Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

FOCO

29 de junho de 2009 1

   Essa é uma palavra primordial. Pelo menos no meio jornalístico. Em casa, quando você nos assiste, a nitidez, a clareza como você observa algum programa, uma reportagem, um filme, uma novela, tem de ser completa. E isso é um trabalho dos nossos cinegrafistas, os responsáveis por levar essa imagem, com essa qualidade. Sem o foco, nada disso, seria possível.

   Mas eu transfiro essa palavra pro mundo da bola. E ela anda em moda no vocabulário dos treinadores e jogadores. É comum ouvir alguns deles afirmarem que “o time está focado” pra tal objetivo. “Precisamos ter o foco na partida tal”.

   Foco que o Inter mostrou ontem diante do Coritiba. Uma reação após seis jogos ruins, de resultados ruins. Um alento pra que vai passar por uma verdadeira provação na quarta-feira. Algumas explicações dão conta, inclusive, que tamanho o foco no Corinthians, e o time “esqueceu” de entrar em campo contra Flamengo e LDU.

   Foco que o Grêmio tem, única e exclusivamente, no Cruzeiro. O planejamento visa reverter a vantagem mineira. Tanto que os reservas sucumbiram no Recife, embora fizessem uma apresentação igual até a expulsão de Jonas, outra daquelas infantis, sem cabimento.

   Foco que a seleção brasileira demonstrou ter na final da Copa das Confederações. Foi um primeiro tempo pra esquecer, talvez até por achar que seria fácil, assim como tinha sido na primeira fase diante deste mesmo time norte-americano. Com a amostra dos dois a zero contra, foi preciso reagir, recuperar o foco e virar, de forma brilhante, o jogo. Ganhar significou o amadurecimento de um trabalho e uma consolidação de ideias do técnico Dunga. Meio caminho já está andado no planejamento pro Mundial do ano que vem. Quem sabe uma ou outra troca, necessárias, por sinal. Mas com uma base formada.

   Não perca o foco. A semana promete!!

Postado por Jader Rocha, POA

Comentários (1)

Envie seu Comentário