Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bloco Vermelho e Branco: confira regulamento do concurso de samba

09 de outubro de 2011 10

Diretoria do Bloco Vermelho e Branco pede divulgação do regulamento do concurso que irá escolher o samba 2012: 

- Os sambas concorrentes deverão ser entregues até o dia 17 de outubro de 2011, para o organizador do concurso, Nelson Passos (48) 9625-8668;

- O samba concorrente deveré ser entregue com um cd de áudio do samba e 5 cópias da letra;

- O áudio pode ser caseiro, “gravador”, com cavaco e voz, não será analisada a qualidade da gravação e sim a obra: letra, melodia e adequação ao enredo;

- O processo de escolha será interno com os respectivos jurados: autor do enredo, diretor musical e mais três integrantes da diretoria executiva do bloco;

- A escolha será realizada no dia 19 de outubro de 2011, no Clube Corinthians;

 - A divulgação do resultado será no mesmo dia através da imprensa, será anunciado apenas o primeiro lugar, e os nomes de todos os participantes conseqüentemente;

 - Todos os participantes receberão uma planilha com a colocação geral;

 - O valor da premiação é de R$ 800,00 (oitocentos reais).

 

Sinopse

Título: TEMPOS DE LIBERTAÇÃO

Autor: Sandro Roberto de Oliveira

 

“Liberdade, essa palavra que o sonho humano alimenta que não há ninguém que explique e ninguém que não entenda” (Cecília Meireles)

 Talvez seja a liberdade o maior dos anseios do homem!

Vem do antigo Egito a inspiração de liberdade. Tão sonhada pelo povo hebreu escravizado no antigo Egito, um dia se concretizou pela liderança de Moisés através do êxodo no deserto em busca da terra prometida.

A Liberdade já foi o anseio do artista, que pintava sua arte nas igrejas medievais, pois a lei não o permitia exerce-la em outro lugar que não fosse em lugar sacro. Mas o artista queria ganhar as ruas, o povo!

O povo que saído da África em navios tumbeiros, teve sua liberdade negada por conta da ambição de uma minoria. Escravizados, almejaram a liberdade a qualquer custo. Surgiram guerreiros em nome da liberdade, entre os quais Zumbi dos Palmares, o ícone da resistência negra. Vieram para um lugar onde já existiam homens livres em harmonia com a natureza: os índios!

O ideal da libertação moveu os sentimentos daqueles que, descontentes com o sistema, buscaram inconfidentes a independência do Brasil. Iluminados, quiseram também a liberdade.

Foi de dentro das fábricas que um dia, ardendo pelo fogo da opressão, vozes femininas gritavam e gemiam, mas não perderam o desejo de se libertarem. O fogo silenciou suas vozes, mas não calou o ideal de libertação. Mulheres guerreiras que mudaram o mundo!

Em nome da liberdade, destemidos cangaceiros desbravaram o sertão, pois cansaram da prisão do dia a dia. É Lampião quem conduz seu grupo para uma vida livre das convenções.

Abaixo a Repressão! O povo brasileiro deu um basta à ditadura militar. Quis ser livre, não tendo medo de se expressar, nem de ir e vir!

Mas é carnaval! E agora o povo tem a liberdade para extravasar! Quer ser livre para se divertir e esquecer os problemas da vida! E o nosso bloco convida a todos para fazer parte dessa grande manifestação popular onde a palavra de ordem é ser livre!

 

 

 

 

Bookmark and Share

Comentários (10)

  • Karoline diz: 9 de outubro de 2011

    Será que teremos samba de juninho zuação, fred e conrado? boa chance, vai vir sambão!!

  • Digão diz: 9 de outubro de 2011

    fico peladão na figueira da praça xv se um deles não concorrer

  • Dona Juju da Mariquinha diz: 9 de outubro de 2011

    Mais um enredo bonito do Vermelho e Branco, estão se especializando nisso, meus parabéns. Imagina esse enredo numa escola. Dona Juju gostou!!

  • Meirelles diz: 9 de outubro de 2011

    Pô, pelado na praça xv…mas também acho que tem um aí que vai se inscrever sim é só esperar para ver os parceiros.

  • leo diz: 10 de outubro de 2011

    Será que teremos compositores da velha guarda competindo? tem um ai que esse ano veio com tudo, ele tem um parceiro forte a sua volta um homem do mar, mestre das rimas, acho que não! o premio é pouco, se ganham já visse né ,vai vir ataque de tudo que é jeito, tomara que eles concorram e gravem no Rio pois la é bem baratinho, quem sabe se dessa vez eles coloquem o Dominguinhos do Estácio pra cantar, eles tem moral pra isso, to pagando pra ver mais um capítulo dessa novela. Os baluartes venceram numa escola contra tudo e contra o inesperado, mas foram brilhantes e estão mordidos, vamos lá velinhos, o vermelho e branco espera por vocês.

  • Rafael diz: 10 de outubro de 2011

    É lamentável ver gente querendo concorrer pensado não no samba ou na entidade, mas só em derrubar um ou outro, se vingar desse ou daquele. Isso é simplesmente ridículo, uma mancha inaceitável em muitas biografias. Tem gente que vai ser lembrada pra sempre por esse papel ridículo de psicopata.

  • marcos luiz diz: 11 de outubro de 2011

    tire a máscara, coisa feia mandando recadinho. senhor esperança, que foi aquilo diferente? isso sim vai deixar uma grande mancha…

  • tonico diz: 11 de outubro de 2011

    Gostaria de saber da diretoria do vermelho e branco se eu posso escrever um samba que fiz para um bloco, posso copiar e colocar a mesma cabeça, ou um refrão igual, queria só mudar o nome pra vermelho e branco, posso? ou é plágio?
    será que terei que fazer um samba completamente diferente? Obrigado e aguardo a resposta.

  • Nelson Passos diz: 12 de outubro de 2011

    Tonico!!
    Em resposta a sua pergunta, acho que teríamos de analisar o que seria plágio. Plágio, segundo o dicionário Aurélio, é “Assinar ou apresentar como seu (obra artística ou científica de outrem)”. A origem etimológica da palavra ilustra o conceito que ela carrega: vem do grego (através do latim) ‘plagios’, que significa ‘trapaceiro’, ‘obliquo’. Sendo assim penso que plagio é a obra na sua totalidade.

    Nelson S. Passos Filho
    Diretor

  • carnavalesco diz: 12 de outubro de 2011

    na minha opinião, plágios acontecem quando uma obra musical tem oito compassos idênticos em uma melodia, seja na parte inicial ou em outra parte qualquer.

Envie seu Comentário