Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Resultados e tabelas do futebol amador de Joinville

21 de abril de 2017 0

O futebol amador teve movimentação em Joinville neste feriado de sexta-feira e voltará a ter jogos no domingo. As partidas do feriado e do fim de semana são válidas pela Copa São Luís e pela Copa Preto 100 Preconceito, que estavam há um mês e meio sem jogos em razão das chuvas. Por este motivo, é preciso jogar na sexta e no domingo. Veja a tabela abaixo

6ª Copa São Luís
4ª rodada
Campo do 7 de Setembro
Sexta – 14 horas

Nova Brasília 2 x 1 Atlético Pirabeiraba
18 horas
Amigos FC 0 x 3 Atlanta
Domingo – 8 horas
Paraíso x São José
10 horas
Armênio x 1º de Maio/Black Pearl

4ª Copa Preto 100 Preconceito
1ª rodada
Sexta-feira – 9h30
Kaeyra 2 x 1 Tupizinho/Nova Brasília
11 horas
Amigos do 23 de Agosto 2 x 1 Petrópolis
13h45
Preto 100 Preconceito 2 x 2 Unidos do Morro do Meio
15h15
SCI/Baterias Enerfree/Arena Silva 1 x 3 Morro do Meio

2ª rodada
Domingo – 8h30
Morro do Meio x Preto 100 Preconceito
10 horas
Unidos do Morro do Meio x SCI/Baterias Enerfree/Arena Silva
13h45
Petrópolis x Kaeyra
15h15
Tupizinho/Nova Brasília x Amigos FC

Copa Norte define finalistas neste domingo

21 de abril de 2017 0
Foto: Yasmin Gracielle/Divulgação

Foto: Yasmin Gracielle/Divulgação

Neste domingo, às 15 horas, a Copa Norte de futebol amador vai definir ou confirmar seus finalistas. A correção na frase não é por acaso: Cruz de Malta (foto) e América estão praticamente classificados. Os jaraguaenses só serão eliminados numa improvável derrota por 10 a 0 para o Porto, de São Francisco do Sul. No jogo de ida, o Cruz de Malta ganhou por 9 a 0. Já o América, vencedor do primeiro duelo contra o Pirabeiraba, fora de casa, por 2 a 0, terá de cair sofrendo três gols – de diferença ou derrota por 3 a 1, por exemplo.

Copa Norte
Semifinais – Jogos de volta
Domingo – 15 horas
América x Pirabeiraba
(ida: América 2 a 0)
Cruz de Malta x Porto
(ida: Cruz de Malta 9 a 0)

Joinville tem campeões internacionais de Muay Thai

21 de abril de 2017 0

jean 3

Pouca gente sabe, mas Joinville tem dois campeões internacionais de Muay Thai. Os atletas Jean Marlon e Guilherme Soares levaram o título na cidade de Ayuthaia, na Tailândia, no mês passado, na disputa do campeonato amador. Atletas de países como Espanha, Portugal, Tailândia, Croácia, Rússia e Azerbaijão competiram no torneio. Joinville ainda conta com um vice-campeão desta disputa, Fernando Aguiar. O trio é treinado pelo professor Júnior Aguiar, da Júnior Aguiar Team (foto).

JEC em campo pela Copa SC júnior

21 de abril de 2017 0

IMG_5366-740x493

O Joinville, líder da Copa Santa Catarina de futebol júnior com 100% de aproveitamento, tenta neste sábado manter o bom desempenho. O Tricolor recebe o Metropolitano, às 15h30, no CT do Morro do Meio. Enquanto o JEC venceu as quatro partidas disputadas, os blumenauenses estão na sexta colocação, com duas vitórias e duas derrotas.

Definido apito para JEC x Brusque

21 de abril de 2017 0

22726085

Bráulio da Silva Machado (foto) será o árbitro do último jogo do JEC no Campeonato Catarinense de 2017. Ele estará no comando da partida deste domingo, às 19 horas, contra o Brusque, na Arena Joinville. Diego Leonel Félix e Alexandre de Medeiros Lodetti serão os assistentes. Bráulio apitou a vitória do Joinville sobre o Criciúma, o returno, por 1 a 0, na Arena.

JEC renova com zagueiro para a Série C

21 de abril de 2017 0

IMG_1521

Após definir a saída de jogadores como o lateral Lucas Mota e o meia Diego Viana, o Tricolor confirmou que irá renovar o contrato do zagueiro Henrique Mattos (foto), outro atleta com vínculo terminando no fim do Catarinense. Na avaliação do departamento de futebol, o jogador teve bom desempenho durante o Estadual e tem condições de permanecer no elenco que jogará a Série C do Brasileiro, a partir de 14 de maio.

Joinville vence mais uma na Liga Ouro

20 de abril de 2017 2

Basquete

O basquete de Joinville conseguiu a sétima vitória em 11 partidas na Liga Ouro de basquete. A vítima da noite desta quinta-feira foi novamente o Blumenau, adversário que já havia perdido dois outros jogos, em Blumenau. O triunfo dos joinvilenses aconteceu no Centreventos Cau Hansen e teve placar de 78 a 74. Joinville venceu três dos quatro períodos da partida (20 a 17, 13 a 11, 21 a 20 e 24 a 26).

O ala/armador Vezarinho brilhou na partida ao marcar 18 pontos. Jefferson Socas (foto), autor de 15 pontos e dono de seis rebotes, também se destacou. Maxwell, 15 pontos, e André Bambu, 13, colaboraram para a confirmação da vitória.

Com o resultado, o Joinville se mantém na terceira colocação da competição. O próximo jogo será fora de casa, contra o Brusque, na próxima quarta-feira, às 20 horas. No sábado (29), às 18 horas, ocorrerá o retorno ao Centreventos em duelo contra o Botafogo.

JEC tem três reforços fechados

20 de abril de 2017 1

Eliomar

Por enquanto, três atletas estão contratados e devem se apresentar na próxima semana: o meia Eliomar (foto), do Brusque (ex-Chapecoense); o lateral Léo, do Novo Hamburgo (virá se o Novo Hamburgo não for à final do Gauchão); e o atacante Thiago Alagoano, do Cruzeiro-RS.

Dois jogadores já deixaram o JEC

20 de abril de 2017 1

Dispensados

Dois jogadores já deixaram o JEC. O lateral Lucas Mota (D) e o meia Diego Viana (E) tinham vínculo até o fim do Catarinense. Rescindiram e não fazem mais parte do elenco. Os dois jogadores só atuaram contra o Inter de Lages, na derrota por 4 a 1.

OPINIÃO - É preciso questionar na reunião do conselho do JEC

20 de abril de 2017 2

images

A reunião do conselho deliberativo do Joinville está marcada para a próxima terça-feira, às 19 horas, na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL). Nesta quinta-feira, a direção do conselho esperava o envio dos balanços fechados a todos os conselheiros para avaliar as contas da direção executiva. Um e-mail circulou cobrando a entrega destes números. No entanto, a entrega dos relatórios ainda não aconteceu. Por enquanto, as contas só chegaram às mãos do conselho fiscal. Segundo apuração do blog, no relatório, há ressalvas relevantes e urgentes sobre as finanças da atual gestão tricolor.

O encontro entre os conselheiros deve ter duras cobranças à diretoria executiva. Uma delas é a não entrega destes balanços auditados. Os conselheiros querem entender o porquê de tanta demora ou tanto mistério em relação aos números – muitos até questionam se há algo errado para a direção tricolor ter esta postura. Outros questionamentos são em relação ao orçamento do ano. Perguntas que serão levadas ao encontro: o que houve com as receitas da Copa do Brasil? Elas não seriam suficientes para quitar os débitos com atletas e fornecedores ou ao menos garantir o pagamento parcelado por meio de acordos?

Ausências
Dois conselheiros importantes informaram que estarão ausentes na reunião de terça-feira: o desembargador Ricardo Roesler e o ex-diretor de marketing Cristian Bonezzi. Os dois foram acusados por Jony, há quase dois meses, de terem criado um boicote para derrubá-lo da presidência. O caso seria discutido em reunião extraordinária, acabou adiado, e, neste novo encontro, os dois não poderão dar sua palavra por causa de compromissos particulares.

Opinião
Há uma semana, o blog apontou a necessidade de se ter mais clareza em relação às contas do JEC (leia aqui). O presidente Jony Stassun, inclusive, chegou a ficar chateado com as críticas, mas ele continuará sendo alvo delas enquanto permitir brechas ou erros como este. Qual é o problema de apresentar as contas aos conselheiros? Qual é o motivo para tanta demora? Se o orçamento do Joinville está ameaçado nesta temporada – o corte do fornecimento dos alimentos dá indícios deste cenário (leia aqui) – o caso é ainda mais grave e coloca em risco o futuro do clube.

O futebol, assim como em 2014 e 2015, novamente está escondendo alguns problemas internos. É tapar o sol com a peneira. O torcedor do JEC precisa ficar atento a questões como esta. Se há bons resultados dentro de campo, o mérito é da comissão técnica e da superintendência de futebol. O Joinville é como uma empresa qualquer. Num exemplo hipotético, o produto pode até vender, mesmo que outros setores não andem bem — distribuição, recursos humanos, marketing etc.

O risco começa a aparecer se questões fora de campo passarem a interferir dentro de campo. Se o orçamento está apertado, quem garante que não haverá atraso de salários, como aconteceu no ano passado? Aí, o futebol pode ser prejudicado justamente na competição mais importante da temporada, a Série C.