Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros
Capa ZH ZH Blogs Assine agora

Posts do dia 4 outubro 2010

Direção favorável

04 de outubro de 2010 0

Apesar da queda das ações da Petrobras, de 0,13% (ON) e de 0,43% (PN), a Bolsa de São Paulo (Bovespa) consolidou ganho de 0,22%, renovando a maior pontuação (70.384) desde 15 de abril e reaproximando-se um pouco mais do recorde de 73.516 unidades.

Os negócios na Bovespa, na qual a movimentação somou R$ 5,861 bilhões, também contrariaram o rumo do mercado internacional. Wall Street amargou perda de 0,72%, e na Europa as quedas atingiram 1,24% em Frankfurt, 1,15% em Paris, 0,66% em Londres e 0,64% em Madri.

Os investidores se retraíram diante de várias informações negativas, como a contração de 0,5% em agosto no volume de pedidos ao setor industrial dos EUA e o crescimento de 1,2% em setembro no número de desempregados na Espanha, onde já superam quatro milhões de trabalhadores desocupados.

A apreensão tende a persistir nos pregões, pelo menos, até sexta-feira, quando será anunciado o relatório oficial de emprego e desemprego nos EUA. A moeda norte-americana, porém, avançou em relação ao euro, que caiu em Nova York de US$ 1,38 para menos de US$ 1,37.

Essa reação ecoou no Brasil, onde o dólar subiu para R$ 1,6920, mas também ajudado pelo Banco Central (BC), que promoveu dois leilões no dia, como vem fazendo nas últimas semanas.

Bovespa fecha com discreta alta

04 de outubro de 2010 0

Contrariando a tendência do mercado internacional, numa jornada de intensa flutuação, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) conseguiu fechar com valorização de 0,22%, renovando a marca recorde, de 70.384 pontos, desde 15 de abril deste ano. As ações da Petrobras, entretanto, apesar de registrar ganhos em alguns momentos do pregão, fecharam com perdas de 0,44% (PN) e de 0,26% (ON). Esses dados ainda são preliminares. Nos EUA, a Bolsa de Nova York (Nyse) encerrou com queda de 0,72%, e a Nasdaq (setor tecnológico) teve baixa de 1,11%.

Dólar sobe no Brasil e no Exterior

04 de outubro de 2010 0

Acompanhando a evolução da moeda dos EUA no Exterior, onde apresenta forte recuperação, o dólar devolveu a baixa do primeiro dia útil do mês no câmbio brasileiro, no qual zerou a variação do período. No mercado de divisas de Nova York, o euro cai amis de 1%, sendo negociado abauixo de US$ 1,37.

Dólar comercial R$ 1,6900 (compra) e R$ 1,6920 (venda). Alta de 0,65%

Dólar flutuante R$ 1,7200 (compra) e R$ 1,8000 (venda). Estável

Ágio: +6,38%

Variação do dólar no mês: estável

No ano: -2,93%

Variação do real no mês: estável

No ano: +3,01%

Euro comercial R$ 2,3114 (compra) e R$ 2,3143 (venda). Baixa de 0,09%

Retração predomina nas bolsas

04 de outubro de 2010 0

Apesar da indefinição de tendência no mercado externo, a Bolsa de São Paulo (Bovespa) registra leve alta, operando na faixa de 70,3 mil pontos. Depois de uma abertura no negativo, as ações da Petrobras avançam agora mais de 0,5%, contribuindo para segurar o Ibovespa no positivo. No câmbio, o dólar começou ligeiramnte acima do nível do encerramento da semana, recuou um pouco e agora é vendido a R$ 1,6850.

Wall Street abriu em baixa e está praticamente estável neste momento, quando as bolsas europeias reduzem as perdas da jornada, que atingem em torno de 0,5% em Paris e de 0,7% em Frankfurt. A Bolsa de Londres opera perto da estabilidade. Em Nova York, o dólar está reagindo frente ao euro, sendo negociado perto de US$ 1,37, ante quase US$ 1,38 na sexta-feira.

Confira as cotações: