Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Fundos potenciais

27 de setembro de 2009 0

Mercado em dia

Apesar da persistente tentativa de investidores em embolsar lucros, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) permaneceu acima de 60 mil pontos nos últimos oito pregões, o que representa mais de 60% de lucratividade no acumulado do ano.

Por alcançar um desempenho acima dos outros mercados, como em relação à Wall Street, que subiu 11,5% no período, a tendência é de continuidade do movimento de vendas no curto prazo, pois muitos preferem garantir o ganho antes de que ocorram baixas mais expressivas.

Mas a perspectiva ainda é da Bovespa manter boa diferença para as demais bolsas em decorrência de duas decisões anunciadas na semana passada. A elevação da nota do Brasil para grau de investimento, pela agência de classificação de risco Moody`s, deverá engrossar no médio prazo o fluxo de dinheiro para o país tanto para as atividades produtivas quanto para o mercado de capitais.

Entre os maiores investidores do mundo, os fundos de pensão norte-americanos só podem aplicar fora dos EUA, conforme as regras daquele país, em mercados avaliados com o selo do grau de investimento. Ou seja, os recursos são alocados apenas em países com pequeno risco de calote.

Os fundos de pensão brasileiros também representam outra oportunidade de crescimento dos negócios no pregão. Além de liberados para aplicar até 10% do patrimônio no Exterior, os fundos domésticos tiveram aumentados de 50% para 70% a fatia destinada para ativos de renda variável. No total, esses fundos administraram cerca de R$ 450 bilhões.

Mesmo que as novas regras entrem em vigor efetivamente apenas em 2010, alguns fundos devem começar já uma reformulação, ampliando a participação dos investimentos de risco, pois nem todos exercem integralmente a atual margem permitida para ações em seus portfólios. Como em qualquer negócio, novas compras tendem a elevar os preços, que acabam engrossando lucros.

Postado por Marçal

Envie seu Comentário