Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Saiu a tabela

23 de fevereiro de 2017 0
Equipes representam a região Norte na disputa - Foto: Assessoria do JEC/Divulgação

Equipes representam a região Norte na disputa – Foto: Assessoria do JEC/Divulgação

Saiu a tabela da Liga Nacional de Futsal. JEC/Krona e Jaraguá serão os representantes da região Norte do Estado na competição. O primeiro a entrar em quadra será o JEC/Krona, que encara o Guarapuava-PR, fora de casa, no dia 1º de abril. O Jaraguá estreia no dia 14 de abril, também fora, contra o Carlos Barbosa-RS.

Os 19 participantes da Liga Nacional de Futsal jogam entre si na primeira fase em turno único. Os 16 melhores avançam para as oitavas de final do campeonato. Neste ano, vale apenas o índice técnico da primeira fase para definir os mandos de quadra e as vantagens aos times.

Jogos do JEC/Krona e do Jaraguá

 1ª rodada
1/4 – 20h15
Guarapuava-PR x JEC/Krona
14/4 – 19h15
Carlos Barbosa-RS x Jaraguá

2ª rodada
20/4 – 20h15
Jaraguá x Joaçaba
21/4 – 20h15
JEC/Krona x Flores da Cunha-RS

3ª rodada
28/4 – 20h15

Flores da Cunha-RS x Jaraguá
29/4 – 19h
Carlos Barbosa-RS x JEC/Krona

4ª rodada
4/5 – 20h15

Jaraguá x Magnus/Sorocaba-SP
5/5 – 20h15
JEC/Krona x Joaçaba

5ª rodada
19/5 – 20h15

Floripa Futsal x Jaraguá
Foz Futsal-PR x JEC/Krona

6ª rodada
26/5 – 20h15
JEC/Krona x Intelli-SP
Jaraguá x Assoeva-RS

7ª rodada
2/6 – 20h15
Floripa Futsal x JEC/Krona
Foz Futsal-PR x Jaraguá

8ª rodada
9/6 – 20h15
JEC/Krona x Assoeva-RS
Jaraguá x Corinthians-SP

 9ª rodada
16/6 – 20h15
Tubarão x Jaraguá
17/6 – 19h
Atlântico/RS x JEC/Krona

10ª rodada
23/6 – 20h15

Jaraguá x Guarapuava-PR

11ª rodada
1/7 – 19h
Concórdia x JEC/Krona
1/7 – 20h15
Marreco-PR x Jaraguá

12ª rodada
7/7 – 20h15
JEC/Krona x Corinthians-SP
Jaraguá x Pato Futsal-PR

13ª rodada
14/7 – 20h15
JEC/Krona x Pato Futsal-PR

14ª rodada
21/7 – 20h15

JEC/Krona x Minas

22/7 – 19h
Atlântico-RS x Jaraguá

15ª rodada
28/7 – 20h15
Jaraguá x JEC/Krona

16ª rodada
4/8 – 20h15

Tubarão x JEC/Krona
Copagril-PR x Jaraguá

17ª rodada
25/8 – 20h15
JEC/Krona x Magnus/Sorocaba-SP
Jaraguá x Intelli-SP

18ª rodada
31/8 – 20h15
Concórdia x Jaraguá
1/9 – 20h15
Copagril-PR x JEC/Krona

19ª rodada
8/9 – 20h15
Jaraguá x Minas
Marreco-PR x JEC/Krona

JEC pode antecipar planos

23 de fevereiro de 2017 0
Derrotas recentes fazem a direção do JEC reavaliar os planos - Foto: Divulgação/JEC

Derrotas recentes fazem a direção do JEC reavaliar os planos – Foto: Divulgação/JEC

A direção do Joinville estabeleceu como prioridade nesta temporada o retorno à Série B. A meta visa a recuperar os recursos perdidos neste ano para que o clube seja mais sustentável nas próximas temporadas. Para alcançar este objetivo, o Campeonato Catarinense virou laboratório.

A ordem era não investir nas contratações e apostar no comando do técnico Fabinho Santos, que teria a missão de conduzir uma equipe recheada de jovens para uma campanha minimamente digna no Estadual.

O problema é que a ideia não tem saído conforme o planejado. E já há movimentações de emergência para evitar que o JEC seja rebaixado à Segunda Divisão do Catarinense, fato que comprometeria todo o planejamento para o segundo semestre. A reportagem deste link informa que, em caso de novas derrotas, o Joinville irá, sim, trocar a comissão técnica e antecipará as contratações da Série C.

Nada disso estava no orçamento até maio, mas esta seria a medida preventiva contra um desastre.

A análise de Inter de Lages 4 x 1 JEC

22 de fevereiro de 2017 11
Atuação desastrosa teve uma sequência de erros - Foto: Divulgação/JEC

Atuação desastrosa teve uma sequência de erros – Foto: Divulgação/JEC

Se a atuação contra o Tubarão foi ruim, diante do Inter de Lages o JEC teve um apresentação desastrosa. O placar, por si só, já deixaria isso claro, mas é preciso observar com atenção o jogo para entender o que houve, especialmente com a defesa tricolor que, até a noite de quarta, havia passado mais da metade das partidas da temporada sem sofrer gols.

Segundo o técnico Fabinho Santos, a responsabilidade é dele. A estratégia teria sido errada por causa do posicionamento da defesa, orientada a jogar de maneira mais adiantada. Os gols mostram que, claro, houve erro de posicionamento especialmente da dupla de zaga formada por Danrlei e Max.

Some a isso uma partida muito fraca defensivamente dos laterais Lucas Mota e Alex Ruan e dos volantes Roberto e Renan Teixeira. Sim, se havia elogios ao sistema, nesta quarta a atuação foi digna de esquecê-los.

Observe a imagem do primeiro gol. Estão indicados os zagueiros Danrlei e Max. Os dois estão bem atrás da linha da bola. Com facilidade, o Inter de Lages chega ao ataque com a marcação apenas dos laterais e de Renan Teixeira. O gol é inevitável.

Sem título

No segundo gol, de escanteio, a bola passa por Renan Teixeira, Danrlei e chega a Vitor, que ganha de Max. Não bastasse isso, a bola sobra para Renato Camilo, que disputa com Jhonatan e ainda há a sobra para Michel Schmoller. Tudo isso numa bola parada. Max é o único que ainda tenta cortar enquanto Renan e Danrlei observam.

No terceiro gol, o contra-ataque é armado pelo goleiro Neto Volpi, que repõe a bola nas costas de Alex Ruan. Veja na imagem abaixo o posicionamento do lateral na hora que a bola chega a Enercino. Ele ainda é superado pelo atacante do Inter na disputa individual e ainda comete o pênalti.

Sem título

No quarto gol, a ligação direta do Inter arma o contra-ataque nas costas de Alex Ruan (assinalado), como é possível ver na imagem. Pelo fato de o JEC ter perdido a bola no ataque, o posicionamento não chega a ser absurdo, mas falta cobertura. Para piorar, na segunda imagem, Max (assinalado) marca a bola e não percebe a entrada pelo meio de Parrudo. Com tudo desarrumado, sai mais um gol.

Sem título

Sem título

Com tantos erros num mesmo jogo, a goleada estava desenhada. E poderia ter sido maior tivesse o Inter um pouco mais de capricho na segunda etapa.

Mudou o jeito

Outro fato fácil de ser observado na noite de quarta-feira: apesar do posicionamento à frente da defesa, em vez de valorizar a bola e trocar mais passes, o JEC decidiu investir na ligação direta. O mais fácil era aproximar as linhas, justamente por este posicionamento à frente da defesa.

Com o time mais em bloco, os erros de passe poderiam diminuir. Mas houve abuso dos chutões e de jogadas individuais, que culminaram em retomadas de bola velozes do Inter. A maioria dos gols sai em contra-ataques.

Em resumo: o Joinville não está jogando da mesma maneira das rodadas anteriores. Pelo contrário. Mudou o estilo e isso tem causado sérios problemas à equipe.

Sobre o ataque, é preciso fazer mudanças urgentes. Hoje, o setor é nulo. Ciro nada faz. Fabinho Alves caiu demais desde a saída de Caíque e nada contribui em termos de eficiência (gol). Alex Ruan rende adiantado, mas não funciona na primeira linha da defesa. Lúcio Flávio deixa a desejar por parecer sempre estar abaixo de uma boa condição física — talvez pela sequência de jogos. Fabinho Santos terá de reformular o setor, sob a pena de ser ainda mais castigado pelos resultados.

Rebaixamento

O torcedor tem todos os motivos para estar preocupadíssimo com a atual situação. Carrega o fardo de duas quedas seguidas e fica atormentado pela momento do Tricolor no Catarinense.

No entanto, de maneira sóbria, ainda não é possível cravar que este time só irá lutar contra a queda. A avaliação aqui é matemática. No ano passado, o Joinville terminou o turno com oito pontos, dois a mais do que soma este time. Ou seja, se vencer no sábado a Chapecoense, o JEC já termina o turno melhor do que em 2016.

Lógico que este time está longe de brigar por título como fez aquele ao conseguir a improvável vaga na final. Mas será preciso uma sequência de atuações ruins para cravar que o  JEC será candidato ao rebaixamento. Esta sequência teria de acontecer até o começo do returno.

Por enquanto, a equipe fez exibições equilibradas contra Avaí, Figueirense, Criciúma e Metropolitano. Começou a desandar diante de Tubarão e Inter de Lages. A conclusão é que só o tempo dirá qual é o Joinville que continuará no campeonato: aquele das primeiras rodadas ou este das duas últimas?

No fim, o que resta para o torcedor é acreditar que estas experiências, para o bem e para o mal, sirvam de lições para a Série C, assim como serviram ao Avaí no passado, que brigou para não cair no Estadual e subiu para a Série A logo depois.

Veja a tabela de jogos do JEC na Série C

22 de fevereiro de 2017 0
Rebaixados em 2016, JEC e Tupi se rencontram na terceira rodada - Foto:  Maykon Lammerhirt/ Agência RBS

Rebaixados em 2016, JEC e Tupi se rencontram na terceira rodada – Foto: Maykon Lammerhirt

Está definida a fórmula de disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. Apesar da vontade de alguns clubes, entre eles o Joinville, o regulamento não sofrerá alteração em relação ao ano passado. Ou seja, os 20 times serão divididos em duas chaves com dez. Eles jogarão entre si em turno e returno e os quatro primeiros de cada chave avançarão para o mata-mata das quartas de final. E é este mata-mata que definirá os quatro clubes que ascenderão à Série B.

A estreia do Joinville ocorrerá em Erechim (RS), diante do Ypiranga, no dia 13 ou 14 de maio. Na sequência, o Tricolor recebe o Volta Redonda-RJ, na Arena. Na terceira rodada, o adversário será o Tupi-MG, em casa, e na quarta rodada o JEC viaja a Ribeirão Preto para encarar o Botafogo-SP.

Acompanharam a reunião o diretor jurídico do JEC, Roberto Pugliese Júnior, e o diretor de marketing, Cristian Bonezzi.

Veja a tabela com os jogos do JEC abaixo

Grupo A
Moto Club-MA
Sampaio Corrêa-MA
CSA-AL
ASA-AL
Botafogo-PB
Cuiabá-MT
Confiança-SE
Salgueiro-PE
Remo-PA
Fortaleza-CE

Grupo B
Bragantino-SP
Botafogo-SP
Volta Redonda-RJ
Macaé-RJ
Tombense-MG
Tupi-MG
Mogi Mirim-SP
São Bento-SP
Ypiranga-RS
Joinville

1ª rodada
13/14 de maio

Ypiranga x Joinville

2ª rodada
20/21 de maio

Joinville x Volta Redonda

3ª rodada
27/28 de maio

Joinville x Tupi

4ª rodada
3/4 de junho

Botafogo-SP x Joinville

5ª rodada
10/11 de junho

Tombense x Joinville

6ª rodada
17/18 de junho

Joinville x São Bento

7ª rodada
25/26 de junho

Macaé x Joinville

8ª rodada
1/2 de julho

Joinville x Bragantino

9ª rodada
8/9 de julho

Mogi Mirim x Joinville

RETURNO
1ª rodada
15/16 de julho

Joinville x Ypiranga

2ª rodada
22/23 de julho

Volta Redonda x Joinville

3ª rodada
29/30 de julho

Tupi x Joinville

4ª rodada
5/6 de agosto

Joinville x Botafogo-SP

5ª rodada
12/13 de agosto

Joinville x Tombense

6ª rodada
19/20 de agosto

São Bento x Joinville

7ª rodada
26/27 de agosto

Joinville x Macaé

8ª rodada
2/3 de setembro

Bragantino x Joinville

9ª rodada
10 de setembro

Joinville x Mogi Mirim

Nesta quarta

21 de fevereiro de 2017 1

serie-c

O Joinville estará nesta quarta na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para discutir a fórmula de disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. O diretor jurídico do JEC, Roberto Pugliese Júnior, e o diretor de marketing, Cristian Bonezzi, representarão o clube no encontro. Além do arbitral, o JEC espera ter novidades a respeito do televisionamento do campeonato e de novas receitas para tornarem a disputa mais viável.

Pedido atendido

21 de fevereiro de 2017 0
Jogo será neste sábado de Carnaval - Foto: Marcio Cunha

Jogo será neste sábado de Carnaval – Foto: Marcio Cunha

O Joinville e a Chapecoense pediram e a Federação Catarinense de Futebol (FCF) atendeu: o jogo entre as duas equipes, marcado para sábado, às 10 horas, na Arena Joinville, agora ocorrerá às 19h30 do mesmo dia. A solicitação partiu do Joinville, que não concordou com a antecipação do duelo das 16 para às 10 horas a pedido do pay-per-view. Segundo o presidente do JEC, Jony Stassun, o horário das 10 da manhã é desumano (leia mais aqui).

O apito

21 de fevereiro de 2017 0

Eduardo Cordeiro Guimarães será o árbitro da partida entre Inter de Lages e Joinville nesta quarta, às 19h30, em Lages. Ele terá como assistentes Fabiano Coelho da Silva e Luiz Gustavo Ferreira de Souza. Eduardo não apitou nenhum jogo do JEC nesta temporada.

A lista de Lages

21 de fevereiro de 2017 0
Grupo fez último treinoi na manhã desta terça, no CT- Foto: Maykon Lammerhirt

Grupo fez último treinoi na manhã desta terça, no CT- Foto: Maykon Lammerhirt

O técnico Fabinho Santos divulgou nesta terça-feira a lista de jogadores relacionados do JEC para a partida contra o Inter de Lages nesta quarta, às 19h30, em Lages. As novidades em relação ao grupo que esteve em Tubarão  são as presenças do lateral Lucas Mota e do meia Diego Viana. As saídas foram do zagueiro Igor e do atacante Bruno Feliciano.

Relacionados para o jogo contra o Inter de Lages

  • Goleiros: Jhonatan e Matheus.
  • Laterais: Gustavo, Lucas Mota e Alex Ruan.
  • Zagueiros: Danrlei, Max e Henrique Mattos.
  • Volantes: Renan Teixeira, Junior Sutil e Roberto.
  • Meias: Breno, Lúcio Flávio, Diego Viana e Juninho.
  • Atacantes: Aldair, Gustavo Xuxa, Ciro, Fabinho Alves e Marlyson.

Jequeano brilha no Fifa 17

21 de fevereiro de 2017 0
Lucas Gonçalves, o craque do Fifa 17

Lucas Gonçalves, o craque do Fifa 17

O joinvilense Lucas Gonçalves levou o título do Fifa Ultimate Team Championship Series, campeonato entre jogadores do game Fifa 17 na plataforma do Playstation 4. Ele disputou a final da etapa de Miami, no Estados Unidos, e teve seis vitórias e apenas uma derrota. A conquista deu a Lucas a classificação para o Mundial de Fifa 17, em Berlim, Alemanha, no dia 20 de maio. O jovem de 18 anos ainda garantiu 20 mil dólares de prêmio.

Lucas ainda participou de uma finalíssima do Fifa Ultimate Team Championship Series contra outro brasileiro, Rafael Salles, campeão na plataforma do Xbox. Após dois jogos — um em cada plataforma —, Rafael levou a melhor e levou o título consolidado.

Detalhe curioso para a torcida do JEC: Lucas utilizou o símbolo do Tricolor durante as disputas em Miami.

Monitorando

21 de fevereiro de 2017 0
Aldair marcou três dos quatro gols do JEC na temporada - Foto: Maykon Lammerhirt

Aldair marcou três dos quatro gols do JEC na temporada – Foto: Maykon Lammerhirt

O blog procurou o presidente do Joinville, Jony Stassun, para saber se o clube reavalia a decisão de contratar mais atacantes para tentar suprir o problema. Jony informou que o departamento de futebol monitora nomes, mas, no momento, a maioria deles está empregado. De qualquer maneira, é um sinal de que o JEC tem chegado à mesma conclusão que aponta a reportagem publicada por “AN” — leia aqui.