Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Sérgio Boaz: "UFC ignorou a história de José Aldo, mais uma vez"

28 de setembro de 2016 1

13567050_1142770205775736_6238793855018869813_n

O Trocação no Youtube desta semana tem como tema o anúncio do combate entre Conor McGregor e Eddie Alvarez. Sérgio Boaz fala sobre o desrespeito do UFC com o brasileiro José Aldo que já anunciou que pensa em se aposentar do MMA.

UFC ignora Aldo e coloca McGregor para lutar pelo cinturão dos leves

27 de setembro de 2016 1

CtV0h9qWcAAl8XS

*Por Nícolas Andrade

Dana White até colocou esperanças na torcida brasileira de que Aldo, enfim, teria sua revanche contra McGregor. Mas, nada feito. Hoje foi anunciado que o irlandês vai encarar Eddie Alvarez, pelo cinturão dos leves do UFC. Para piorar a situação, ele segue como campeão dos penas.

Com isso Aldo terá que esperar e, possivelmente, fazer mais uma luta com seu cinturão interino. McGregor x Alvarez ocorre no dia 12 de novembro, em Nova York, no Madison Square Garden.

Outro insatisfeito com a decisão é Khabib Nurmagomedov. O russo já dava como certa uma disputa pelo cinturão dos leves e terá que esperar sua vez.

Dana White, enfim, define futuro de McGregor: "Quero que ele enfrente José Aldo"

26 de setembro de 2016 0

17564129

*Por Nícolas Andrade

Demorou, mas Dana White anunciou o que todos os brasileiros fãs do MMA queriam ouvir. Conor McGregor deve enfrentar José Aldo. Quase um ano após vencer o brasileiro, o atleta irlandês terá que defender o seu cinturão em uma revanche.

“McGregor está com o pé lesionado, mas acha que pode lutar. Eu quero que ele enfrente José Aldo”, afirmou o chefão do UFC ao Yahoo Sports. A luta pode, inclusive, ocorrer já em novembro, no UFC em Nova York.

Desde o dia 12 de dezembro de 2015, quando se sagrou campeão dos penas, McGregor não luta na categoria. Neste tempo, o atleta perdeu e venceu Nate Diaz, na divisão dos meio-médios. Enquanto isso, José Aldo vencia Frankie Edgar e se tornava o campeão interino da categoria.

Nas próximas semanas, o UFC deve dar prosseguimento a ideia do combate.

Rafael dos Anjos critica critérios do UFC, mas afirma: "Sei o caminho para chegar de volta ao topo"

24 de setembro de 2016 0

14333703_1188881214488343_583372137966503167_n

*Por Nícolas Andrade

O lutador brasileiro Rafael dos Anjos foi o entrevistado deste sábado do Trocação Pura. No bate-papo com Sérgio Boaz, o ex-campeão dos leves comentou sua preparação para encarar Tony Ferguson, no dia 5 de novembro, no México. Em Los Angeles, onde se prepara para o duelo, o atleta falou sobre seu adversário, comentou a negativa do UFC em realizar uma revanche imediata contra Eddie Alvarez e comentou a atual situação da companhia.

Confira os principais trechos:

A luta contra Tony Ferguson

“Estou bem ansioso, com fome de vitórias. Já estive nessa posição antes. Sei o caminho para chegar de volta ao topo. Vou trabalhar duro. Estou com saúde, estou novo, sem lesão, mal posso esperar por novembro. Acho que o Tony Ferguson é um lutador duríssimo e é o cara que vai me credenciar para uma futura disputa de cinturão.”

A negociação da luta com Ferguson

“Não escolho luta, não tento fazer cartel pegando lutinha mole. No UFC só lutei com os melhores. Venho lutando com os melhores há oito anos. Quero uma luta que me credencie ao cinturão. Ninguém melhor que o Tony Ferguson que vem de vitórias. Não vou mudar nunca. Gosto de desafios e enfrentar os caras mais duros do peso.”

A negativa de uma revanche contra Alvarez

“Por exemplo, na minha luta foi rápida. Eu estava dominando as ações quando eu tomei um soco e o cara aproveitou a oportunidade. Na do Fabrício também. Na minha opinião o Fabrício estava tendo a vantagem, mas foi rápida. E a do José Aldo, também, praticamente não teve luta. Acho que quando um lutador perde assim, merece uma revanche. Não foi uma coisa que você foi completamente dominado pelo adversário, e realmente o cara foi melhor. É no MMA, acontece. Nós somos lutadores que merecíamos isso.

Mas, o UFC  tem outros planos. Como o Conor McGregor, quer aproveitar a imagem dele como campeão. Nos pesos-pesados ter um campeão americano. Ter um peso leve americano. Isso influencia. Não sei se agrada ter tantos campeões brasileiros, até pelo fato de o Brasil não vender pay-per-view. Quem compra pay-per-view mora fora do Brasil. Quem compra no Brasil já tem o Canal Combate, tem a assinatura. Manda quem pode, obedece quem tem juízo.”

Privilégios de lutadores como Conor McGregor

“Ele tem os privilégios. Ele vende bastante. O momento do UFC agora não é o quanto você é bom e sim o quanto você vende. Sinto que os lutadores estão perdendo um pouco o estímulo para ser campeão, ser o melhor, ganhar o cinturão. Não é sobre isso. É sobre vender mais, ganhar mais dinheiro. O que adianta ter o cinturão se o cara que não tem ganha vinte vezes mais. Os lutadores estão perdendo a vontade de ser campeão. Todos querem o “money fight”, a luta pelo dinheiro.”

 

Ground and Pound #47: O que esperar do UFC Brasília?

24 de setembro de 2016 0

CtFKlnCWYAA0F9i

O podcast Ground and Pound antecipa as emoções do UFC Brasília. Sérgio Boaz e Nícolas Andrade falam sobre o card, as grandes lutas e onde serão as maiores emoções no evento desta noite.

Bisping aposta em vitória de Ronaldo Jacaré na Austrália e não se opõe a confronto em 2017

22 de setembro de 2016 0

389534_323435267666490_438406570_n

*Por Nícolas Andrade

Michael Bisping já sabe que em seu futuro próximo terá um duelo contra Dan Henderson pelo cinturão dos médios. Mas sua cabeça já está lá na frente. Um quarteto formado por Luke Rockhold, Ronaldo Jacaré, Michael Bisping e Yoel Romero vem desafiando constantemente o inglês para lutas envolvendo o seu cinturão.

Bisping afirmou ao Champions.co que não se opõe a lutar contra qualquer um deles. Porém, no duelo que deve definir o desafiante ao cinturão, entre Rockhold e Jacaré, o inglês tem um favorito, o brasileiro.

“Acho que Jacaré vence. Acho que Rockhold nunca mais será o mesmo. Acho que eu o expus, para ser sincero. Acho que expus seu queixo, com certeza. Se Jacaré ficar de frente para ele, com certeza pode pegá-lo”, destacou o campeão.

Rockhold e Jacaré lutam no dia 26 de novembro, em Melbourne. Bisping e Henderson lutam em 8 de outubro, em Manchester.

Sérgio Boaz: "O UFC precisa criar uma categoria para Cris Cyborg"

21 de setembro de 2016 0

14102627_10153754166001892_553533133930695204_n

O UFC Brasília ocorre neste sábado e a grande atração será a estrela do MMA mundial Cris Cyborg. A campeã do Invicta, vai lutar em um peso combinado, de 63,5 Kg, contra Lina Lansberg. No Trocação no Youtube desta semana, Sérgio Boaz comenta o fato de a brasileira ter que lutar em lutas assim, sem uma categoria para poder se manter como campeã, como é no Invicta.

Fabrício Werdum fala sobre vitória contra Browne e explica preferência por Velasquez

19 de setembro de 2016 0

12036810_903326753080554_6464302336215289593_n

O peso-pesado Fabrício Werdum foi o entrevistado do Trocação Pura do último sábado. No bate-papo com Sérgio Boaz, o gaúcho comentou a vitória contra Travis Browne, explicou o acidente no elevador do hotel de Cleveland, antes da luta e projetou seu futuro no UFC.

Werdum tem uma preferência clara por Cain Velasquez. O “Vai, Cavalo” explicou que Stipe Miocic vai tirar alguns meses para curtir sua lua de mel e o ex-campeão surge como principal luta para seus interesses.

Confira os principais trechos:

A voadora no início da luta

Essa voadora foi espetacular, muito comentada, foi a terceira vez que eu fiz. Fiz no Pride, no Jungle Fight contra o Napão. Não estava programado. Foi no improviso mesmo, senti, vi o rosto dele, vou começar com uma voadora para dar uma emoção. (…) Ele deu uma tonteada, fiquei feliz.

A estratégia para o duelo

O nome da luta era calma. O Rafael, o Cobrinha me seguraram muito. Acho importante isso, manter a estratégia até o final.

O acidente no elevador

A gente subiu até o segundo andar, ali entraram mais 3 lutadores. Quando eles entraram o elevador começou a descer. O sistema de segurança deu uma travada, mas o impacto foi forte.

Revanche com Miocic fica para depois

Pelo que eu vi depois da luta, pelo que eu ouvi do Miocic, tenho que dar o mérito para ele, defendeu o título bem, nocauteou o Overeem. Ele lutou bem rápido depois de ganhar de mim. Não é normal acontecer isso. (…) Acho que ele vai lutar só no ano que vem. Por isso não foi anunciado nada. Não estou sabendo de nada ainda.

Preferência por Velasquez

Eu já tinha pensado nisso também. Acho que dei um depoimento que sabia que o Miocic ia voltar no ano que vem. Ele falou diretamente a mim. Acho que o mais justo seria eu e o Cain Velasquez para ver quem vai pelo cinturão.

No momento qualquer luta não seria interessante. Estou vindo de vitória sou o primeiro do ranking. Não seria bom negócio pensando na estratégia, arriscar com outro atleta neste momento.

Ground and Pound #46: Fabrício Werdum aceita luta contra Velasquez

16 de setembro de 2016 0

13151563_1027187830694445_4194212095639245376_n

No podcast desta semana, Sérgio Boaz e Nícolas Andrade falam sobre Fabrício Werdum. O gaúcho aceitou um duelo contra Cain Velasquez, uma vez que Stipe Miocic deve retornar só no ano que vem ao octógono. No Trocação Pura de sábado, o gaúcho fala sobre o assunto, mas já antecipamos no podcast como está o sentimento de Werdum para o duelo que agora só depende do “ok” do UFC.

Sérgio Boaz: "Werdum também não terá sua revanche? Então rasguem o ranking do UFC"

14 de setembro de 2016 0

14316886_1399179540096654_5698989687081580818_n

Ao que parece, Fabrício Werdum, assim como José Aldo, também não terá sua revanche pelo cinturão do UFC tão cedo. Apesar da vitória no mesmo evento de Miocic, Dana White não gostou da atuação do gaúcho e o nome de Cain Velasquez já surge como possibilidade. Este é o tema do comentário do Sérgio Boaz no Trocação no Youtube desta semana.