Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Mulher é atropelada fora da faixa de pedestres na Rua José Deeke, em Blumenau

05 de fevereiro de 2014 5

Uma mulher de 46 anos foi atropelada no começo da tarde desta quarta-feira na Rua José Deeke, entre os bairros Escola Agrícola e Salto, em Blumenau. O fato ocorreu perto das 13h. Ana Rodrigues de Jesus, 46 anos, moradora das proximidades do local do acidente foi atingida por um Celta preto, com placas de Blumenau.

 

Corpo de Bombeiros conduziu a vítima ao Hospital Santa Isabel / Foto: Artur Moser/Agência RBS

Corpo de Bombeiros conduziu a vítima ao Hospital Santa Isabel / Foto: Artur Moser/Agência RBS

Segundo relato do motorista do carro, Juliano Corrêa, 33 anos, a vítima atravessou fora da faixa, perto da esquina com a esquina da rua Luiz Abry.

— Eu estava indo no sentido Rua Bahia quando ela atravessou na frente do carro. Sorte que eu estava em baixa velocidade. Ela teve só um corte na cabeça a escoriações_ relatou o condutor.

A irmã de Ana estava no local e disse que possivelmente a irmã não viu o veículo vindo em sua direção. No momento do acidente, a vítima estava carregando um sombrinha aberta. Ana foi levada ao Hospital Santa Isabel pelo Corpo de Bombeiros.

Comentários (5)

  • homi du céu diz: 5 de fevereiro de 2014

    éh, corsa preto, aonde que ele tá?

    Resposta do editor:
    Obrigado! Corrigimos a informação.

  • GIOVANI diz: 5 de fevereiro de 2014

    Por que essa enfase da materia no “fora da faixa”, a descaradamente insinuar culpa da vitima pelo atentado contra a sua propria vida? Na faixa, ou fora dela, os ferimentos, a dor e o risco a vida seriam os mesmos. Dos motociclistas recorrentemente se amenizam as barbaridades do transito por “serem menores, mais frageis frente aos automoveis”, logo naturalmente desculpados. Jah aos pedestres nao se concede o mesmo beneficio da menoridade ou fragilidade, a estes cabe a admoestacao, a critica, a buzinada, o xingamento, finalmente a culpa, pois nao usam as faixas poucas e mal sinalizadas, nao usam os tuneis fetidos, nao usam as raras passarelas… valha-me, em tempos de debate da mobilidade urbana os pedestres deveriam ser tratados com mais respeito e condescendencia, na faixa e fora dela.

  • Bruno Ropelato diz: 5 de fevereiro de 2014

    Na minha opinião tanto os pedestres quanto os condutores estão cada vez mais desatentos no trânsito… Os motoristas no conforto do seus veículos e no ar condicionado, aproveitam os momentos para curtir e compartilhar fotos em redes sociais bem como colocar a conversa em dia com seus amigos enviando mensagens instantâneas enquanto o veículo está em movimento. Achar culpado agora vai adiantar? Não vai… O que cada pessoa deve ter é responsabilidade e consciência para com o seus atos… Está no trânsito? Presta atenção companheiro… Vai atravessar uma rua? Cuida bem meu amigo! Trânsito não é brincadeira… Esperar 1 minuto não vai fazer você derreter no sol ou então atravessar em uma faixa que está a poucos metros de você também não irá atrasar você, nem tão pouco lhe dar o direito de atravessar sem cuidar pois afinal de contas né… Estou na faixa de segurança! Tem uma bolha em minha volta e nada me atinge… Não adianta dizer depois: – Fulano foi atropelado, mas pelo estava na faixa… Não muda nada! O motorista também não morre e nem gasta o freio do carro para dar a vez a um pedestre atravessar a rua… As pessoas só pensam em si mesmas essa é a verdade… Ninguém pensa no próximo… É cada um por si e Deus por todos…Isso ta errado… Vamos refletir… Obrigado por ler…

  • Walfrido diz: 5 de fevereiro de 2014

    Local de vários acidentes.
    Sinal de que há algo errado neste local.
    Conheço bem este local.
    Seterb precisa agir para frear esta estupidez no transito.
    Apenas, atende o fato e vai embora.
    Lugar de duas descidas. Não dá tempo para onde olhar.
    Lugar de alta periculosidade.
    Lombadas neste local poderia resolver.
    Todos devem prestar atenção, tanto o motorista como o pedestre.
    Acima de tudo, precisa-se de atitudes dos orgãos competentes.
    Ficar só nisso, é esperar outras fatalidades.

  • Jo diz: 6 de fevereiro de 2014

    Salvo em casos extremos o pedestre só é atropelado se não esperar a vez dele de atravessar a rua. Se os motoristas se comportassem como os pedestres teria o triplo de acidentes! Basta transitar pela rua XV pra ver, tem que estar super atento porque o tempo todo as pessoas correm entre os carros. A sinalização não é a melhor do mundo e nem mesmo nossas vias, mas se cada um parar e esperar a sua vez de passar essas coisas não acontecem. Nem mesmo onde tem sinaleira o pedestre obedece. Sorte dessa mulher e desse motorista que não foi nada grave, mas se tivesse sido o motorista se sentiria responsável até o final da vida pela desatenção do pedestre. As pessoas – ou 99,9% delas, isso inclui motoristas e pedestres também – são mal educadas no trânsito, não respeitam a vez, não respeitam a sinalização e parece que sempre estão com pressa. O colega Giovani entendeu mal a matéria, não foi falado que ela atentou contra a própria vida, somente que ela cometeu uma infração e isso causou o acidente. Ao atravessar a rua você deve parar, olhar para os dois lados e se não tiver carro próximo pode atravessar, senão tem que esperar e pronto! Sou motorista e pedestre, nunca levei multa e procuro respeitar ao máximo a sinalização – mesmo a precária. Já perdi 2 familiares por atropelamento e isso não precisaria ter acontecido se eles tivessem olhado 2x antes de atravessar a rua!

Envie seu Comentário