Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Posts de março 2010

Lestêra castiga a formação das ondas

26 de março de 2010 0

Sopra o vento leste encrespa o mar.../Ki Fornari

Um clima típico de outono tomou conta do litoral gaúcho nesta semana. Chuva, temperaturas amenas, ventos com fortes rajadas, tudo isso contribuiu para que os últimos dias não fossem muito propícios para a prática do surf. Uma das características do outono, é a sequência de dias parecidos, e que devem se estender por mais alguns.

 

Confira a Previsão:

O forte vento leste (maral), que trouxe nova ondulação a costa gaúcha, deve persistir até o sábado, deixando o mar mexido e as ondas irregulares. Para o domingo, os principais gráficos apontam a diminuição do vento e a possível melhora nas condições gerais para o surf. A ondulação mantém boa consistência e ondas na faixa de 1m de tamanho, perdendo força somente ao longo do domingo e segunda-feira.

 

A previsão é de tempo ainda instável para os próximos dias, com muita nebulosidade e possibilidade de chuva a qualquer momento do dia. O tempo deve melhorar entre segunda e terça-feira, quando o sol volta a brilhar em todo o litoral norte do Rio Grande do Sul.

 

twitter.com/kifornari

Postado por Ki Fornari

Redes de pesca voltam a preocupar

19 de março de 2010 2

Artefato usado na pesca com rede fixa encontrado em Atlântida /Ki Fornari

Todo dia 15 de março é a mesma coisa. A data marca a volta das redes de pesca ao litoral do Rio Grande do Sul, preocupando surfistas e suas famílias. A partir desta data, todos os surfistas precisam ter atenção redobrada e, se possível devem evitar o surf em áreas inseguras, que possuem pouca metragem para a pratica do esporte.

 

O impasse entre surfistas e pescadores dura mais de 25 anos, e neste período já vitimou aproximadamente 50 surfistas em diferentes praias do estado. Entre os principais fatores que contribuem para os acidentes, está a falta de sinalização adequada, que demarquem as áreas destinadas ao esporte ou a pesca. As placas são pequenas demais para informar ou em muitos casos até mesmo nem existem. Além disso, muitas dessas áreas tem metragem insuficiente para o esporte, principalmente nos dias em que o mar apresenta forte corrente lateral.

 

Fique atento as áreas mais seguras para a prática do esporte e, se possível, até evite surfar em determinadas praias, dentre elas: Pinhal, Cidreira, Oásis, Nova Tramandaí, Balneários de Imbé, Atlântida Sul, Capão Novo, Arroio do Sal e outras praias menores. Todas elas tem áreas destinadas a prática do esporte, mas são insuficientes, tornando-se verdadeiras armadilhas para surfistas e banhistas.

 

As praias mais seguras:

Tramandaí/Imbé: da Plataforma até o fim do calçadão de Imbé.
Capão/Atlântida: da Plataforma até o fim do calçadão de Capão
Torres: é livre de redes de pesca.

 

QUALQUER rede de pesca, fixa ou móvel, fora da área destinada para este fim, deve ser retirada imediatamente do mar. A PATRAM (Patrulha Ambiental) é o órgão responsável pelo patrulhamento na orla gaúcha, e deve ser acionada através do DISK DENÚNCIA: 181. É bom ter também na agenda do celular, o contato da FGS (Federação Gaúcha de Surf) órgão que gere o esporte no estado, e que tem contato direto com o governo estadual. FGS: 7812.6317 (Orlando Carvalho) – Mas o mais importante é o nosso patrulhamento. Nem pense duas vezes, DENUNCIE!!!

Postado por Ki Fornari

Depois da ressaca, findi deve ter ondas pequenas

12 de março de 2010 0

Sexta-feira de ondas perfeitas na faixa de 0,5m de tamanho/Ki Fornari

Depois de praticamente uma semana inteira de ondas grandes na costa sul do país, a ondulação voltou a declinar na região. A velocidade com que as ondas diminuíram nas últimas 24hs, deixa a sensação de que o final de semana será de ondas ainda menores do que os principais gráficos previam.

 

Na manhã de quinta-feira, algumas ondas ainda quebravam com tamanho perto dos 2m de altura, mas no final da tarde mal passavam de 1m. A sexta-feira começou com ondas na faixa de 0,5m, já com pequena influência do quadrante sul, uma pequena “baforada” de ondulação, prevista nos gráficos.

 

O sábado deve manter uma vala surfável, mas com tamanho não superior a 0,5m de altura. Aliás, o sábado deve começar com ventos bem fracos, ainda do quadrante sul. A direção terral, deve garantir ondas com boa formação. Para a tarde, o vento deve aumentar a intensidade e virar para o quadrante norte.

 

O domingo terá ventos do quadrante norte e ondas pequenas. O vento pode soprar terral, com direção pouco comum no litoral sul do Brasil: noroeste. O problema será a baixa consistência da ondulação, indicada nos gráficos pelo inexpressivo período de 3 a 4 segundos na maior parte do dia.

 

O tempo fica bom no sábado, com sol e poucas nuvens. No domingo, a nebulosidade aumenta, mas não deve chover. Na segunda-feira, nova ondulação do quadrante sul passa  a atuar na costa gaúcha, promovendo melhores condições para o surf, no meio da semana.

 

Acesse twitter.com/kifornari e confira fotos diárias das ondas, comentários sobre o mundo do surf e a vida no litoral norte do Rio Grande do Sul.  

Postado por Ki Fornari

Risco de nova ressaca alerta quiosqueiros

08 de março de 2010 1

O quiosque da Tia Tereza já reforçado para esperar a ressaca/Ki Fornari

Depois da última ressaca no litoral gaúcho, há duas semanas, onde diversos quiosques foram levados pela maré, o clima é de apreensão. Isto porque nova ressaca deve atingir a costa gaúcha nas próximas horas e, dependendo da força com que o ciclone subtropical (denominado assim por suas características), em alto-mar, atuar em direção ao litoral sul-brasileiro, o risco de novas destruições pode ser grande.

Pela grande distância deste ciclone em relação à costa, o litoral do Rio Grande do Sul deve receber ondulação bem alinhada, com direção predominante de leste e ápice indicado entre a manhã e a tarde de terça-feira. Porém, a previsão é de que a maré tenha seu ponto mais cheio as 2h30 da madrugada, mais ou menos no horário crítico da ressaca passada.

Para se precaver de nova ameaça, alguns quiosques ainda de pé nas areias de Capão/Atlântida, providenciaram escoras de madeira, como reforço para tentar conter a fúria do mar. No quiosque 23 (foto) da Tia Tereza (onde compro milho há 20 anos), o gerente Paulo, não conseguia esconder a preocupação. “O caminhão que leva o quiosque embora da praia, só pode fazer o serviço na quarta-feira, então precisamos estar preparados”, afirma. Somente uma empresa realiza a remoção dos quiosques, por isso a demora pra quem está na fila de espera.

A central de meteorologia da RBS alerta para a alta temperatura do mar próximo a costa, e o quanto isso pode influenciar na força do vento no momento mais crítico. Além disso, o vento necessário para afastar o ciclone da costa, pode não apresentar a força ideal para isso. A força do ciclone e todas estas variáveis vão determinar a força do vento e o  tamanho das ondas.

Estou de olho por aqui, atualizando o blog, o twitter (twitter.com/kifornari) e os boletins na Atlântida, informando as principais mudanças no tempo e nas ondas.

Aloha!

Postado por Ki Fornari

Catarinense Pro em grandes ondas na Joaquina

08 de março de 2010 0

O catarinense Jean da Silva foi um dos atletas que chegou ao dia decisivo em Floripa/Basílio Ruy / Fecasurf

Nesta segunda-feira (08/03), rolam as baterias finais da 1ªEtapa do Circuito Catarinense de Surf Profissional. A Praia da Joaquina, em Florianópolis, amanheceu com mar grosso e ondas grandes, algumas chegando aos 3m de tamanho.

 

A grande final da competição está prevista para as 11hs da manhã desta segunda. Clique Aqui e acompanhe o evento AO VIVO.

Postado por Ki Fornari

Taj Burrow sai na frente do mundial 2010

05 de março de 2010 0

Taj Burrow comemora vitória nos braços da torcida/Divulgação ASP

O australiano Taj Burrow venceu nesta sexta-feira, a primeira etapa do Circuito Mundial de Surf, realizado em Snapper Rocks, tradicional pico da Gold Coast australiana. Na final, em ondas irregulares de até 1m de tamanho, Burrow derrotou o sul-africano Jordy Smith, que chegou a meter medo no campeão no início da bateria.

 

O paulista Adriano de Souza foi o melhor brasileiro na competição. Mineirinho foi derrotado nas quartas-de-final, exatamente pelo campeão do evento, finalizando na 5ª colocação.

 

A próxima etapa do ASP World Tour acontece em Bells Beach, Austrália, no final do mês de março.

 

Clique Aqui e confira os resultados completos do Quiksilver Pro Austrália.

Postado por Ki Fornari

World Tour começa quente em Snapper Rocks

02 de março de 2010 0

Adriano de Souza teve boa participação na estreia em 2010/Divulgação ASP

O Circuito Mundial de Surf deu a largada no último final de semana, em Snapper Rocks, Austrália. A etapa inicial do Tour 2010, vai revelando as novas caras da elite mundial e confirmando o favoritismo daqueles que já vem embalados da temporada passada.

 

Na primeira fase da competição, os principais cabeças-de-chave confirmaram boas atuações, com destaque para o eneacampeão mundial Kelly Slater, que emplacou o melhor somatório da fase, com 17.77 de 20 pontos possíveis. Mick Fanning, Joel Parkinson e Bede Durbidge também avançaram ao terceiro round, enquanto Taj Burrow e os irmãos Hobgood, também favoritos, tiveram que enfrentar a repescagem.

 

Os brasileiros Adriano de Souza e Jadson André fizeram bonito, venceram suas baterias e também avançaram à terceira fase. Já os catarinenses Neco Padaratz e Marco Polo, amargaram duas derrotas seguidas e foram eliminados da competição. Neco teve boa atuação, mas não suficiente para derrotar o norte-americano Damien Hobgood na repescagem. Marco Polo teve pela frente um inspirado Jordy Smith. O sul-africano emplacou a melhor nota (9.93) e o melhor somatório da competição (17.86), não dando chances ao brasileiro.

 

Entre os estreantes que começaram na elite com o “pé direito” e venceram na primeira fase, além de Jadson André, estão o australiano Owen Wright, o norte-americano Brett Simpson e o havaiano Dusty Payne, todos classificados para os embates da terceira rodada. O tricampeão mundial Andy Irons (HAW), não teve boa atuação na sua primeira participação depois da volta a elite, mas recuperou-se na repescagem e também está na terceira fase. Além dele, Daniel Ross (AUS) e Patrick Gudauskas (USA) também garantiram vaga, vencendo na repescagem.

 

O Brasil já tem um representante garantido nas oitavas, pois Mineirinho e Jadson enfrentam-se na terceira rodada. A disputa abre a fase, e quem vencer estará bem na fita e perto das finais.

 

Clique Aqui e confira o link AO VIVO da competição.

 

Baterias da terceira fase:

1 Adriano de Souza (Bra) x Jadson André (Bra)
2 Taylor Knox (EUA) x Adrian Buchan (Aus)
3 Tom Whitaker (Aus) x Chris Davidson (Aus)
4 Taj Burrow (Aus) x Owen Wright (Aus)
5 Bobby Martinez (EUA) x Andy Irons (Haw)
6 Damien Hobgood (EUA) x Luke Stedman (Aus)
7 Dean Morrison (Aus) x Kai Otton (Aus)
8 Mick Fanning (Aus) x Brett Simpson (EUA)
9 Joel Parkinson (Aus) x Dusty Payne (Haw)
10 Fredrick Patacchia (Haw) x Kekoa Bacalso (Haw)
11 C. J. Hobgood (EUA) x Daniel Ross (Aus)
12 Dane Reynolds (EUA) x Jeremy Flores (Fra)
13 Bede Durbidge (Aus) x Luke Munro (Aus)
14 Kieren Perrow (Aus) x Mick Campbell (Aus)
15 Kelly Slater (EUA) x Patrick Gudauskas (EUA)
16 Jordy Smith (Afr) x Tiago Pires (Por)

Postado por Ki Fornari