Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts de abril 2009

WQS segue para Trestles

28 de abril de 2009 0

O Circuito WQS segue bombando. Nesta terça-feira, a praia de Trestles na Califórnia, recebe os atletas da divisão de acesso, e também alguns top`s do WCT para o Nike 6.0 Lowers Pro. O evento tem nível 6 estrelas e classificação “Prime Location”, distribuindo $145.000 dólares aos participantes, e 3.500 pontos ao vencedor. No total, 21 brasileiros disputam a competição californiana, dentre eles, o gaúcho Rodrigo Pedra Dornelles, e o catarinense Neco Padaratz, que retorna de contusão depois de 7 meses afastado das competições.

 

Clique AQUI e acompanhe AO VIVO o Nike 6.0 Lowers 2009. 

 

Ranking WQS 2009:

1 – Owen Wright (AUS) 6.613
2 – Jadson André (BRA) 6.600
3 – Daniel Ross (AUS) 6.400
4 – Brett Simpson (EUA) 6.200
5 – Marco Polo (BRA) 6.075
6 – Adam Melling (AUS) 5.576
7 – Dion Atkinson (AUS) 5.125
8 – Gony Zubizareta (ESP) 5.100
9 – Joan Duru (FRA) 5.038
10 – Jay Thompson (AUS) 4.975
11 – Pablo Paulino (BRA) 4.838
12 – Brandon Jackson (AFR) 4.800
13 – Travis Logie (AFR) 4.726
14 – Jean da Silva (BRA) 4.650
15 – Masatoshi Ohno (JAP) 4.601

Postado por Ki Fornari

Alejo Muniz faz a festa em Portugal

27 de abril de 2009 0

Alejo comemora no pódio./ASP IMAGES

O catarinense Alejo Muniz foi o grande campeão do WQS 6 estrelas de Portugal, que terminou neste sábado, nas ondas de Carcavelos. Na final, Alejo venceu o japonês (isso mesmo, JAPONÊS!) Masatoshi Ohno pelo placar apertado de 13.00 pontos contra 12.37 pontos do japonês. Os minutos finais da bateria foram eletrizantes. O japonês precisava de uma onda que somasse 6.84, e acabou marcando 6.20.

Com a vitória, Alejo somou seus primeiros 2.500 pontos no ranking WQS, e embolsou $25.000 dólares. O paulista Renato Galvão chegou até as quartas-de-final, quando foi derrotado pelo alemão (isso mesmo, ALEMÃO!) Marlon Lipke, integrante do “Dream Tour”, o WCT.

 

Clique AQUI e confira os resultados completos do Quiksilver Estoril Pro 2009.   

 

Resultado


1 Alejo Muniz (Bra)

2 Masatoshi Ohno (Jap)
3 Marlon Lipke (Ale)
3 Romain Cloitre (Fra)
5 Renato Galvão (Bra)
9 Marco Giorgi (Uru)

17 Jorge Spanner (Bra)

17 Igor Morais (Bra)

25 Robson Santos (Bra)

25 Leo Neves (Bra)

37 Jano Belo (Bra)

37 Tinguinha Lima (Bra)

49 Jerônimo Vargas (Bra)

49 André Silva (Bra)

49 Diego Rosa (Bra)

97 Rafael Batista (Bra)

97 João Gutemberg (Bra)

113 Tiago Reis (Bra)

Ranking do WQS 2009 depois de 10 etapas
1 Owen Wright (Aus) 6.613 pontos
2 Jadson André (Bra) 6.600
3 Daniel Ross (Aus) 6.400
4 Brett Simpson (EUA) 6.200
5 Marco Polo (Bra) 6.075
6 Adam Melling (Aus) 5.576
7 Dion Atkinson (Aus) 5.125
8 Gony Zubizareta (Esp) 5.100
9 Joan Duru (Fra) 5.038
10 Jay Thompson (Aus) 4.975
11 Pablo Paulino (Bra) 4.838
12 Brandon Jackson (Afr) 4.800
13 Travis Logie (Afr) 4.726
14 Jean da Silva (Bra) 4.650
15 Masatoshi Ohno (Jap) 4.601
16 Dusty Payne (Haw) 4.525
17 Matt Wilkinson (Aus) 4.475
18 Glenn Hall (Irl) 4.413
19 Drew Courtney (Aus) 4.363
19 Paulo Moura (Bra) 4.363

22 Leonardo Neves (Bra) 3981
25 Wiggolly Dantas (Bra) 3926

Alejo Muniz

Postado por Ki Fornari

Jadson André levanta o canéco em Durban

25 de abril de 2009 0

Jadson é carregado pelos brasileiros. /A foto é um

O potiguar Jadson André conseguiu um feito importantíssimo neste sábado em Durban, na África do Sul, ao vencer o Quiksilver Pro Durban, etapa nível máximo (6 estrelas), e com classificação “Prime Location”, uma das mais importantes etapas do ano, na divisão de acesso, o WQS.

 

Já na semifinal, contra o australiano Matt Wilkinson, o brasileiro precisou de uma esquerda intermediária, há 20 segundos do final, para virar a bateria. O final eletrizante contagiou até os locutores da WebCast do evento, que vibravam a cada manobra do brasileiro.  

 

A final foi praticamente toda dominada pelo surfista do Rio Grande do Norte, que não tardou ao emplacar um 7 e um 9.33. Quando o australiano Owen Wright ameaçou reagir, Jadson descolou uma esquerda, onde aplicou duas batidas muito fortes, jogando muita água pra cima. A nota, pra fechar o caixão do australiano: 8.67, e o título do 6 estrelas de Durban.

 

Pela vitória, Jadson André, que completou 19 anos em março, embolsou $20.000 dólares, garantiu 3.500 pontos, e agora é o vice-líder da divisão de acesso do Circuito Mundial de Surf Profissional, apenas 13 pontos atrás do líder, o próprio Owen Wright.

 

Clique AQUI e confira todos os resultados do Quiksilver Pro Durban.

 

 

 FINAL::..

Heat # 1
Pro Men
Final

More info …
Heat Scores
Wave/Wave
singlet plc pts name from
Red 15.16 Owen Wright aus
White 18.00 Jadson Andre bra

 

 

SEMI FINAL::..

Heat # 1
Pro Men
semi finals

More info …
Heat Scores
Wave/Wave
singlet plc pts name from
Red 1 12.16 Owen Wright aus
White 2 11.84 Julian Wilson aus

Heat # 2
Pro Men
semi finals

More info …
Heat Scores
Wave/Wave
singlet plc pts name from
Red 1 10.03 Jadson Andre bra
White 2 9.16 Matt Wilkinson aus

Postado por Ki Fornari

JADSON ANDRÉ NA FINAL EM DURBAN

25 de abril de 2009 0

Jadson André neste momento na final!/WebCast ASP

O potiguar Jadson André está na final do 6 estrelas de Durban, na África do Sul. Em uma semifinal eletrizante, o brasileiro precisou de uma esquerda intermediária, há 20 segundos do final, para virar a bateria contra o australiano Matt Wilkinson. 

 

 

JADSON ANDRÉ (BRA)

 

 

                X

 

 

Owen Wrigth (AUS)

Jadson André

Postado por Ki Fornari

Brasileiros detonam na África do Sul e Portugal

24 de abril de 2009 0

O potiguar Jadson André é forte candidato ao título em Durban./ASP Images

A nova geração brasileira parece que vai incomodar os gringos no Circuito WQS 2009. Atletas como: Alejo Muniz, Wiggoly Dantas e Jadson André, mostram a cada etapa da divisão de acesso, que tem condições de chegar ao “Dream Tour” (WCT). Prova disso, é que a cada bateria despacham nomes conhecidos do circuito mundial, e até integrantes da elite.

 

 

WQS 6 ESTRELAS DE PORTUGAL:::..

O evento ficou paralisado nesta sexta-feira, e deve voltar ao palco principal, a Praia de Carcavelos, a partir de amanhã. O catarinense Alejo Muniz vem sendo o grande destaque do evento, emplacando as melhores médias e, garantindo-se já, entre os 24 melhores do evento. O uruguaio Marco Giorgi, radicado atualmente em Garopaba/SC, também garantiu vaga nas oitavas, e parece que, finalmente, vem conseguindo aplicar suas performances do free surf, também nas baterias. Outros dois atletas brasileiros tentam vaga nas oitavas: Renato Galvão e Igor Moraes, disputam as baterias finais do 4o.round, e podem juntar-se a Alejo.

 

Clique AQUI e confira os resultados completos do Quiksilver Estoril Pro 2009, e o link AO VIVO.  

 

WQS 6 ESTRELAS PRIME LOCATION” DE DURBAN :::..

O campeonato teve sequência nesta sexta-feira, e também vai entrando nas fases finais. Três surfistas brasileiros estão nas oitavas de final: Wiggoly Dantas, Jadson André e Marco Polo. O paranaense Jihad Khodr também chegou à fase anterior as oitavas, mas perdeu para o sul-africano Travis Logie e para o havaiano Dusty Payne. Durban é uma das etapas mais importantes do ano, pois o “status Prime Location” garante uma super pontuação, de 3.500 pontos ao vencedor.

Clique AQUI e confira os resultados completos do Quiksilver Pro Durban 2009 e o link AO VIVO. 

Jihad Khodr BRA

Julian Wilson AUS

Alejo Muniz

Postado por Ki Fornari

Rodrigo Dornelles perde na estréia em Durban

23 de abril de 2009 0

O paulista Wiggoly Dantas segue na briga em Durban./ASP Images

O gaúcho Rodrigo Pedra Dornelles foi eliminado logo na estréia do WQS 6 estrelas de Durban, na África do Sul. Na mesma bateria em que o gaúcho amargou a ultima posição, o catarinense Jean da Silva foi segundo, e garantiu uma vaga na 4a. fase. Infelizmente, o surfista de São Francisco do Sul, não foi bem na bateria seguinte e também foi eliminado da competição.

 

Até este momento, onde rolam as baterias iniciais da 4a.fase, dois brasileiros já conseguiram vaga nas oitavas. O paranaense Jihad Khodr, segundo lugar, na bateria vencida pelo também top do Dream Tour (WCT), o australiano Jay Thompson, e o paulista Wiggoly Dantas, que virou nos minutos finais, e venceu a 4a. bateria do 4o. round. Outros 7 brasileiros tentam vaga nas oitavas, dentre eles, os catarinenses William Cardoso e Marco Polo.

 

Clique AQUI, acompanhe AO VIVO, e os resultados completos do Quiksilver Pro Durban. 

Postado por Ki Fornari

Portugal também tem 6 estrelas

22 de abril de 2009 0

Além do 6 estrelas de Durban, na África do Sul, a semana agitada no mundo do surf tem também a realização de uma grande etapa do WQS em Portugal. Diferente de Durban, que tem classificação “Prime Location” e pontuação de 3.500 pontos, o evento de Portugal distribui $150.000 dólares entre os participantes, e 2.500 pontos ao vencedor. O Estoril Quiksilver Pro conta com a participação de diversos brasileiros, dentre eles o saudoso surfista paulista, multicampeão nos anos 90, Tinguinha Lima, que mora em Portugal.

 

Clique AQUI e acompanhe o Estoril Quiksilver AO VIVO.

Postado por Ki Fornari

Durban recebe mais um 6 estrelas Prime Location

20 de abril de 2009 0

O pier de Durban, na África do Sul, recebe a partir desta semana, mais uma etapa do WQS, a divisão de acesso ao Dream Tour (WCT). O evento tem status “Prime Location”, com pontuação de 3500 pontos ao vencedor, a maior das etapas do QS.

O gaúcho Rodrigo Pedra Dornelles retoma nesta etapa, o objetivo de retorno a elite do surf mundial, condição que perdeu no ano passado. Além do Pedra e do catarinense Jean da Silva, outros 17 brasileiros devem participar da etapa.

 

Clique AQUI e acompanhe AO VIVO as disputas em Durban.

Postado por Ki Fornari

Maya Gabeira é tri na Califórnia

19 de abril de 2009 2

Maya Gabeira discursando após receber o prêmio de 5mil dólares./Divulgação Billabong XXL

A Big Rider carioca Maya Gabeira conquistou nesta sexta-feira, na Califórnia, o prêmio de melhor performance feminina, no Billabong XXL Big Wave Awards. O prêmio é uma espécie de “oscar de ondas gigantes” e foi conquistado por Maya, pela terceira vez consecutiva. Como prêmio, a brasileira embolsou $5.000 dólares, e fez a festa junto com outro brasileiro, o fotógrafo paulista Fred Pompermayer, que registrou a onda surfada na remada pelo norte-americano Derek Dunfee em Mavericks, na Califórnia. Fred faturou um cheque de $4.000 dólares.

 

O grande vencedor do Billabong XXL 2009, foi o norte-americano Greg Long, campeão da categoria principal, com uma bomba surfada na remada em Dungeons, África do Sul, em julho de 2008. O prêmio: $50.000 dólares.

 

Confira todos os premiados no Billabong XXL 2009:

Melhor Performance do Ano:
1º US$ 50 mil: Greg Long (San Clemente, Califórnia, EUA) em Dungeons, África do Sul em 26/07/2008 (US$ 5 mil para o vídeo da Fixerfilm/RedBull BWA)
 
2º US$ 5 mil: Ryan Hipwood (Gold Coast, Austrália) em Shipstern Bluff, Tasmânia em 11/10/2008.  (vídeo de Tim Bonython)
 
3º US$ 1.5 mil: James Holmer-Cross (Hobart, Tasmânia, Austrália) em Shipstern Bluff, Tasmânia em 11/10/2008. (vídeo de Dave Otto)
 
4º US$ 1.5 mil: Garrett McNamara (Sunset Beach, Hawaii, EUA) em Teahupoo, Tahiti em 8/4/2008 (vídeo de Simon Saffigna)
 
5º U$ 1.5 mil: Brian Conley (San Diego, Califórnia) em Boca Grande, México em 22/10/2008. (vídeo de Brian Conley)
 
Maior Onda:
Grant Baker (Durban, África do Sul) em Tafelberg Reef, África do Sul em 9/8/2008, foto de Brenton Geach (US$ 15 mil e um jet para o surfista, US$ 4 mil para o fotógrafo)
 
Melhor Onda:
Derek Dunfee (San Diego, Califórnia, EUA) em Maverick`s, Califórnia em 30/11/2008, foto de Fred Pompermayer (US$ $15 mil e US$ 4 mil para o fotógrafo)

Melhor Tubo:
Mark Healey (Sunset Beach, Hawaii, EUA) em Yeti, Oregon em 24/9/2008, foto de Jason Murray (US$ 5 mil e US$ 2 mil para o fotógrafo)

 

Overall Perfomance Award:
Grant Baker (Durban, África do Sul, US$ 5 mil)
 
Girls Best Performance Award:
Maya Gabeira (Rio de Janeiro, Brasil, US$ 5 mil)

 

Maya Gabeira

Postado por Ki Fornari

Joel Parkinson absoluto no World Tour 2009

17 de abril de 2009 1

Joel Parkinson e Adam Robertson no pódio de Bells./ASP Images

O australiano Joel Parkinson segue imbativel no WCT. Depois da vitória em Snapper Rocks, na primeira etapa do Circuito Mundial de Surf, o australiano de 27 anos repetiu a dose, desta vez em Bells Beach, também na Austrália. Na final, Parkinson derrotou o local Adam Robertson, vencedor das triagens do evento, pelo placar de 17.40 a 13.37, embolsando os $40.000 dólares destinados ao campeão. Além disso, Parkinson agora dispara na liderança do circuito mundial, deixando o segundo colocado, Mick Fanning, com quase 1000 pontos de diferença.

 

Os brasileiros não foram bem na etapa, com Adriano de Souza e Jihad Khodr finalizando na 17a.colocação, e o cearense Heitor Alves na 33a. Os surfistas australianos foram os responsáveis pela eliminação dos brasileiros. Heitor perdeu logo na estréia para Jay Thompson, enquanto Jihad passou uma fase, perdendo logo em seguida para Tom Whitaker. Adriano de Souza estreou direto na segunda rodada, mas não deu sorte contra Drew Courtney. Com a derrota prematura, Mineirinho caiu 4 posições no ranking, e agora é o 6o.

RIP CURL PRO BELLS BEACH FINAL RESULTS:
1 – Joel Parkinson (AUS) 17.40
2 – Adam Robertson (AUS) 13.37

RIP CURL PRO BELLS BEACH SEMIFINAL RESULTS:
SF 1: Joel Parkinson (AUS) 16.33 def. Jordy Smith (ZAF) 15.24
SF 2: Adam Robertson (AUS) 13.87 def. Fred Patacchia (HAW) 12.73

RIP CURL PRO BELLS BEACH QUARTERFINAL RESULTS:
QF 1: Joel Parkinson (AUS) 13.17 def. C.J. Hobgood (USA) 8.66
QF 2: Jordy Smith (ZAF) 15.50 def. Mick Fanning (AUS) 15.16
QF 3: Adam Robertson (AUS) 14.26 def. Kekoa Bacalso (HAW) 12.33
QF 4: Fredrick Patacchia (HAW) 14.13 def. Kieren Perrow (AUS) 12.17

Clique AQUI e confira o site oficial do evento.

Resultado final do Rip Curl Pro Bells Beach ::..
1 Joel Parkinson (Aus)
2 Adam Robertson (Aus)
3 Fred Patacchia (Haw)
3 Jordy Smith (Afr)
5 Kekoa Bacalso (Haw)
5 Kieren Perrow (Aus)
5 C.J. Hobgood (EUA)
5 Mick Fanning (Aus)
17 Adriano de Souza (Bra)
17 Jihad Khodr (Bra)
33 Heitor Alves (Bra)

Ranking do World Tour após as duas primeiras etapas ::..
1 Joel Parkinson (Aus) 2400
2 Mick Fanning (Aus) 1608
3 Fredrick Patacchia (Haw) 1476
3 Jordy Smith (Afr) 1476
5 C.J. Hobgood (EUA) 1464
6 Adriano de Souza (Bra) 1442
7 Taj Burrow (Aus) 1286
8 Tom Whitaker (Aus) 1200
9 Bede Durbidge (Aus) 1142
9 Adrian Buchan (Aus) 1142
9 Kieren Perrow (Aus) 1142
9 Damien Hobgood (EUA) 1142
9 Kekoa Bacalso (Haw) 1142
14 Jeremy Flores (Fra) 1010
14 Taylor Knox (EUA) 1010
14 Jihad Khodr (Bra) 1010
14 Drew Courtney (Aus) 1010
14 Jay Thompson (Aus) 1010
19 Bobby Martinez (EUA) 825
19 Kai Otton (Aus) 825
19 Dane Reynolds (EUA) 825
19 Dean Morrison (Aus) 825
19 Chris Davidson (Aus) 825
24 Kelly Slater (EUA) 820
24 Dayyan Neve (Aus) 820
24 David Weare (Afr) 820
24 Tim Boal (Fra) 820
24 Tiago Pires (Por) 820
29 Chris Ward (EUA) 635
29 Tim Reyes (EUA) 635
29 Heitor Alves (Bra) 635
29 Roy Powers (Haw) 635
29 Mick Campbell (Aus) 635
29 Michel Bourez (Tah) 635
29 Josh Kerr (Aus) 635
29 Nic Muscroft (Aus) 635
29 Greg Emslie (Afr) 635
29 Dustin Barca (Haw) 635
39 Luke Stedman (Aus) 450
39 Michael Picon (Fra) 450
39 Ben Dunn (Aus) 450
39 Nathaniel Curran (EUA) 450
39 Phillip MacDonald (Aus) 450
39 Marlon Lipke (Ale) 450
39 Aritz Aranburu (Esp) 450
46 Gabe Kling (EUA) 250

Postado por Ki Fornari