Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

O BOM DA ESPANHA

12 de julho de 2010 0

   A campeã Espanha mereceu a conquista. Se não teve a ousadia ofensiva da Holanda, o número de gols que a vice campeã, mostrou eficiência e objetividade pra buscar a taça.

   A campanha indica. Foram quatro vitória pelo placar mínimo. Alguns dos resultados de um a zero com bastante sofrimento. Lembro do jogo diante do Paraguai nas quartas-de-final, aquele sufoco pra marcar o gol da classificação. Outros, celebrados por méritos. Lembro da vitória diante dos alemães. Uma marcação constante, tirando aquilo que de melhor a Alemanha vianha mostrando na Copa, o toque de bola, o rodízio permanente dos seus jogadores do meio pra frente. Com a Alemanha amarrada, surgiu a chance de marcar o gol da vaga na final, pelo alto, num dos pontos mais fortes dos tri campeões.

   Na decisão de ontem, viu-se a Espanha bem mais determinada. Mais uma vez tirando os espaços da Holanda. Tentando anular os principais nomes da equipe laranja. Robben e Sneijder pouco conseguiram produzir. O camisa dez da Holanda, cotado pra ser o craque da Copa, não soube como fugir dessa insistente e competente capacidade espanhola. Mérito de Vicente Del Bosque, o estrategista e verdadeiro campeão.

   Esperava mais da Holanda, todos sabem. Acreditava que pudesse ser a campeã. Mas não se pode desconsiderar a postura espanhola. Cresceu durante a Copa. Afirmou-se e foi campeã com méritos. O futebol, como já havia escrito aqui, precisava de um novo campeão. Veio a Espanha, com a Fúria que se imaginava. Não deu espetáculo, foi certeira. Coroa uma geração de jogadores muito talentosos e com grande técnica. Parabéns aos espanhóis!!

Envie seu Comentário