 2015 0

imageFiquei feliz lendo uma matéria sobre a Microsoft na edição de junho da revista Info Exame. A reportagem cita mudanças e novidades anunciadas pela empresa de Bill Gates e considera que essas alterações significam uma “volta por cima”.

Muito se falou na mídia sobre os problemas do Windows 8, e eu tive muita dificuldade de me adptar a ele. Consegui entender e usar, mas gostar, nunca gostei. O Internet Explorer é outro exemplo negativo. Fica muito atrás de outros browsers. Sem falar do Windows Phone, que tem uma participação baixíssima no mercado de smartphones.

Sempre me entristeceu ler notícias de problemas na Microsoft. Eu e muita gente conheceu o mundo dos computadores por meio do Windows e do Office. Tenho um carinho especial pela marca, por isso a reportagem me animou.

O repórter cita nove pontos que colaboram para o retorno da empresa ao sucesso. Destaco três:

* A promessa de colocar hologramas na sala da casa das pessoas.

* Apps para Android e iOS passam a rodar no Windows.

* A chegada do Edge, o novo navegador. Já escrevi sobre ele aqui no Spot.

Torço para que as coisas deem certo para a Microsoft. Esses tempos, elogiei os apps do Office para iOS, e agora aproveito pra dizer que o Office365, com serviços na nuvem, tem me agradado. Estamos usando aqui no Pioneiro e algumas funções têm sido bastante úteis. Em breve, escrevo mais sobre. Por ora, boa sorte, Bill Gates! :)

O Edge, o IE e um pouco de humor

04 de maio de 2015 0

imageQuando li no Flipboard que a Microsoft vai lançar o Edge, seu novo navegador e substituto do Internet Explorer, lembrei na hora da imagem ao lado. Acho esse desenho super bem-humorado e, vamos combinar, tudo a ver com o IE, né?

Na matéria que eu li, o Olhar Digital destaca que o logo é super parecido. E é mesmo! Eu só espero que apenas o logo seja semelhante ao IE, porque a lentidão e as limitações do browser de Bill Gates não têm nada a ver com essa era de querer tudo rápido que vivemos atuamente.

Como já escrevi aqui no Spot que daria outra chance ao Bill quando descobri os apps do Office, dessa vez também estou disposta a experimentar sem preconceitos o navegador novo. Mas seguirei guardando a imagem do IE atrasadinho no meu celular, onde fui procurar pra postar aqui, porque bom humor sempre faz bem! :)

Vou te dar outra chance, Bill Gates!

05 de março de 2015 0

image

Eu andava bem com o pé atrás com Bill Gates e seu universo de janelas. Sei lá, muitas vezes tive a impressão que ele meio que já tinha passado, sabe?! Eu tenho conta no Hotmail há muito tempo, mas uso pouco. Dia desses, resolvi baixar um app no iPad e nada funcionou. Apaguei.

Meu Dell tem windows 8 e, sério, eu não gosto. Não curti mesmo. E olha que eu sou daquelas pessoas que adoram uma novidade. Comprei faceira da vida o computador com o novo sistema operacional do Bill, mas acho que ele ficou no meio do caminho entre pc e tablet. Pra mim, o windows 8 sofre de grave crise de identidade!

Mas aconteceu uma coisa e o Bill ganhou crédito de novo comigo. Eu navegava pela App Store – o que costumo fazer muito – e vi programas do Office entre os destaques dos apps de produtividade (eu adoro apps de produtividade!). Baixei Word, Excel e PowerPoint e, cara!, o do PowerPoint é muito bom. Sério, é amigável, cheio de detalhes que facilitam a vida, o design é bonito e classudo e, pra mim, foi um prazer usá-lo.

Todos têm integração com a conta da Microsoft, com salvamento automático no One Drive, mas também dá pra salvar no iCloud ou no dispositivo. Word e Excel ainda não usei, mas só pelo PowerPoint o Bill já subiu no meu conceito de novo! :)

image

image

image

image