Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Da Coreia para o Japão

17 de janeiro de 2017 0
Popp assinou novo contrato na segunda-feira - Foto: Reprodução/Instagram

Popp assinou novo contrato na segunda-feira – Foto: Reprodução/Instagram

O meia Willian Popp, que deixou o JEC no ano passado para reforçar o Busan IPark, da Coreia do Sul, fez boa temporada e já tem novo destino. Na segunda-feira, o atleta assinou contrato com o Avispa Fukuoka, da Segunda Divisão do Japão. A equipe tenta retornar à Primeira Divisão após o rebaixamento na temporada passada da J-League.

Ao tomar conhecimento da transferência, alguns torcedores do Joinville questionaram se o Tricolor receberia algo pela transação por ser o clube formador de Willian Popp. Procurado pelo blog, o advogado do JEC, Roberto Pugliese Júnior, explicou que, neste caso, o Joinville não tem direito a nenhum percentual porque a transferência de Popp do Busan IPark para o Avispa Fukuoka aconteceu de maneira livre, sem compra.

Aperitivo 2

17 de janeiro de 2017 0
Camisa 3 será utilizada no Catarinense e na Primeira Liga - Foto: Divulgação/JEC

Camisa 3 será utilizada no Catarinense e na Primeira Liga – Foto: Divulgação/JEC

O Joinville apresentou nesta terça mais um pedaço das novas camisas que serão lançadas na quinta, em evento na Yelo Stage, a partir das 20 horas — veja outro detalhe das camisas aquiDesta vez, foi exibida a camisa de número 3, que deve ocupar o lugar da tricolor no começo da temporada – o uniforme número 1 será lançado apenas no Campeonato Brasileiro.

As vendas das camisas continuam ocorrendo de forma antecipada no site do JEC. Além da peça, o sócio ganha o direito de participar da festa de lançamento. O valor é de R$ 119,90.

Pode pintar

17 de janeiro de 2017 1
Grupo do JEC já teve 11 contratações - Foto: Divulgação/JEC

Grupo do JEC já teve 11 contratações – Foto: Divulgação/JEC

A busca por um substituto por Naldo pode estar mais próxima do fim, segundo a superintendência de futebol do JEC. Carlos Kila informou ontem à coluna ao blog que pode apresentar novidades ainda nesta terça. No entanto, o acerto se limita à contratação desta peça. O Joinville deve aguardar o início das competições – Catarinense e Primeira Liga – para avaliar se é preciso trazer mais reforços para estas disputas.

Recomeço

17 de janeiro de 2017 0
Equipe já começou os treinos - Foto: Diorgenes Pandini

Equipe já começou os treinos – Foto: Diorgenes Pandini

O basquete de Joinville se apresentou na tarde de segunda-feira, no Centreventos Cau Hansen, para o início dos trabalhos de olho na disputa da Liga Ouro, torneio de acesso ao Novo Basquete Brasil (NBB). A grande novidade da atividade foi a presença do pivô André Bambu, jogador que volta à cidade depois de dez anos. Ele deve ser um dos líderes desta jovem equipe.

Além de André Bambu, o Joinville acertou a contratação de outros dois pivôs: Adib e Moisés. No entanto, nenhum deles se apresentou. A chegada dos jogadores está prevista para quarta ou quinta-feira. De qualquer maneira, os dois estão confirmados e vão participar do torneio que tem início previsto para a segunda quinzena de março.

Desistiu
O São José dos Campos informou à Liga Nacional de Basquete que não irá participar da Liga Ouro. Agora, além do Joinville, apenas cinco times vão jogar o torneio. A tabela deve sair na próxima semana.

Além de Joinville, estão garantidos: Contagem (MG), Botafogo (RJ), Blumenau, Brusque e Santos (AP).

Aperitivo

17 de janeiro de 2017 1
Camisas serão apresentadas na noite de quinta-feira - Foto: Divulgação/JEC

Camisas serão apresentadas na noite de quinta-feira – Foto: Divulgação/JEC

A Vou no Jogo deve divulgar nesta semana algumas pequenas imagens da nova camisa do Joinville. Esta é uma delas. A ideia é incentivar a venda das peças e atrair, pelo menos, 500 pessoas no evento da próxima quinta, na Yelo Stage. Por enquanto, cerca de 120 camisas foram vendidas. Um vídeo do making of também deve ser lançado nas redes sociais ainda nesta semana.

Diretoria quase formada no JEC

17 de janeiro de 2017 0
Nomes devem ser confirmados em reunião do conselho na segunda-feira - Foto: Divulgação/JEC

Nomes devem ser confirmados em reunião do conselho na segunda-feira – Foto: Divulgação/JEC

O Joinville tem praticamente todos os nomes fechados para ocupar as vagas não preenchidas na direção do clube. No ano passado, esta foi uma das solicitações do conselho deliberativo, em reunião realizada em dezembro. O presidente Jony Stassun precisaria apontar os nomes até a próxima reunião, que ocorrerá na segunda-feira.

Na semana passada, o blog adiantou (leia aqui) que Alexandre Poleza e Roberto Pugliese Júnior estavam próximos de serem confirmados como diretores financeiro e jurídico, respectivamente. Os dois já aceitaram a proposta e aguardam apenas o anúncio de Jony.

Cristian Bonezzi, convidado para o marketing, também deve aceitar. Ele apenas quer confirmar se não terá nenhum conflito profissional.

O trio tem mostrado bom trabalho dentro do conselho deliberativo, nas comissões formadas para as áreas financeira e de marketing. As escolhas são naturais e mostram que o Joinville está cercado de bons nomes. Pugliese já vive o dia a dia do clube nos serviços que presta frequentemente à área jurídica. Poleza acompanha o dia a dia desde a semana passada. E Cristian fez grandes parcerias com o JEC por meio da AmBev.

A dúvida ainda fica no departamento de futebol. Por enquanto, o JEC não tem nenhum nome que possa comandar o setor. A carência não é de hoje: nos últimos anos, apenas profissionais contratados tocaram a área. Antes deles, só Nereu Martinelli, entre os anos de 2008 e 2012, quando só deixou o cargo porque passou a ser presidente. Este talvez seja o maior desafio: encontrar alguém para comandar o setor mais importante.

Em conversa com o blog, o presidente Jony Stassun confirmou que mantém o interesse de ter alguém como diretor de futebol. O mandatário do clube, no entanto, ainda não definiu este nome.

Nada além do previsto

14 de janeiro de 2017 0
Placar do jogo-treino ficou em 1 a 1 no CT - Foto: Divulgação/JEC

Placar do jogo-treino ficou em 1 a 1 no CT – Foto: Divulgação/JEC

Como era previsto, não é possível tirar nenhuma grande conclusão a partir do jogo-treino do Joinville na tarde deste sábado, no CT do Morro do Meio, contra o Paraná. Além da falta de ritmo da maioria dos atletas, o calor atrapalhou a dinâmica do teste – durante a atividade, que começou às 16 horas, os termômetros marcavam 33°, mas a sensação térmica era ainda maior. Por este motivo, o primeiro tempo aconteceu em ritmo lento, sem grandes finalizações ou jogadas trabalhadas.

O JEC começou a primeira etapa com: Jhonatan, Caíque, Danrlei, Max e Fernandinho; Luiz Meneses, Kadu, Juninho, Lúcio Flávio e Fabinho Alves; Ciro. 

Na primeira observação, chamou a atenção (negativamente) o desempenho do zagueiro Max, um pouco atrapalhado. Mas, como observa o começo desta avaliação, é cedo demais para tirar conclusões definitivas.

Com um pouco menos de calor na segunda etapa, o jogo-treino melhorou um pouco. Prova é que saíram os únicos gols da partida - Knapp marcou para o Tricolor e Matheus Carvalho empatou para o Paraná.

No segundo tempo, o técnico Fabinho Santos escalou: Matheus; Roberto, Igor, Henrique Mattos e Alex Ruan; Knapp, Jonathan, Mateus Silva, Aldair e Breno; Bruno Batata. 

Na avaliação do técnico Fabinho Santos, muito lúcida por sinal, faltou agressividade ao Joinville. Por outro lado, o comandante elogiou a disciplina tática dos atletas no teste.

O próximo e último jogo-treino do JEC será novamente contra o Paraná, às 16 horas, no Ninho da Gralha, em Quatro Barras.

Vendeu pouco

13 de janeiro de 2017 1

bdebb882-4d84-40da-a2c9-a3f636babd7b

O site especial com a pré-venda das novas camisas do JEC (leia mais aqui) teve bom número de acessos no primeiro dia em que esteve no ar. O número de compras, no entanto, não chegou a ser grande. Nos 20 primeiros minutos, saíram as 20 primeiras camisas. No restante do dia, o número não chegou a superar 30 peças.

A Vou no Jogo, empresa responsável pelo marketing do JEC e pelo site, acredita que as vendas vão aumentar assim que o evento marcado para o dia 19 se aproximar. O valor atrativo – R$ 119,90 – é outro trunfo. Ao todo, 500 camisas estão à venda. Elas serão reveladas no dia da festa, na Yelo Stage.

Melou

13 de janeiro de 2017 0
Grupo do JEC já teve 11 contratações - Foto: Divulgação/JEC

Grupo do JEC já teve 11 contratações – Foto: Divulgação/JEC

O acerto do Joinville, que estava encaminhado com um volante experiente e deveria ser confirmado até o fim da manhã de sexta-feira (leia aqui), não se confirmou. O superintendente Carlos Kila não quis entrar em detalhes sobre os motivos pelos quais a contratação não aconteceu. O fato é que o Joinville continua à procura de alguém para a posição que possa substituir Naldo, emprestado pelo Tricolor à Ponte Preta até o fim do ano.

Energia em Blumenau

13 de janeiro de 2017 1

00c168f8

Um ex-patrocinador do Joinville foi anunciado nesta sexta-feira como novo apoiador do Metropolitano: é a bebida energética Red Horse, do Grupo 101 do Brasil, do qual Rainor da Silva é o proprietário. Acostumado a fazer investimentos em times da região – no futebol amador, nos campeonatos de praia e até no JEC, em 2013 –, Rainor agora surpreendeu ao fechar a parceria com o Metrô.

O detalhe que chama a atenção foi a declaração dada pelo presidente do Metropolitano, Pedro Medeiros, que afirmou que os valores acertados “ficaram acima do que o clube pedia”. Em Joinville, nas redes sociais, a notícia deixou alguns torcedores aborrecidos. O fato é que Rainor chegou a ser conselheiro do clube, mas já não participa do dia a dia do Joinville desde o término do acordo de patrocínio.