Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 8 março 2010

Marasmo global

08 de março de 2010 0

Numa jornada de forte flutuação, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) chegou a operar acima de 69 mil pontos, mas fechou com 68.575 pontos e 0,39% de desvalorização, zerando o pequeno ganho acumulado no ano.

A movimentação financeira somou R$ 6,162 bilhões na Bovespa, na qual o desempenho dos títulos das empresas de siderurgia evitou uma perda mais acentuada do índice, com destaques para as altas de Siderúrgica Nacional ON (2,6%), Usiminas PNA (0,81%) e Gerdau PN (0,73%).

Com exceção das bolsas asiáticas, que tiveram excelente performance, a retração predominou nos mercados mundiais, principalmente europeus e norte-americanos. Nem a promessa de ajuda à Grécia, feita no final de semana pelo presidente francês, Nicolas Sarkozy, sensibilizou os investidores, que esperam uma solução efetiva para a dívida do país mediterrâneo.

Assim como os pregões do Velho Mundo, que registraram discretas variações, bem próximas da estabilidade, a Bolsa de Nova York (Nyse) recuou 0,13% na sessão, enquanto a Nasdaq (setor tecnológico) conseguiu terminar com elevação de 0,25%.
Mesmo com o marasmo global, o risco-país retrocedeu ao menor nível (182 pontos) desde junho de 2008. Ou seja, há maior confiança dos estrangeiros nos fundamentos do Brasil num momento de incertezas na União Europeia.

Apesar de oscilar muito, o dólar fechou praticamente estável (R$ 1,7880). Segundo o relatório semanal do Banco Central (BC), a moeda deve terminar 2010 cotada a R$ 1,81.

Bolsas têm pequenas baixas

08 de março de 2010 0

Seguindo a retração dos principais mercados mundiais, a Bolsa de Sâo Paulo (Bovespa) fechou com queda de 0,39% em um pregão de forte flutuação dos preços. O Ibovespa chegou a superar 69 mil pontos, mas encerrou com 68.575 pontos, o que significa baixa de apenas 0,02% no acumulado do ano. Wall Street amargou baixa de 0,13%.

Dólar oscila muito e fecha estável

08 de março de 2010 0

O dólar começou a semana em baixa, recuou ainda mais no decorrer das transações, mas acabou revetendo a tendência, fechando suavemente acima do valor da sexta-feira. No Exterior, entretanto, a moeda dos EUA cedeu em relação ao euro, sendo negociada em tonro de US$ 1,3630.

Dólar comercial R$ 1,7860 (compra) e R$ 1,7880 (venda). Alta de 0,06%

Dólar flutuante R$ 1,8000 (compra) e R$ 1,9000 (venda). Estável

Ágio: +6,26%

Variação do dólar no mês: -1,05%

No ano: +2,58%

Variação do real no mês: +1,06%

No ano: -2,52%

Euro comercial R$ 2,4340 (compra) e R$ 2,4369 (venda). Alta de 0,17%

Cautela por indefinição na Europa

08 de março de 2010 0

Com promessas de apoio à Grécia, como a feita no final de semana pelo presidente da França, Nicolas Sarkozy, mas sem ajuda em dinheiro da União Europeia ao país mediterrâneo, os investidores europeus começaram a semana sem rumo definido. As principais bolsas operam próximas da estabilidade, com exceção de Madri, onde as ações têm pequenas altas.

Na Ásia, entretanto, os pregões fecharam com boas valorizações, com destaques para 2,09% em Tóquio, 1,97% em Hong Kong, 1,56% em Seul e 0,73% em Xangai.

No Brasil, o dólar começou a semana em baixa, avançou um pouco novamente e agora é negociado a R$ 1,7820. A Bolsa de São Paulo (Bovespa) também abriu perto da estabilidade, subindo apenas cerca de 0,2% nos primeiros negócios do pregão, ainda abaixo da marca de 69 mil pontos.

Confira as cotações:

Troca rentável

08 de março de 2010 0

Aprovada em comissão no Senado na semana passada, mas ainda dependente de votação no Câmara e de homologação pelo executivo federal, a compra por trabalhadores de mais ações da Petrobras com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) é um investimento bem mais rentável do que manter o saldo no fundo.

A rentabilidade dos papéis da Petrobras com dinheiro do FGTS chega a 751,5% entre agosto de 2000 e fevereiro deste ano, bem acima da remuneração de 62,16% do saldo do fundo em igual período. Também as ações da Vale adquiridas com recursos do FGTS apresentam excelente performance, rendendo 965,5% de abril de 2002 até o mês passado, quando o saldo do FGTS variou somente 50,13%. Os cálculos são do Instituto FGTS Fácil.

Essa possibilidade favorece a consolidação do acionista de varejo no mercado de capitais, ressalta Lucy Sousa, presidente da Associação dos Analistas e Profissionais de Investimento do Mercado de Capitais (Apimec Nacional). Para Lucy, a Petrobras é uma das empresas com maior número desse tipo de investidor. Mas apenas os que ainda mantêm as aplicações poderão participar da capitalização da estatal no processo do pré-sal. Além disso, a nova aplicação não pode ultrapassar 30% do saldo do FGTS.

Um aspecto importante precisa ser avaliado pelos investidores da modalidade: evitar transferir os recursos para o FGTS, optando pela renovação da aplicação, em caso de eventual turbulência na bolsa e saldo negativo no vencimento da operação.

Os investimentos em ações da Petrobras e da Vale com recursos do FGTS, porém, ainda são discretos em relação ao potencial do setor. Segundo dados de fevereiro da Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), as aplicações em fundos da Petrobras formados com dinheiro do FGTS atingiram saldo de R$ 6,85 bilhões, o que significa 0,49% do patrimônio líquido de R$ 1,4 trilhão dos 8.972 fundos mantidos no país. Ou seja, menos de meio centésimo.