clicRBS
Nova busca - outros

Vossa Meritíssima?

Professor Moreno, alguns gramáticos afirmam que Vossa Meritíssima deve ser grafado apenas por extenso; todavia, já vi a forma MM. como referência ao pronome de tratamento em questão. Há ainda gramáticos que insistem em dizer que o vossa não deve ser usado quando associado ao termo meritíssima. A quem devo seguir? O que devo fazer?”

Petrucio

Meu caro Petrucio, acho que há um engano aqui, pois *Vossa Meritíssima é uma seqüência impossível na estrutura do Português. Os nossos pronomes de tratamento sempre têm a estrutura [vossa+substantivo feminino]: Vossa Majestade, Vossa Alteza, Vossa Santidade, Vossa Eminência, Vossa Excelência, Vossa Senhoria — e Meritíssima, como sabes, é um adjetivo

Outra coisa são os adjetivos superlativos que usamos para qualificar certas autoridades — neste caso, sempre antes de um substantivo: Digníssimo Senhor, Ilustríssimo Diretor, Excelentíssimo Presidente — e por aí vai a valsa. Acho que podes distinguir muito bem entre as duas situações: Vossa Excelência e Vossa Magnificência, de um lado, e Excelentíssimo e Magnificentíssimo, de outro.

Como podes ver, não cabe um *Vossa Meritíssima, assim como não cabe um *Vossa Excelentíssima (como alguns parlamentares andam usando por aí), pois se criaria uma exótica e inaceitável seqüência [vossa+adjetivo], que o nosso idioma desconhece. No mundo jurídico, é muito comum (e adequado) usar-se Meritíssimo como adjetivo de tratamento para magistrados. Ao nos dirigirmos diretamente a um juiz, podemos simplesmente utilizar Merítissimo — ou Meritíssima, caso se trate de uma juíza. Abraço. Prof. Moreno

Depois  do Acordo:   seqüência> seqüência