Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Menino de nove anos é atropelado perto do Terminal Garcia

08 de janeiro de 2013 18

Um menino de nove anos foi atropelado por volta das 20h desta segunda-feira na Rua da Glória, Bairro Glória, nas imediações do Terminal Garcial. O garoto foi atingido por um Prisma com placas de Blumenau.

O garoto foi socorrido pelos bombeiros. Ele foi encaminhado ao hospital com edema na cabeça e pequenas escoriações por todo o corpo.

Comentários (18)

  • Carlos dos Santos diz: 8 de janeiro de 2013

    LOMBADAS FÍSICAS, urgente. é a única solução.

  • Eduarda Lindner diz: 8 de janeiro de 2013

    Falta de atenção de ambas as partes, não podemos julgar, mas todos sabem como é complicada esse situação, crianças que não respeitam rua e calçada e motoristas imprudentes, pode não ter sido esse caso mas é o que estamos habituados a ver nas ruas de Blumenau. E ainda podemos ressaltar que as aulas nem começaram!!!!!

  • Everton diz: 8 de janeiro de 2013

    Pergunta, o menino estava atravessando na faixa de segurança?

  • Daniel Scrummier diz: 8 de janeiro de 2013

    O motorista foi o culpado?? Muito se fala em lombada aqui, lombada lá, só se esquecem que o pedestre/ciclista tem de fazer a parte dele também. Em Blumenau temos muitos motoristas mal educados, mas não são os únicos,tem muito gente folgada que acha que faixa de pedestre os torna imortal ou altera as leis da física. Bom senso se faz necessário de todas as partes, não apenas dos motoristas.

  • Pedrolindo da silva diz: 8 de janeiro de 2013

    A culpa é da criança. Deveria estar em casa.

  • Daniel diz: 8 de janeiro de 2013

    Temos que ver o seguinte, em que local exatamente este menino foi atropelado? pois ali no Bairro existe um problema sério de imprudência de alguns pedestres que ao invés de saírem do terminal Garcia pela frente e atravessar a rua pela FAIXA DE SEGURANÇA defronte a COOPER, muitos preferem (tem preguiça de andar um pouco mais), sair pela parte de trás do terminal e atravessar a rua em um local extremamente perigoso, onde não há sinalização e Faixa e tem o fluxo dos ônibus que entram e saem do terminal, e os veículos que trafegam pela via e que saem do estacionamento da COOPER, presencio esta cena quase que diariamente quado trafego de carro por alí.

  • Adagir Saggin diz: 8 de janeiro de 2013

    Também, acredito que a solução é com lombadas. Talvez os governantes do município de hoje tenham a consciência que o anterior não teve……..deixou a cidade num caos.

  • Frank diz: 8 de janeiro de 2013

    Meu amigo Carlos nao adianta nada colocar LOMBADAS FÍSICAS se os pedestres não usam as faixas de segurança, com isso voce so vai estar criando outro problema para o transito o engarrafamento que ja é uma calamidade em Blumenau. Ao meu ver colocar faixas para que os pedestres possam usa-las com segurança.

  • Alberto diz: 8 de janeiro de 2013

    Como de costume a notícia está incompleta.
    O Garoto estava atravessando na faixa? O motorista prestou socorro? O que alega o motorista? Há testemunhas? O que elas alegam?

    Ps.: Também concordo com a comentário anterior: lombada física já! (e não me venham com este papo de que não pode e é ilegal, pois até na rodovia Antonio Heil existe lombadas que foram feitas recentemente (ligação Brusque – Itajaí)

  • Fabricia diz: 8 de janeiro de 2013

    Não sei como aconteceu, mas é muito comum vermos as pessoas correndo na frente dos carros, atravessando as ruas fora da faixa e muitas vezes sem olharem para os lados. Todos nós, pedestres e motoristas, temos que ser responsáveis e atentos no transito. Não é só colocando lombadas físicas ou eletrônicas que solucionará os problemas, é necessário mudar a educação e a consciência das pessoas, crianças e adultos, com urgência. Vejo com muita freqüência os pais com seus filhos realizando travessias perigosas em nossas ruas, nós adultos somos os exemplos das crianças. E claro o cuidado tem que ser de todos.

  • paulo diz: 8 de janeiro de 2013

    o local onde esta criança foi atropelada é muito perigoso, pois os onibús estacionam e fica defronte a confluencia dos carros quem vem do progresso e encontran-se com os veiculos da rua da Glória, pessoas saem da calçada e atravessam pelo meio dos onibús em direção a pista para chegarem ao outro lado da via que se localiza a pracinha da Artex, para quem vem da rua da glória é complicado por que as pessoas aparecem derrepente no meio da pista, não sei se é o caso desta criança, do local onde esta criança infelizmente foi atingida existem duas faixas de Segurança uma antes e uma depois que da entorno de 50 mts cada.

  • COUTO diz: 8 de janeiro de 2013

    á questão é que não é só culpa do motorista não!!! tem mita gente folgada anda no meio da rua não faz uso das calçadas nem de faixa de segurança mesmo estando na faixa não que dizer que você pode chegar e já atravessar tem muita gente que pensa assim !!!!!
    e na frente do shopping da rua sete as pessoas não usam o túnel eu estava lá um dia desse era um sábado de manhã muita gente atravessando ali não tem faixa ali não inclusive já ouve atropelamentos neste mesmo local e os pedestres não estão nem ai
    eu chamei atenção teve um que Aída me fez gestos obscenos um ignorante ou burro e o pior que tinha pais com crianças já estão ensinado errado

  • Luísa diz: 8 de janeiro de 2013

    Acho essas notícias sobre acidentes de trânsito tão vagas nesse jornal, nunca é dada uma posição do carro, ou do outro envolvido, sempre é somente: ‘Caro bate contra poste’, ‘carro atropela criança’, ‘ônibus bateu em um carro’.
    Nunca há detalhes, é como se a notícia tivesse sido dada por telefone por alguém que viu o acidente depois de ter acontecido e já estivesse tudo ‘normal’ novamente.

    Poderiam escrever mais sobre isso…
    O carro estava em alta velocidade? O garoto estava tentando atravessar a rua? Há calçadas adequadas na rua? A polícia tomou alguma providência? A criança estava sozinha? etc.

    Espero que as próximas notícias não sejam assim tão vazias, como se fosse somente uma ‘nota de atropelamento’.

  • Ricardo F diz: 8 de janeiro de 2013

    Se a criança não passou na faixa OU se atravessou, culpada ela. Culpa também dessa sociedade ignorante. Culpa sua por não saber educar e cobrar do próximo. Maioria aqui demonstra exemplo nas ruas? Problema desse Brasil todo é ignorância. Falta de educação, política séria, POVO SÉRIO. Tudo começa no berço, na família, nas casas, continua na escola, sociedade, política. BR 470 ta aí pra mostrar, BMW 150 km/h, e com certeza o proprietário não liga pra isso, pq sabe que o povo é burro e isso vai continuar assim por muito tempo. Outra balela é essa lei seca, uma máquina de fazer dinheiro. Enquanto isso a homofobia come solto, a discriminalização de muita coisa não é levada a sério. Gente morrendo, atropelada, andando de bicicleta, a pé, assaltos, vivemos uma guerra civil.

  • Carlos dos Santos diz: 9 de janeiro de 2013

    Não é função do jornal ficar investigando cada acidente pra saber quem estava certo ou errado. Além de ser uma tarefa impossível, vai sempre cometer injustiças. Quem estiver interessado que vá consultar os laudos da guarda de trânsito (que também não dizem muita coisa).

    LOMBADAS FÍSICAS poderão garantir sim segurança nas ruas. Vá sentar em um ponto de ônibus por alguns minutos e fique reparando quantos respeitam os limites de velocidade nos perímetros urbanos. Não adianta, a pressa de cada um é sempre maior que o bom senso. Só uma barreira física pode garantir velocidades menores. Existem hoje em várias cidades um modelo de lombada mais planificada, que fica na altura das calçadas, e é ao mesmo tempo uma faixa de pedestres.

    Se os veículos andassem mais devagar daria para evitar a maioria destes “acidentes”.

  • Carlos Jorge diz: 10 de janeiro de 2013

    Esses indivíduos que ficam cobrando lombadas físicas só podem estar de brincadeira né? Por quê alguém colocaria uma lombada física, em pleno 2013, em uma cidade? Se querem fiscalização coloquem lombada eletrônica, oras.

  • Adagir Saggin diz: 14 de janeiro de 2013

    O que adianta estarmos em pleno seculo XXI, onde controladores de velocidade eletrônicos seria a solução ao invés de lombadas físicas. Mas, se o nosso poder público atua como na época do império. Então, lombada física é a solução, que não gosta desta alternativa, provavelmente não convive com os abusos de velocidade ou é um dos abusados.

  • Evonete diz: 22 de janeiro de 2013

    Eu sempre achei que ali nesse local é muito perigoso,a qualquer momento uma criança pode sair correndo direto para a rua.É um lugar até muito agradável para todos,mais em todos os lados do parque tem movimentos de carros,sempre achei que deveria ter cercas de proteção ao redor.

Envie seu Comentário