Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Samba da UIM: ouça um concorrente

31 de outubro de 2010 28

Chega para o Blog Tamborim um dos sambas concorrentes no concurso do hino 2011 da União da Ilha da Magia.

Resultado sai dia 7. Bacana ver Sequinho do Cavaco, Marcio Dubom e Michel colocando o talento na roda.

 

Enredo: Cuba Sim Em Nome da Verdade

Compositores: Sequinho do Cavaco, Marcio Dubom e Michel
 
 




Palavra doce em poema ecoou

Um sonho de igualdade

A linda semente o poeta plantou

O povo se ergue gigante

Perante a cobiça e a exploração

Avante! Mãos dadas contra a tirania

“Ditada” pela opressão

Já é tempo de revolução

VEM COMPANHEIRO, VEM LUTAR

UM NOVO DIA VAI RAIAR

VALEU, FIDEL!

O SONHO NÃO VAI ACABAR!

Paraíso enfim revelado pra todos

“Cuba sim”, é a verdade de um povo

“Soy loco” por esse tempero

Sabor verdadeiro, eu quero provar

No esporte, medalha de ouro

Um grande tesouro, cultura sem par

Oh linda cubana “tropicana”, me leva no seu carnaval

Vou nessa “onda” de alegria, vou brincar

No cabaré, quero “deitar e rolar”

A consciência é arma na luta de cada guerreiro

Buscando uma nova era

Ninguém irá deter a primavera

EU QUERO CANTAR A MINHA ALEGRIA

TEM SALSA E MERENGUE, MINHA BATERIA

É NESSA VIAGEM QUE EU VOU TE LEVAR

SOU UNIÃO DA ILHA DA MAGIA



 

Bookmark and Share

Comentários (28)

  • Caio Fonseca diz: 1 de novembro de 2010

    Letra muito bonita, melodia empolgante, se botar esse vem vem vem que o cantor faz antes do refrão do meio vai sacudir. Meu preferido entre os 3, boa sorte!

  • Eduardo Lemos diz: 1 de novembro de 2010

    Srs. Compositores.

    O MERENGUE é a dança nacional DOMINICANA mas também conhecida em Porto Rico, Haiti, Venezuela e Colômbia, na qual um dos pés marca o tempo e o outro é arrastado no chão. As suas origem são crioulas, tendo sido levada pelos escravos da África Austral (Angola)[1], para os novos territórios das Américas, a sua primeira referência escrita data do século XIX. O estilo mais popular do merengue é habitualmente interpretado por um amplo conjunto de instrumentos que inclui vários saxofones, acordeões, trompetas e teclados, com vocalistas divertidos. Ao nível coreográfico, o merengue apresenta passos fáceis e rápidos, dançados por casais entrelaçados.

    O que tem haver MERENGUE com Cuba?

  • Marcio diz: 1 de novembro de 2010

    Caro Eduardo Lemos,

    Concordo em parte com o amigo mais devo lhe falr q o merengue surgiu de uma dança chamada Upa habanera (de havana, capital de cuba), na verdade merengue era um nome de um passo usado nessa dança.

    Entaum se upa habanera é de havana capital de cuba e o merengue surgiu dessa dança acho q tem ‘haver’ não é?

  • FAN: diz: 1 de novembro de 2010

    Perfeita a sua analise eduardo. Mas é preciso que se diga, que no enredo da União da Ilha, não falava de Merengue e sim da salsa, bolero, rumba, habanera e chachacha. Esse merengue que o compositor usou, não tem nada a ver com o enredo.

  • Marcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    Mais alguma explicações pq do merengue

    1. O estilo musical da republica Dominicana é o merengue, ainda que semelhante ao som cubano e haitiano.

    2. Cuba possui vários rítmos herdados de seus colonizadores como: salsa e merengue, influências africanas, rumba e principalmente o mambo que alega-se ser formado em Cuba por Orestes e Israel López (ex-integrantes da banda “Arcano y sus maravillas”) em 1938. E mais tarde foi modificado pelo famoso músico Dámaso Pérez Prado (considerado el rey del mambo) o qual separou os rítmos sincopados e o jazz pois dizia que era muito complicado de dançar o mesmo e partir de 1951 o mambo se popularizou por todos os mundos.

    Angela, obrigado pelo espaço e parabens pelo blog, um sucesso!!!

  • Merengueiro de Cuba diz: 1 de novembro de 2010

    Sr. Eduardo, no mesmo texto da Wikipedia, que não é fonte confiável que você consultou, diz o seguinte:

    Aparentemente essa última versão é a mais próxima da verdade. Entre 1838 e 1849, a dança chamada “Upa Habanera” (Upa de Havana) fez seu caminho no Caribe sendo bem-vinda em Porto Rico. Um dos passos desta dança era chamado de merengue e isso denominou a dança quando aportou em solos dominicanos.

    Portanto MERENGUE é também um dos passos da Upa de HAVANA, capital de CUBA.

  • Raphael Hardt diz: 1 de novembro de 2010

    Então Amigos, vários falaram de origens e histórias, na minha opinião aos compositores = se o problema está no merengue, façam uma “diligência” (troquem ou analizem esta palavra melhor) o SAMBA de todo está bem pra CIMA. Se este samba ganhar a nossa escola pode TROCAR a palavra merengue sem problema algum, saibam que é SAMBA pra ganhar heimmmm ?!?!?!?

    Se liguem historiadores, notaram a palhavra merengue e não opinaram ao resto do SAMBA…. Fuiiiiii….

  • Márcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    FAN, concordo com vc sobre merengue nao estar na sinopse mais vamos a um detalhe.

    Rgulamento do Concurso do Samba:

    ITEM III
    O Samba de Enredo poderá ainda ser descritivo e/ou interpretativo. Descritivo é aquele
    que relata minuciosamente o enredo. Interpretativo é aquele que conta o Enredo sem fixar-se em
    detalhes, mas contendo implicitamente, a idéia e o espírito das principais passagens do Enredo.

    Portanto, o Enredo fala das danças e citou algumas, não todas. Isso quer dizer que esta implícito.

  • João Vitor diz: 1 de novembro de 2010

    Floripa é sempre isso aí, quando surge um samba um pouquinho melhor que a média começam a procurar uma palavrinha (que pode ser mudada com facilidade: tem salsa e bolero ou tem salsa e habanera, minha bateria) pra malhar. Foi assim na Protegidos, na Coloninha, agora na UIM. Parabéns pros compositores que estão disputando com uma obra de qualidade que, se não é perfeita, pode sofrer ajustes, pois no conjunto dá um banho de bom gosto e qualidade musical. Leve, diferente, sem arrastar, gostoso de ouvir, sem ideias confusas.

  • Márcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    Só continuando mais alguns detalhes de pesquisa.

    Favor nao reperar na tradução pois o site esta em inglês e o google traduziu.

    História de Merengue
    Parte 1: A dança em todo o Caribe

    Em Porto Rico, Cuba bandas introduziu a upa em torno de 1842, que mais tarde ficou conhecido como o merengue. Uma variante danza contendo elementos Africano, a maneira diferente em que se dançava conseguiu rotulados como “influência corrupta” pela elite local. As leis foram rapidamente passou, onde as pessoas foram multados e presos por entregar-se ele. Sob extrema pressão, como, merengue Porto Rico morrido dentro de quarenta anos. Mas ele teve o último a rir – os sapatos foram finalmente preenchida pelo merengue dominicano.

    Tanto a Colômbia ea Venezuela desenvolveram suas próprias versões, desde o final de 1800, através de um pico em 1930. Foram realizados mais nas zonas costeiras, que sugere uma influência externa, mas suas origens precisas permanecem obscuros. O mereng Haiti surgiu para a existência como um derivado contradança local na década de 1850, e é sem dúvida uma das mais antigas formas de merengue.
    Fonte:http://www.salsa-merengue.co.uk

    Soh para finalizar existe meregue ate do haiti.

  • Márcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    SOh para finalizar esta discussão e colocar um ponto final.
    Se seguir o pensamento de vcs posso dizer que a salsa não é cubana e sim americana ou porto riquenha, de acordo com o texto abaixo.

    “Apesar de ter raízes na ilha de Fidel Castro, a salsa surgiu em Nova York na década de 60. Foi o músico porto-riquenho Izzy Sanabria quem teve a idéia de unir vários ritmos cubanos ao jazz para criar um som que agradasse aos imigrantes de língua espanhola que viviam nos Estados Unidos.”

    Mais uma vez obrigado Angela.

  • Eduardo Lemos diz: 1 de novembro de 2010

    Merengueiro de Cuba! Em que parte do enredo se fala em MERENGUE?

  • Sandro Roberto diz: 1 de novembro de 2010

    Gostei desse samba… Forte candidato! Só que o “Cuba sim” pegou mal! rsrsr

  • FAN: diz: 1 de novembro de 2010

    Caro merengueiro de cuba, volto a repetir, li o enredo da União da ilha, como li outros enredos. Em nenhum momento é citado o nome do ritmo merengue e sim dos ritmos que nasceram em Cuba, o que não é o caso. O Samba é bom e pode até vencer, mas certamente terão de retirar essa parte, pois ela está fora do enredo. Por falar em enredo só tem dois sambas que estão rigorosamente seguindo o que pede o Autor.

  • Márcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    Concordo com o Joao Vitor e Rafael e com o que diz o regulamento.

    O samba pode sofrer alterações para estar dentro do Enredo.
    Todas os comentarios anteriores foi para mostrar que existe tbm o merengue cubano.

    Mas como disseram eles tbm, pq nao comentam o resto do samba?

    Oh Sandro, vamos tomar um Cuba? Sim!

    Abraço

  • Marcio Mello diz: 1 de novembro de 2010

    Por falar em CUBA e RUN… me faz lembrar de Pai Calibrina… não sei pq!!!!

  • Sandro Roberto diz: 1 de novembro de 2010

    Ah Márcio só faltou a pinissilina no Samba!!! Aí o enredo já não seria mais Cuba e sim Calibrina de Ogum!

  • Marcelo diz: 1 de novembro de 2010

    Samba bom…Muito bom mesmo!!!Vamos ver os d +++++++++ Estou com esse por enquanto!!!

  • Marlon diz: 1 de novembro de 2010

    Sem duvida o melhor dos sambas mostrados até aqui, agora temos que ver os demais!!!Esse samba é muito lindo…Muito bom mesmo!!!

  • Davizim diz: 2 de novembro de 2010

    Opa! Já estão falando em trocar palavras, em samba campeão e não sei mais o que. Deixem o concurso rolar.. acho que devemos mais é torcer para qual mais gostamos e deixar o resultado pra depois.
    Toda a crítica é válida também. Quem quiser criticar uma só palavra, comentar o samba todo, enfim..
    FAN, quais seriam os dois sambas dentro do enredo? Você ouviu os 28? Oo
    Sim Marcio, a Salsa não é originária de Cuba, mas teve grande importância. Já não vejo o mesmo com o Merengue.. não é tão marcante quanto outros ritmos na ilha. E como já disseram por aqui, não está no Enredo. E mais, tanta coisa no Enredo, tantos ritmos, tantas palavras, tanto assunto que, realmente, na minha opinião é claro, não deveria ser utilizado o merengue no samba. Mas vai do compositor, criatividade, opinião e modos de compor, cada um tem o seu.
    João Vitor, não importa se aparece um samba melhorzinho, um samba ruim, etc. Toda crítica é necessária, ainda mais quando se trata de Enredo. O carnaval daqui sempre foi bagunçado e, conheço muitos sambas cantados na avenida que estiveram bem por fora do enredo. Pra que serve o Enredo então? Por que chama-se samba-de-enredo? Deveriam então, aplicar apenas um tema e deixar o conteúdo por parte da criatividade do compositor, já que a adequação ao enredo, parecem não querer que seja questionada ou avaliada.
    Ouvi outros sambas em outro site e gostei muito de 3 sambas: do Júlio Maestri (mas achei a letra um pouquinho aquém a melodia), do Guilherme Partideiro (onde é utilizada umas figuras de linguagem bastante interessantes, porém é um samba diferente, bem descritivo e cronológico), e ainda o samba do Emerson Brasa (adorei a letra, mas achei a melodia, digamos, mais padrão, comum. Porém é um samba altamente atrativo).
    PS: quis apenas opinar também e entender melhorar o comentário dos amigos. Espero que não me tenham entendido como ofensivo em algum momento.
    Muito Axé pra esse povo cubano e pra nós brasileiros que aos poucos estamos caminhando pra uma mesma igualdade social.
    Abraços

  • Davizim diz: 2 de novembro de 2010

    Tanto papo desenrolou e o que interessa mais nessa página é o comentário sobre este samba, do sequinho e companhia. Achei um samba muito bom e de fácil entendimento. Só achei os outros que citei antes, mais interessantes, eu diria, com uma “pitada” a mais.
    Parabéns aos compositores! To achando todos os sambas até aqui diferentes uns dos outros, e bastante criativos. Com certeza os jurados terão uma missão muito espinhosa pela frente. Arrisco dizer que a União vem este ano com o samba mais forte da cidade. Este tema é sim, fantástico!

  • Carolina diz: 2 de novembro de 2010

    Samba muito gostoso. Dos que ouvi é o melhor na minha opinião. Tem um refrão muito bom, fácil de cantar e gostoso de ouvir. Acho que pode disputar com os sambas de RJ e SP, vamo esperar para ver!!!!

    “EU QUERO CANTAR A MINHA ALEGRIA
    TEM SALSA E MERENGUE, MINHA BATERIA
    É NESSA VIAGEM QUE EU VOU TE “

  • Eduardo Lemos diz: 2 de novembro de 2010

    Valeu Fidel? Cante isso para um Cubano!

  • Márcio Mello diz: 2 de novembro de 2010

    Sr Eduardo,

    Começo a achar que o Sr quer eh IBOPE.

    Faz assim, qdo tiver um novo concurso para samba enredo faça um ai vamos ver se vc é bom tbm.

  • marcio Mello diz: 2 de novembro de 2010

    Angela, só para lembrar que nosso samba tbm foi gravado pelo Leonardo Bessa.

    Obrigado.

    Valeu o registro. Obrigada.

  • Elaine Alves diz: 2 de novembro de 2010

    Sem duvida esse é o melhor de todos apresentados até aqui. Seria muito legal se a Escola disponibilizasse todos os sambas em seu site, para podermos analisar. Esse é forte candidato ao titulo, muito bom!!!

  • Dirlei diz: 2 de novembro de 2010

    Enredo maravilhoso!!! Li e reli, fantástico!!! Esse samba é simplesmente o melhor até agoa, como já foi colocado aqui, será bom a escola colocar todos os sambas no site. Esse samba é disparado o melhor apresentado até agora, não sei os demais, por isso a importância de colocar todos. Tanto é o melhor que é o mais comentado…Falem bem ou falem mal mas falem de mim…+++++++ou menos isso!!!!!

  • edinho diz: 2 de novembro de 2010

    cantar cuba é muito dificil mas esta turma coseguiu, o samba contem rima , melodia e com um ritmo empolgante

Envie seu Comentário