Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts de janeiro 2008

Mostrando o pau!

30 de janeiro de 2008 0

José Mello é exemplo de que o surf também dá camisa./Arquivo Pessoal - José Mello
Calma, não se assuste com o título do post. Até os menos maliciosos devem ter pensado besteira…Mas a frase é alusiva ao post anterior, dedicada às criticas do ex-prefeito de Capão da Canoa, Sr. Ledorino Brogni. A intenção premeditada deste que vos escreve era exatamente “matar a cobra e mostrar o pau”. Na foto acima não há ninguém cometendo um atentado ao pudor, e sim, um exemplo de que o surf é ferramenta de socialização e sucesso para os jovens do litoral gaúcho. O caponense José Mello poderia estar aprontando horrores nas ruas, usando drogas, e disseminando a violência na sociedade local, pelo contrário, é um campeão de surf, obtendo através do esporte a chance de atingir objetivos, adquirir novas experiências, e ser um exemplo para outros jovens da sua comunidade. Zezinho – como é conhecido por todos – já viajou para vários lugares do Brasil, e sagrou-se campeão gaúcho de surf no final do ano passado, título este, que garante maior visibilidade e esperança de um futuro ainda mais promissor. Vindo de família humilde e trabalhadora, o moleque dificilmente teria condições de realizar tais feitos, caso estivesse à toa pela rua, ou trabalhando em alguma obra (principal oferta de trabalho na região).
Este é um único exemplo no nosso litoral, mas revirando a tabela de classificação do Circuito Gaúcho de Surf de 2007, pude reconhecer inúmeros exemplos de que o surf socializa e proporciona condições para que esses novos talentos tenham sonhos e conquistem objetivos. A propósito: José Mello tem 18 anos, e busca um patrocínio para alçar vôos mais altos.

Postado por Ki Fornari – Direto de Capão da Canoa

Eventos agitam as areias do litoral norte gaúcho

28 de janeiro de 2008 0

O baiano Alandreson Martins fez final em Torres./Luis Reis - Divulgação FGS
Dois eventos agitaram o litoral norte gaúcho no ultimo final de semana. Em Torres rolou a abertura do Circuito Gaúcho Profissional de Surf, válido também como primeira prova do ranking Brasil Tour da ABRASP, a divisão de acesso ao Super Surf. O Smolder/Banrisul Pro rolou na Praia dos Molhes, em condições irregulares para a prática do surf, mas muita determinação por parte dos surfistas. Três catarinenses e um baiano subiram ao pódio, na vitória de Pedro Norberto. Thomas Hermes foi o segundo, com o baiano Alandreson Martins em terceiro, e o catarinense Jean da Silva em quarto. O melhor gaúcho foi o torrense Daison Pereira, que perdeu nas quartas-de-final da competição.
Já em Atlântida rolou o tradicional campeonato da Hiptronic, para surfistas não-federados. O Pepsi Surf e Music Festival transcende a classificação de “campeonato de surf”, pois, é um legítimo festival, que reúne surfistas, belas gatas, bandas, dj’s, e um tremendo agito nas areias de Atlântida. O grande campeão, que levou uma passagem para o Peru, foi o local de Atlântida, Edson Júnior, o “Caju”. O moleque surfou bem durante todo o evento, e venceu a categoria não-federados, tão cobiçada pelos mais de 70 inscritos na competição.
Que venha o próximo final de semana, e as inesquecíveis festas de carnaval.

Postado por Ki Fornari – Direto de Capão da Canoa

Ex-prefeito de Capão "chuta o balde" com surfistas

24 de janeiro de 2008 2

Ledorino posa ao lado de mais um empreendimento./Divulgação Assessoria de Imprensa Ledorino
O ex-prefeito de Capão da Canoa, Ledorino Brogni, causou polemica entre a comunidade do surf, em uma entrevista concedida na edição de dezembro da revista Informe Ativo.
As palavras de um dos maiores, e mais respeitados construtores da cidade provocaram a ira dos surfistas gaúchos, que logo revidaram as acusações, nos principais sites de surf. Acompanhe as palavras de Ledorino, ao ser intimado a deixar um recado aos jovens trabalhadores:

“Tem que trabalhar. Surfar não dá camisa para ninguém. Uns homens de 18 anos, surfando…É um absurdo! Tu achas que um homem de 18 anos, depois de passar o dia inteiro nas ondas – que é gostoso, quem não gosta? – vai pegar rotina de trabalho? Ele não vai mais trabalhar na vida. Se o pai tiver dinheiro, vai alimentá-lo enquanto viver. Quando o pai morrer, ele botará tudo fora! O guri tem que ter rotina de trabalho a partir dos 14 anos, se não depois vai querer trabalhar atrás de um computador e não tem máquina para todo mundo”.

É de estranhar esta declaração, partindo de um político do litoral, que depende do turismo para fomentar o comércio local. Sabe-se que, durante os longos meses de inverno, os surfistas representam uma grande fatia de freqüentadores do litoral gaúcho, especialmente em Capão da Canoa. Cabe aqui, informar ao Sr. Ledorino que, muitos dos surfistas, no mundo inteiro, são: advogados, médicos, empresários, e profissionais de todas as áreas. Sem esquecer dos muitos outros profissionais que vivem do surf, seja, na indústria, comércio, competições, e na imprensa, como este que vos escreve, e é morador de Capão da Canoa.

Especula-se que o Sr. Ledorino Brogni será candidato a prefeito de Capão da Canoa, nas eleições de 2008. Se eleito, receberá vagabundos em seu gabinete???
A ASCC (Associação dos Surfistas de Capão da Canoa) que se cuide!

Postado por Ki Fornari- Direto de Capão da Canoa