Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts do dia 27 julho 2010

Sete dias no azul

27 de julho de 2010 0

Nem a cautela com a temporada de balanços do segundo trimestre, que começa hoje com os resultados do Bradesco e da Vivo, conteve a Bolsa de São Paulo (Bovespa) de avançar (0,35%) pela sétima vez seguida. O índice atingiu 66.674 pontos, com variação de 6,95% na sequência.

O volume cresceu 24% em relação à véspera, atingindo R$ 5,054 bilhões, perto da média diária de R$ 5,283 bilhões obtida no mês. A queda de alguns papéis do setor de siderurgia e de mineração, como Siderúrgica Nacional ON (1,72%), Vale ON (0,39%) e Gerdau PN (0,35%), chegou a derrubar o Ibovespa no decorrer das operações. Devido à forte valorização da última semana, essas ações foram outra vez alvo de vendas por interessados em embolsar lucros.

Esse movimento perdeu força em razão da evolução das bolsas europeias, que garantiram novas altas embaladas pelos papéis do setor bancário. Também Wall Street fechou com desempenho positivo (0,12%) graças a resultados corporativos favoráveis, entre os quais da DuPont e dos bancos europeus UBS e Deutsche Bank.

Em operação coordenada justamente pelo Deutsche Bank em conjunto com o norte-americano Merril Lynch, o Tesouro Nacional brasileiro captou US$ 750 milhões em bônus com vencimento em 2021, com destaque para a taxa de 4,547% ao ano _ o menor retorno ao investidor da história.

Bovespa emplaca sétima alta seguida

27 de julho de 2010 0

Em outra sessão de forte flutuação, mas dentro de margens bem reduzidas, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) conseguiu fechar com ganho de 0,35% e 66.674 pontos. São sete pregões consecutivos com desempenho positivo.Trata-se do maior patamar desde 3 de maio. A Bolsa de Nova York (Nyse) terminou com alta de apenas 0,12%, enquanto a Nasdaq (setor tecnológico) teve baixa de 0,36%.

Dólar fecha com pequena alta

27 de julho de 2010 0

Numa jornada em que a moeda dos EUA permanece praticamente estável no Exterior, o dólar oscilou bastante no câmbio brasileiro, no qual encerrou com pequena valorização. No mercado de divisas de Nova York, o euro está sendo negociado ligeiramente abaixo de US$ 1,30 neste momento.

Dólar comercial R$ 1,7680 (compra) e R$ 1,7700 (venda). Alta de 0,17%

Dólar flutuante R$ 1,8000 (compra) e R$ 1,8900 (venda). Baixa de 0,53%

Ágio: +6,78%

Variação do dólar no mês: -1,88%

No ano: +1,55%

Variação do real no mês: +1,92%

No ano: -1,53%

Euro comercial R$ 2,2972 (compra) e R$ 2,3001 (venda). Alta de 0,08%

Bovespa sustenta nova valorização

27 de julho de 2010 0

Influenciada pelo desempenho no Exterior, especialmente na Europa, onde as bolsas têm nova rodada de desempenho positivo graças à recuperação dos papéis do setor bancário, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) registra ganho de cerca de 0,7%, aproximando-se da marca de 67 mil pontos. Caso confirmar esse resultado no dia, será a sétima alta consecutiva. No câmbio, o dólar abriu menos pressionado do que na véspera, e agora é vendido a R$ 1,7610.

Os pregões de Londres e Frankfurt sobem em torno de 1%, enquanto no de Paris a valorização atinge cerca de 1,5% neste momento, quando Wall Street registra ganho de 0,2% na expectativa de que novos indicadores econômicos dê sustentação a tendência. Agora, às 11h, serão anunciados os índices de julho da confiança do consumidor e da atividade industrial do Federal Reserve, o banco central dos EUA.

Confira as cotações:

Calendário de balanços

27 de julho de 2010 0

Começa nesta semana a temporada de balanços corporativos no segundo trimestre do ano. A expectativa é que os resultados das empresas confirmem o crescimento da economia brasileira, por meio, especialmente, da atividade na construção civil, na indústria e no varejo. Liderado pela Vale, o setor de siderurgia e de mineração pode se destacar.

Para Matias Dieterich, analista da Corretora Solidus, os resultados devem ter repercussão positiva no curto prazo. Porém, por melhores que sejam, não significam influência direta no desempenho do mercado no segundo semestre.

_ A ratificação destes números pode dar confiança aos investidores, servir como um empurrão a mais. Mas o foco das atenções permanece no comportamento da economia mundial, principalmente nos EUA, China e Europa _ explica Dieterich.

Divulgação do balanço pelas principais companhias de capital aberto do país no segundo trimestre de 2010, segundo levantamento da Corretora Solidus. As datas podem ser modificadas pelas próprias empresas:

Quarta-feira, 28 de julho: Bradesco e Vivo

Quinta-feira, 29 de julho: Lojas Renner e Vale

Segunda-feira, 2 de agosto: Embraer

Terça-feira, 3 de agosto: Gafisa e Itaú Unibanco

Quinta-feira, 5 de agosto: Gerdau e Usiminas

Segunda-feira, 9 de agosto: Gol, Marcopolo e Randon

Terça-feira, 10 de agosto: Braskem e TAM

Quarta-feira, 11 de agosto: Banrisul e Iguatemi

Quinta-feira, 12 de agosto: AmBev, Banco do Brasil, BM&F Bovespa e Rossi

Sexta-feira, 13 de agosto: BRF _ Brasil Foods e Petrobras