Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Delicada relação

15 de março de 2011 8

Não trabalho assim. Se converso ao telefone com algum profissional da bola, só coloca o diálogo no ar com seu consentimento. É diferente quando se trata de jornalismo investigativo. Neste caso, a ligação gravada em segredo é essencial para que se desbarate um ato de corrupção, por exemplo.

Eu não faria, não é meu jeito. Imagina se Renato Portaluppi tivesse dito em confiança a Kajuru algo do tipo “não aguento mais Porto Alegre, quero ir para o Rio”.  Jamais diria ao microfone, seria surpreendido depois com a repercussão. Rápido, Renato já disse que achou tratar-se de um trote e por isso disse o que disse. Difícil de crer que alguém de sua experiência não tivesse percebido. Na verdade, pareceu-me apenas uma frase que sinalizava uma possibilidade de ouvir proposta do Fluminense em algum momento. Não falou que estava deixando o Grêmio, não se comprometeu. Só ficou chato.

Se vencer o jogo no Peru e encaminhar liderança no grupo, tudo se dilui. Não creio que Renato Portaluppi arriscaria tudo que construiu junto à torcida gremista pela veleidade de voltar para cidade que o acolheu e o adotou. Filha mora lá ? Já inventaram o avião, 1h40min de voo matam a questão. Saudade do que mais, do Leme ? Da Barra ? Há preços a pagar para que a carreira de treinador avance. Tornar-se um itinerante e sentir-se de cada lugar em que se trabalhe é um dos maiores.

Comentários (8)

  • GERSON LUIS diz: 15 de março de 2011

    Achar que o Renato possa ter sido ingênuo beira o ridículo. Acho também que até a minha Tia Neneca sabe que com jornalista e com advogado o furo é mais embaixo. A forma de trabalhar do Kajuro é conhecida por todos que acompanham o futebol e o Renato não só é do futebol como pra bobo não serve. A emissora permite que o Kajuru assim se comporte. Veja o caso dos blogueiros da rbs, que não se pronunciam sobre o embrólio globo/clube dos 13. É bem provável, dado o silêncio, que muitos acham que a globo age como rolo coompressor, senão já teriam ao menos tocado no assunto. Mas a emissora-mãe não permite…

  • silvio luiz roidrigues diz: 15 de março de 2011

    Comovedora a sua intenção de aliviar e justificar a gafe do “padeiro” Mauricio. Fosse o Celso Roth certamente a crise estaria instalada, não é mesmo? Pela parte que me toca, eu acharia péssimo que ele não fosse, pois trata-se de um pseudo técnico, daqueles que se fardam e vai treinar junto com os atletas. FICA RENATO

  • cleber santana diz: 15 de março de 2011

    Espero que, agora com a íntegra da entrevista, você acredite que a justificativa do Renato não possui fundamento algum.
    Vitórias, tem razão, apagam tudo. Não há como combatê-las. No entanto, elas precisam vir com títulos, senão esta situação será sempre lembrada, como muitas outras ainda na gestão passada.
    Renato adora o Rio e detesta o interior gaucho. Não foi nem a Bento, cidade que o projetou.
    Morar em hotel significa ficar por pouco tempo. ´
    Renato já percebeu que o fluminense é outro, bem melhor do que era quando foi vice da libertadores.
    Talvez ele queira ser o Rei dos Reis do Rio.
    Aguardemos

  • Bernardo diz: 16 de março de 2011

    Quer dizer que Renato n pode simplesmente querer ir p o Fluminense para, quem sabe, receber o dobro?
    Passarei a acreditar em tudo isto que escreveste se responderes a esta simples pergunta, Maurício Saraiva: quanto vc recebia qdo trabalhava na Bandeirantes e qto recebe agora que está na RBStv??

  • Marcos Quevedo diz: 16 de março de 2011

    Mauricio,desculpe-me,,mas,,pelos mesmos motivos que enumerastes;filhos,esposa,,blablabla,,Murici Ramalho arrumou as malas,levantou ancora e,partiu em alto mar em direção a são paulo,,e o falastrão do renato não é sombra inteira do murici,,não que não possa vir a ser super campeão como murici.
    desculpe de novo,,já vi que não gostas que o contrarie.

  • Ismael diz: 29 de abril de 2011

    Contrariando os próprios “termos e condições” Art. 1 – Enciso “H”, um colega seu está aceitando irresponsavelmente comentários que INCITAM A VIOLÊNCIA EXPLICITA, e que podem gerar (como gerou em mim) indignação, revolta, revanchismo, violência em si, etc…para estes clássicos que estão por vir.

    Estou enviando esta mensagem para denunciar o blogueiro do blog tricolor por incentivar a violência. É uma denuncia séria, e deve ser encarada com seriedade, pois tem muita gente inconformada com a publicação de comentários que ele tem permito no seu respectivo blog. Irresponsávelmente ele tem aceitado comentários onde torcedores gremistas pedem para os jogadores do grêmio “quebrem a perna de jogadores colorados, ou “tirem eles do torneio”. Estou completamente ofendido, e indignado com este cidadão. Gostaria que fossem tomadas medidas para reprimir este tipo de conduta, visando a integridade não só dos jogadores, mas da própria torcida, que se contamina com este tipo de declaração e leva o espírito de “guerra” para fora das 4 linhas. Não preciso reafirmar aquilo que todos nós sabemos: A rivalidade gaucha é forte, e se não existe cuidado muita coisa pode acontecer de ruim, a violência pode se propagar com a mínima chama que é permitida. Solicito que alguma medida seja tomada contra este MOLEQUE, que brinca de ser jornalista (diferente de tantos outros excelentes profissionais da RBS), que sabem da responsabilidade que tem com a sociedade gaúcha.

    Ismael da Silva Giacomelli.

    Abaixo os comentários que incitam a violência (Termos e condições. “H”):

    1.Everton Alexandre diz:
    29 de abril de 2011 às 10:35 am
    Para ser sincero vou te dizer uma coisa.
    Nos tempos de colegio, a minha turma tinha um time menos tecnico do que os nossos rivais, perdiamos quase sempre, mas qdo os jogos valiam, eram de interseries sempre ganhavamos.
    Sabem porque? Porque catimbavamos e batiamos tb. Mas sempre saiamos com as medalhas no peito. jogamvamos com sangue nos olhos, pressionando o adversario, usando de todos os truques que o antigo futebol argentino usava (anos 60 e 70).
    Querem saber como ganhar do inter???
    Para ser sincero, quebra a perna do Damiao neste Grenal e no proximo, a do D’Alessandro.
    Pronto, muito provavel ganharemos deles e ainda por cima eles nao serao tri da America.
    Mas, agora se os nossos covardes jogadores nao fizerem isso iremos ser humilhados mais uma vez.
    Chega disso, vamos para a GUERRA, ja que o nosso time eh uma bosta ao cubo, entao vamos quebrar o time deles e tirar de cena os melhores jogadores deles por um ano, no minimo!!!!
    cansei, de levar gozacoes, sao 10 anos soh se fu….
    colorados vao para a PQP!

    2. Jonas Rafael diz:
    29 de abril de 2011 às 10:56 am
    Pensando com a cabeça o bom era perder o Gre-Nal. Mas e se não ganhamos depois? Por isso acho que deviam dar contornos de guerra a esse jogo. Tentar se aproveitar do fato de que talvez eles não tenham coragem de deixar o pé nas divididas. Procurar desgastar o máximo possível os colorados. Se eles perderem o centroavante por exemplo, já era Libertadores. E nada de se poupar para o jogo de quarta. Libertadores já era, estava condenada desde o início do ano. Vindo ou não Ronaldinho e Assis ferraram o Grêmio. O Gauchão é o que podemos ganhar. Se parar pra pensar era melhor até ter deixado o Cruzeiro ganhar e ELES terem que disputar agora a final do turno em gramado sintético. Acho que tem que botar isso na cabeça dos jogadores. Guerra…

  • Lúcio diz: 3 de maio de 2011

    Saraiva, tá rolando na internet uma votação para escolher o adversário do Inter na semifinal da Copa dos Campeões do Mundo da Baviera. Vai só até Domingo. Ajuda a divulgar aí. Já votei lá. Quero pegar o Barcelona, porque é o nosso freguês. E imagina se chegamos lá como campeões da Libertadores e eles como campeões da Europa. Será uma reedição da extinta Copa Intercontinental Européia Sulamericana.

  • Mario Quadros diz: 5 de maio de 2011

    Para uma emissora de TV que incentiva o gauchinho – talvez tenha investido no Campeonato, o que é altamente salutar -, fica feio ter funcionário defendendo demais jogador, técnico, diretor, etc., etc., de um time só. Chega a beirar o ridículo esta defesa que alguns funcionários da RBS-TV, com ênfase para os que aparecem em público, seja nos jornais ou na TV, fazem do ex-auxiliar de padeiro. Sou Colorado, e nem por isto gostaria que também fizessem isto só com o Falcão, porque é marido da apresentadora Cristina Ranzolin Falcão! Será que a direção da RBS TV acompanha estes programas, onde participam seus funcionários, e que alguns chegam a beirar o ridículo na ânsia de “criar” fatos para projetar o técnico do “Azulão”? O tempo de todos serem alienados tá passando, e tá passando rápido!

Envie seu Comentário