Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Comissão discute novas alterações no trânsito de Blumenau

23 de outubro de 2013 16

A Comissão de Planejamento de Trânsito e Transporte de Blumenau, discute nesta quinta-feira mudanças no trânsito da cidade. Entre os assuntos que fazem parte da pauta da reunião que ocorre às 14h, no salão nobre da prefeitura, estão alterações no semáforo da Rua Paulo Zimmermann para evitar que ônibus fiquem congestionados no trecho que liga a Rua São Paulo à 7 de Setembro.

Secretário de Planejamento, Alexandre Gevaerd detalha que na Rua Paulo Zimmermann a intenção é implantar um sistema de semáforo que identifique ônibus, permitindo que sigam para o corredor exclusivo. O secretário afirma que é necessário que se tome uma providência quanto ao trecho, que paralisa o fluxo de coletivos. As mudanças na Paulo Zimmermann e na Rua Getúlio Vargas são planejadas ainda para este ano. Em agosto, Gevaerd apontava as possíveis alterações.

Outra medida que pode ser implantada em 2013, é a inversão da Rua Elesbão Pinto _ no trecho entre as ruas João Pessoa e Humberto de Campos _ para encurtar o trajeto de carros que precisam passar pela Rua Itapiranga depois de descer o Morro da Companhia.

A comissão formado por integrantes das Secretarias de Planejamento, Obras, Serviços Urbanos e Guarda de Trânsito também discutirá alterações para os pontos de Área Azul instaladas no Bairro Victor Konder e em transversais da Rua 2 de Setembro. Gevaerd acrescenta que será discutida a possibilidade de criar binários e inverter sentidos de ruas na Ponta Aguda para reduzir as filas na região.

Comentários (16)

  • Gepa diz: 23 de outubro de 2013

    Penso que inverter o fluxo na Rua Elesbão pinto não será uma boa, pois o espaço para conversão de via é pequeno e acabará gerando entrave ao fluxo que já segue pela João Pessoa. Situação similar ocorre no entroncamento da rua Bahia na Eng. Paul Werner, quem vem da rua Bahia precisa cruzar para Rua Henrique Clasen (Antiga Gaitas Hering), trava o fluxo de quem vem da Rua Santa Catarina. Este tipo de situação só expõe os condutores a um stress desnecessário, quando hoje é fácil ir até a Elesbão Pinto, sem contar o incomodo ao moradores desta rua, que são em número muito maior que a rua Itapiranga.

  • Paulo diz: 23 de outubro de 2013

    Em Porto Alegre os semáforos identificam quando tem algum carro parado, e abrem o sinal para este (desde que não venha ninguém do outro lado).
    Isto sim seria interessante para Blumenau em diversos pontos além destes.

  • valdeci diz: 23 de outubro de 2013

    nossa cidade não suporta mais mudanças similares ou provisorias, exemplo; saída do morro da companhia para Elesbão, a alternativas é começar a pensar em vias aéreas, e não terrestres , da mesma forma na rua paulo zimmermann, da rua bhaia até a ponte santa catarina, o transporte coletivo esta ao contrario, é só vira de outro lado, como era antes , tudo volta ao norma sem congestionamentos e riscos para o pedestres.

  • HELMUTH diz: 23 de outubro de 2013

    Com relação a matéria acima, seria muito mais interessante a Prefeitura desapropriar onde está o Posto de Gasolina e a Pizzaria DOM CORLEONE, dando um raio de curva maior,no posto o ônibus saindo do final da Beira-Rio estaria direto na rua, a onde fica a Pizzaria podeia convergir para o sentido Bairro da Velha, só QUERER.

  • alexandre diz: 23 de outubro de 2013

    Senhores, o ideal seria acabar com a sinaleira da rua 7 que fica nas proximidades da rua amadeu da luz, aquela sinaleira serve só para parar o transito pois o problema do onibus e esta sinaleira que esta fechada e a da paulo zimermman esta aberta, e simples, o problema que não da é para planejar alterações no transito sem antes conhecer ou ficar pelo menos 1 hora parado verificando o que da gargalo no transito.
    Outro ponto são as sinaleiras da igreja matriz e em pouco metros tem a do sagrada família que também não são sincronizadas ou seja a rua 7 toda para por este tipo de coisa será que não seria mais fácil estudar primeiro porque a rua 7 para e não criar medidas paliativas. O mesmo congestionamento acontece no inicio da rua amazonas proximo ao terminal da fonte 2 sinaleiras sem sincronismo para a fonte toda.

  • Sandro diz: 23 de outubro de 2013

    Inverter a Rua Elesbão Pinto não é uma boa idéia… encurtar o trajeto de quem vem do morro da cia Hering, não é uma boa idéia… estes que vem do morro da cia Hering vão represar quem vem da velha… foi a melhor coisa que fizeram, fazer quem vem do morro entrar e seguir no fluxo… Esta alteração não será positiva.

  • Nicolas Alejandro Guanabens diz: 24 de outubro de 2013

    Mudanças cosméticas sem critério de uma engenharia de tráfego de verdade.
    Sem investimentos de peso Blumenau vai ficar inviável.
    Tem que tirar o trânsito do centro da cidade ligando os bairros entre eles (ex: Velha com Garcia), tem que fazer mais pontes combinadas com viadutos, tem que estimular os estabelecimentos de ensino para se deslocarem para longe do centro.
    Descentralizar e a palavra chave.
    Prova disto e que nos finais de semana e feriados o trânsito flui sem problemas.
    O acesso da cidade desde Gaspar, Brusque e Itajai deve ter outras alternativas.
    Este novo governo municipal tem que ter coragem para assumir dívidas que mudem o caos que enfrenta o trânsito blumenauense.
    As gerações que vem vão agradecer.

  • país retrógrado diz: 24 de outubro de 2013

    enquanto na Alemanha se paga em torno de 1,50 Euro em média em uma passagem para andar em um ònibus com ar condicionado e com rapídez e conforto, ciclovias em todos os cantos, aqui só vejo as sardinhas enatadas do SIGA, a PMB pintadndo faixas, invertendo mão de ruas e colocando umas florzinhas nas rotas de Oktober. E ainda tem pessoas que vem me dizer que isso aqui é um pedaço da Alemanha no Brasil!!?? kakakkakakaka.. que piada…Esses “burromenauenses” são fogo…

  • Ricardo diz: 24 de outubro de 2013

    Este secretário é campeão de fazer puxadinho e remendo…deveríamos é ter um plano de longo prazo, estruturado e bem pensado para ser executado, não estas ações paliativas que só assopram a bolha uns metros mais para frente…penso que a secretaria de planejamento deveria ser um órgão profissional e não de indicação política…

  • carlos diz: 24 de outubro de 2013

    Acredito que a inversão da rua Elesbão Pinto será com certeza uma péssima idéia pois vai parar o trânsito da velha, e aliás a rua é pequena , de paralelepipedo, com um morro. vai com certeza piorar a situação sem falar, que os moradores da mesma rua ficaram sem estacionamento na própria via.

  • José Alexandre diz: 24 de outubro de 2013

    O problema do trânsito está ligado à gestão da mobilidade. Enquanto o enfoque for exclusivo de medidas ligadas à melhoria das condições de trânsito dos automóveis particulares, continuaremos a ter mais carros nas ruas. A política pública deve priorizar a mobilidade do cidadão, que deveria ser ao mesmo tempo pedestre e usuário dos diversos modos de transporte, sendo o carro apenas um deles.

  • Roberto Bernhard Disse diz: 24 de outubro de 2013

    Outra mudança que piorou foi a de fazer a Rua Cruzeiro entre a rua Arthur Koehler e Joinville mão única, e ainda por cima de sentido errado. Deixa aquele trecho com 2 mãos e proíbe o estacionamento dos dois lados, vai desafogar e muito a Rua Antonio da Veiga nos horários de pico. Simples de resolver.

  • João Ronaldo Foster diz: 24 de outubro de 2013

    Bom em relação ao morro da Cia faço uma observação, um dia desses vindo sentido Velha – Bom Retiro justamente na última curva a esquerda o trânsito parou abruptamente devido a um caminhão enorme que vinha descendo e por não caber no raio normal da curva invadiu a pista contrária, foi um susto para todos por pouco ninguém colidiu, deveriam limitar o uso dessa via para caminhões muito longos, aproveitando que o assunto é mobilidade, também como ciclista, chamo a atenção para ciclo-faixa da Rua Amazonas, muito mal concebida, muito mal executada, a trechos que mal tem a largura do guidão da bike, e em outros trechos tem que acessar a calçada, porém em vários pontos não existe rebaixamento do meio-fio para o acesso, o ciclista é exposto a acidentes devido a má qualidade do que foi executado nessa via.

  • Ximitão diz: 24 de outubro de 2013

    Só cambiarra…
    Não vejo uma proposta decente, de grande porte, pra desafogar de vez.

    Enquanto isso o complexo do Badenfurt dorme abraçado com o prolongamento da Humberto de Campos, que flerta com a Ponte do Centro, que ja se esqueceu da amada ligação Velha-Garcia, eta novela boa…

  • Valmir Mazotto diz: 24 de outubro de 2013

    Sugiro que na saida do morro da CIA, abra-se uma rua anexo a Igreja Evangelica, saindo na rua Laguna. ou fazendo o trajeto morro da Cia saindo p/ rua João Pessoa, mão inglesa em vez de pegar a Rua Elesbão Pinto.

  • Nilton diz: 24 de outubro de 2013

    Acabei de ouvir na TV que os espertos do planejamento, que muito provavelmente não moram no bairro da Velha, resolveram que que vem pela Rua General Osório não poderá acessar a esquerda a Rua Frei Estanislau Schaette, devendo ir até a rótula da Rua dos Caçadores e retornar. Oras, se eu vou até a rótula e quero ir para o centro, por que eu vou retornar? Eu vou é seguir direto e passar pela rua João Pessoa, onde sem sombra de dúvida o trânsito só vai piorar, isso sem falar do povo que vem pela Caçadores e quiser acessar a General Osório. Vai ficar uma maravilha maior ainda quando ficar pronta a ponte do Badenfurt. Eu sugiro que os tais que promovem estas mudanças no trânsito pelo menos digam em rua moram, daí saberemos com certeza os motivos de tais mudanças.

Envie seu Comentário