Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Pai e filhos praticam futebol americano juntos no Pumpkins

26 de janeiro de 2017 1

16215655_1411280358905654_2017685709_n

Os times de futebol americano geralmente se chamam de famílias, pela união e dedicação com o time para a conquista dos objetivos. No caso do Porto Alegre Pumpkins, isso é uma realidade dentro e fora dos gramado com a “Família Quadros”. O time sempre

O vice-presidente do Pumpkins, Thiago Maha, destaca que esse tipo de situação é algo que o time sempre valorizou.

- Esse é um aspecto que priorizamos no Pumpkins. A questão social do futebol americano. Ter a família toda treinando e fazendo parte do movimento.

:: Porto Alegre Warriors terá nova comissão técnica para 2017

Aos 39 anos, Gelson Quadros faz parte da equipe atuando como right tackle e seu filho Eduardo Quadros, como cornerback.

- Por influência dos meus filhos Eduardo e Erick, acabei me aproximando do futebol americano. Em 2016 tive maior contato com o esporte e por sempre estar acompanhando eles, decidi em também atuar. Hoje com 39 anos é um desafio a ser enfrentado, mas junto com o apoio da equipe e da família tem sido um prazer a cada treino, falou Gelson Quadros, o papai.

16295184_1411280452238978_1464500627_n

:: Ângelo Coffy se despede do Miners e acerta com o Porto Alegre Pumpkins

E a família Quadros já tem outro futuro atleta em desenvolvimento. Erick Quadros já está com 13 anos e dando seus primeiros passos no esporte.

- Comecei acompanhando o futebol americano em 2014, assim como a maioria, assistindo a NFL. Por minha influência, a família conheceu o esporte, meu irmão (Erick), hoje com 13 anos, logo se interessou assim como um primo que jogou no Porto Alegre Warriors. O interesse por atuar no esporte surgiu antes pelo meu irmão, que ingressou na categoria de base do Porto Alegre Gorillas em 2015. Como sempre participamos de family camps realizados pelo Pumpkins, criamos a vontade de um dia atuar pela equipe. Essa oportunidade surgiu no final de 2016 quando através de um tryout eu e meu pai ingressamos na equipe, eu como cornerback (CB) e ele como right tackle (RT). Logo após surgiu um trabalho realizado para formação de novos jogadores, e assim meu irmão começou a participar junto conosco na equipe jogando como linebacker (LB). Estamos felizes por esse momento, e gratos pelos companheiros que nos receberão muito bem, de fato é uma honra atuar em uma equipe que é referência não só no estado, mas no Brasil, falou Eduardo.

Diversos time pelo Rio Grande do Sul também contam com primos e irmãos dentro de campo. Namoradas ou esposas que atuam na diretoria ou comissão técnica. Nosso esporte tem esses espaço, pois mesmo fora de campo, sempre precisa de mãos dispostas para ajudar.

Comments

comments

Comentários (1)

  • Henrique Luis Copat diz: 31 de janeiro de 2017

    Bom dia!!
    Estou tentando assinar o blog mas está dando erro.

Envie seu Comentário