Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Aprovada lei que garante direitos trabalhistas a cheerleaders profissionais

17 de julho de 2015 0

The Washington Redskins 2

O governador Jerry Brown, da Califórnia, assinou uma lei que reconhece as cheerleaders profissionais como empregadas formais, e que tem direito a salário mínimo e horas extras, por exemplo. A legislação explica que é necessário contratar as animadoras de torcida como trabalhadoras formais em vez de terceirizadas. É a primeira lei americana neste sentido – uma proposta similar está tramitando no estado de Nova York.

>> Recepção de Odell Beckham Jr. supera gol de Messi como a melhor jogada do ano em premiação; reveja a jogada

>> NFL divulga calendário completo da temporada 2015

RavensA legislação entrará em efeito em 2016. A proposta foi da deputada estadual Lorena Gonzalez, que protocolou a lei depois de as cheerleaders do Oakland Raiders entrarem com um processo para discutir a questão salarial. A própria deputada foi animadora de torcida, na universidade Stanford.

>> OLB Justin Houston fecha o maior contrato da história do Kansas City Chiefs: US$ 101 milhões

>> Em cima do prazo, Dez Bryant e o Dallas Cowboys fecham renovação de contrato por US$ 70 milhões

As cheerleaders do Raiders recebiam, no fim das contas, menos de US$ 5 por hora, através de um contrato que não pagava por aparições públicas nem ensaios. Um grupo de “Raiderettes”, como são chamadas, recebeu um pagamento de US$ 1,25 milhões em um acordo. Cheerleaders do Tampa Bay Buccaneers também chegaram a um acordo com o clube. A NFL afirmou que não interfere na política de contratação de animadoras de torcida dos clubes. As informações são da ESPN americana.

>> Podcast: ouça a equipe do Touchdown Gaúcha cornetar Jason Pierre-Paul no #ExtraPoint 

Confira uma galeria com as mais belas cheerleaders das equipes da NFL

 

Comments

comments

Envie seu Comentário