Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Recepção da NFL supera gol de Messi e fatura prêmio de lance do ano

16 de julho de 2015 11

odell_beckham_al_bello_getty-640

A recepção de Odell Beckham Jr., WR do New York Giants, foi eleita com o lance do ano, superando o gol de Messi contra o Athletic Bilbao e outros destaques selecionados.

>> Divulgados os jogos da pré-temporada com transmissão para o Brasil

A intensão da premiação é valorizar feitos considerados tão bons que jamais seriam esquecidos.

O ESPYs é uma cerimonia de premiação anual, organizada pela ESPN Americana, que envolve diversos esportes e atletas. Além da premiação, o evento conta com apresentações de celebridades.

>> Confira o calendário completo da NFL

Além do prêmio de melhor jogada, a bola oval premiou outras categorias. A final entre Patriots x Seahawks, que decidiu o título do Super Bowl XLIX, foi eleita como o jogo do ano. Aaron Rodgers ficou com o prêmio de melhor jogador da NFL.

Assista aos lances:

Recepção de Odell Beckham Jr

Confira com a narração de Rômulo Mendonça, dos canais ESPN

Geralmente a NFL bloqueia o uso de vídeos em blogs, mas basta clicar novamente que você será redirecionado para o Youtube.

Assista ao gol de Messi.

Na ocasião, a própria NFL fez referência ao lance do WR do Giants:

Comments

comments

Comentários (11)

  • Fabio diz: 17 de julho de 2015

    Renan, eu devo ser o único no Estado que entra nesse Blog. E entrei só pra dizer. Isso é muito chato, e ninguém se interesse ou importa. Te cumprimento pela perseverança. Abraço.

  • João Carlos diz: 17 de julho de 2015

    Parabéns pelo trabalho! Até que enfim um blog descente gaúcho sobre futebol americano, esporte que mais cresce em popularidade no Brasil durante os últimos anos. Não sou praticante mas aprendi a admirar o esporte e toda a estrutura esportiva e de competição que existe na NFL. Aqui no Brasil já temos muitos times ativos e cada vez mais gente quer informação sobre o esporte. Continuem assim!

  • Ed diz: 17 de julho de 2015

    Legal. Gosto de esporte em geral. E o Rugbi? Rugbi é mais “honesto” e precisa de menos estrutura para crescer. Acho que o Brasil tem mais potencial com o Rugbi. Ou não? Uma partida de futebol americano tem mil paradas (não é tão dinâmico ao vivo no estádio) e a tela fica mandando e dizendo como a torcida deve torcer. Tomara que o futebol americano brasileiro não traga essa cultura sem graça dos estádios deles.

  • Bibiana diz: 17 de julho de 2015

    Parabéns pelo blog! Ele é ótimo! Sou fã de futebol americano e como o João Carlos, não sou praticante (mas gostaria) e aprendi as regras do jogo ao assistir aos jogos. Cada jogo é um aprendizado! Torço muito para que o esporte cresça e ganhe mais força no Brasil!

  • Aurélio Houaissiz diz: 17 de julho de 2015

    “DESCENTE”????? tá bom. E, com todo o respeito ao futebol americano, mas nem se compara à jogada do Messi, condução de bola em movimento com marcadores, ocupação de espaço ínfimo, objetividade na jogada em direção ao gol, dribles, cortes, visão de gol, mesmo encoberto, potência e calibração no chute. Fala sério. Concorreria se alguém tivesse feito um cruzamento e Messi colocado dentro da área, se levantasse e fizesse um gol de cabeça. É querer forçar para agradar. E o que dizer do lançador então, que atira a bola no “ponto futuro”? ah. fala sério!

  • nego véio diz: 17 de julho de 2015

    green bay na cabeça…

  • Renato Sperb diz: 17 de julho de 2015

    Que “Catch”!!! realmente foi a coisa mais bonita que vi nos últimos anos dentro da NFL.
    Quanto ao jogo propriamente dito. Adoro, sempre adorei. Melhor: sou apaixonado pelo futebol americano. A única coisa que gostaria é que as pessoas que não gostam, pelo menos respeitassem isto e fizessem uma pesquisa para ver o número, o “ibope” desta modalidade esportiva. Posso garantir, sem medo de errar, que é uma das maiores audiências do mundo!
    O “SUPER BOWL” é a maior audiência mundial só perdendo para um evento de mesmo nível que é a Formula Indy nas 500 milhas.
    Então por favor me desculpem, mas a NFL não é “soccer”!!
    Abraços e continuem o bom trabalho…
    Renato Sperb.
    Ps: meu time? COWBOYS, claro! kkkkkkkk…..

  • Paulo Dias diz: 17 de julho de 2015

    Nada a ver… lance do Messi é de gênio, a complexidade de toda a sequência de movimentos, a técnica refinada na condução da bola… não é um lance isolado como o outro.
    Todo meu respeito a quem gosta, mas futebol americano não faz minha cabeça (e o outro tá me fazendo perder os cabelos!! mas…)
    Acho que tem muita “empurração goela abaixo” deste esporte sem graça e sem tradição no Brasil. Muita $$$ vontade que pegue…

  • Cleiton Paz diz: 17 de julho de 2015

    Uma recepção como poucas já vistas no football, título merecido a esse gigante wide receiver atuante na NFL.
    Discordando da opinião dos “haters”, Renan, continue juntamente com tua equipe com esse trabalho, fomentando cada vez mais o esporte magnífico que é o FA dentro do RS e no Brasil, visto que também é um dos esportes que mais adquire adeptos nos últimos anos no país.
    Sou praticante de futebol americano há 11 anos, e conheço bem o tipo de preconceito sofrido pelo esporte aqui no país do soccer, mas é só prestarmos um pouco atenção para vermos que não somos os únicos a sofrer com isso, como o Brasil é mundialmente conhecido pelo seu futebol, muitas vezes outros tantos esportes são deixados em segundo plano às vistas da sociedade.
    É só olharmos um pouco mais pra cima, que vemos países como EUA, Inglaterra, França, Alemanha e muitas outras nações desenvolvidas investindo no esporte de uma maneira ampla, abrangindo diversas modalidades para todo tipo de atleta, sem preconceitos, o que reflete diretamente na educação desses exemplos citados, visto que muitos atletas ganham bolsas dos respectivos governos como forma de incentivo para evoluírem tanto seus conhecimentos intelectuais quanto suas habilidades atléticas.
    A própria NFL, assim como em outras ligas esportivas profissionais americanas como a NHL, NBA e MLB, possui como pré-requisito de entrada a graduação em algum curso de nível superior, visto que ao terminar o college, os jogadores passam por um combine, e após o combine, são chamados para o draft, sendo esta a porta de entrada para a NFL. Cabe apenas salientar que nem todos jogadores profissionais possuem nível superior, visto que jogadores estrangeiros não passam por esse sistema.
    Façam uma pesquisa para ver quantos jogadores profissionais de futebol no BRASIL possuem graduação superior, não desmerecendo qualquer um deles, mas sim a diferença cultural em cada país, visto que em um, o jogador é incentivado a concluir seus estudos e seguir no esporte caso queira, e no outro, o jogador é incentivado a abandonar até mesmo o ensino fundamental ou médio para cumprir um pré contrato em algum time profissional que visa somente o lucro, e não a educação para a vida dos seus atletas.
    Seguimos sempre na luta para ganharmos e concretizarmos nosso espaço, acredito sempre que em algum dia o Brasil venha a seguir um modelo como o americano, investindo no esporte e na educação de uma maneira conjunta, formando não só atletas, mas seres humanos capazes de pensar.

  • Bruno Costa diz: 30 de julho de 2015

    Duas jogadas muito bonitas, e o prêmio foi merecido.
    Parabéns pela matéria.

Envie seu Comentário