Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

#GroundAndPound 41: Ouça sobre a indignação de Jacaré, o doping de Lesnar, a volta de Holm e mais

22 de julho de 2016 0

13450943_10153631564875770_5104811309650334319_n

O podcast Ground and Pound desta semana chega com Sérgio Boaz e Nícolas Andrade falando mais sobre a indignação de Jacaré por não receber a chance de lutar pelo cinturão dos médios. Tem ainda o doping de Brock Lesnar, o UFC em Chicago e a volta de Holly Holm ao octógono:

Jacaré desabafa: "Vou perder umas lutas para ver se disputo o título"

20 de julho de 2016 3

13615129_10154952376103998_7016692951610389116_n

*Por Nícolas Andrade

Ronaldo Jacaré está indignado com a escolha de Dan Henderson para disputar o cinturão dos médios. E não é para menos. O brasileiro era o candidato natural ao desafio, vem de vitória contra Vitor Belfort e na única derrota recente, para Yoel Romero, o resultado foi contestado por todos.

“Acredito que quem manda são os fãs e a gente pode virar esse jogo. E acredito que, no mínimo, ele tem que escolher uma luta que faça sentido. Tem eu, tem o Rockhold e tem o Chris Weidman. Então ele escolhe uma luta que faça sentido, e não uma que não faz sentido algum”, disse Jacaré em entrevista ao Combate.

O brasileiro ainda questionou: “Tem um nadador que é super casca-grossa, Cesar Cielo, super campeão olímpico. E não se classificou, não vai vir para essa do Rio. E tem o Michael Phelps, que é uma fera, se classificou, está vindo para as Olimpíadas. Então eu penso assim: se classificou, luta. Não se classificou, não luta. E Dan Henderson, você não está classificado para lutar. Isso tem me deixado triste. Vou perder umas lutas aí também para ver se ganho essa chance de lutar pelo cinturão.”

O UFC ainda não anunciou data e local para Bisping x Hendo. Por isso, há uma esperança de que o combate não seja confirmado e Jacaré receba sua chance, algo que é improvável pois Dana White já deu sinal verde para a luta envolvendo o campeão e o veterano, possivelmente em Manchester.

Imagem publicada por Jacaré em seu Facebook

Imagem publicada por Jacaré em seu Facebook

Mesmo favorito, Cormier admite que ficou impressionado diante de Anderson Silva

19 de julho de 2016 0

13620803_1290264890991162_5766219644926938525_n

*Por Nícolas Andrade

Anderson Silva para muitos pode estar acabado MMA, mas o campeão dos meio-pesados, Daniel Cormier, não partilha desta ideia. Em entrevista nesta semana, o atleta afirmou que ficou impactado ao ver em sua frente uma lenda do esporte mundial no UFC 200.

“Não me importava que fosse Anderson Silva, eu só queria arrebentar com ele. Mas, quando olhei para o outro lado do octógono e o vi na posição de aranha que ele sempre faz, eu pensei: Uau! É o Anderson Silva!”, revelou o campeão a um programa norte-americano.

Cormier disse ainda que precisava vencer a luta por ser o grande favorito e que isso deu uma pressão a mais para o evento. Agora o campeão dos meio-pesados aguarda seu próximo adversário.

 

VÍDEO: Conheça o armlock com a raspada no calcanhar

18 de julho de 2016 0

Sérgio Boaz com a orientação do professor Matheus Knorr, da Drill Jiu-Jitsu, mostra o Armlock com raspada no calcanhar, golpe que já foi muito utilizado no UFC.

#GroundAndPound 40: Ouça sobre a repercussão do UFC 200, o futuro dos brasileiros que estiveram no evento e mais

16 de julho de 2016 0

13709761_1495553627137402_5506907934956463277_n

O podcast Ground and Pound está de volta para repercutir a semana histórica do UFC 200. Sérgio Boaz e Nícolas Andrade falam sobre o futuro de Rafael dos Anjos, Cláudia Gadelha, Anderson Silva, José Aldo e da campeã Amanda Nunes. Tem ainda a fúria de Jacaré e o crescimento de John Lineker.

*O podcast foi gravado antes da notificação da USADA sobre o doping de Brock Lesnar.

Ouça outros podcasts

Ídolo do Pride, Ricardo Arona quer retomar a carreira no MMA; Ouça

16 de julho de 2016 0

ADHEJsls_400x400

O brasileiro Ricardo Arona, que protagonizou grandes lutas no Pride, foi o entrevistado do Sérgio Boaz no Trocação Pura deste sábado. No bate-papo, o carioca que está com 37 anos revelou que ao ver nomes como Alistair Overeem e Dan Henderson, vencidos por ele, disputando cinturões no UFC, sentiu que era a hora de retomar sua carreira:

“Ano que vem tenho planejamento de voltar ao mundo das lutas. Por ver esses caras lutando pelo cinturão até hoje”, revelou.

Arona relembrou a idolatria dos japoneses nos tempos de Pride: “O ADCC teve grande valor, claro, mas não tinha a coisa da troca de golpes, do MMA. Já no Pride você tinha o evento com pouquíssimas regras e rounds de 10 minutos. No primeiro round já tinha que provar a que veio. Eram 90 mil pessoas assistindo, muita pressão. Era um ringue grande onde tudo acontecia.”

Fotógrafo registra sofrimento de Miesha Tate para perder peso antes do UFC 200

14 de julho de 2016 0

Fotógrafo acompanha sofrimento de Tate para perder peso (Joe Amon/Espn.com)

Por Pedro Trindade

Ser campeão do Ultimate requer alguns sacríficos. Entre os desafios enfrentados pelos postulantes a detentores do cinturão está o de não ultrapassar o limite de peso exigido em sua categoria. Caso ocorrido com a ex-campeã dos galos da organização, Miesha Tate.

Antes de ser derrotada pela brasileira Amanda Nunes no UFC 200, Tate penou para bater os 61 kg na pesagem oficial do evento – duzentos gramas abaixo do limite dos galos. O site ESPN.com publicou uma série de imagens registradas pelo fotógrafo Joe Amon, que acompanhou a lutadora durante os dias que antecederam o evento.

Em uma das fotos, Miesha Tate aparece deitada sobre uma toalha, com aparência de cansada. O namorado de Tate, Bryan Caraway, carrega uma bolsa de gelo e na outra mão verifica a frequência cardíaca dela. Ao fundo, os treinadores preparam uma banheira quente para ela acelerar a perda de líquidos.

No dia da pesagem, ocorrida em Las Vegas, Tate teve que ficar completamente nua para atingir o limite dos pesos galo.

Após nocaute, brasileiro fica próximo de luta pelo cinturão dos galos

14 de julho de 2016 0

13645153_1048991048489578_8298098670178320411_n

*Por Nícolas Andrade

A quarta-feira foi de UFC na Dakota do Sul e um brasileiro foi o principal destaque. John Lineker venceu Michael McDonald por nocaute na luta mais importante de sua carreira. Agora, o peso galo está muito próximo de uma chance de lutar pelo cinturão da divisão.

Ainda no octógono, Lineker provocou: “Estou muito feliz em lutar o main event. Espero ter agradado, vim para dar show e espero lutar mais main events e pelo titulo. Dominick Cruz, estou chegando.”

A situação na divisão dos galos ficou assim (ordenando pelo ranking):

Dominick Cruz: Campeão da divisão.

TJ Dillashaw: Ex-campeão, perdeu para Cruz e vem de vitória no UFC 200 contra Raphael Assunção. É o principal candidato para a próxima luta pelo cinturão.

Urijah Faber: Vem de derrota para o campeão.

Raphael Assunção: Vem de derrota para Dillashaw.

Bryan Caraway: Vem de uma sequência de duas vitórias, mas antes disso havia perdido para Assunção.

Michael McDonald: Vem de derrota para Lineker.

Aljamain Sterling: Vem de derrota para Bryan Caraway.

Cody Garbrandt: Nove vitórias em nove lutas, mas ainda não enfrentou um Top 8.

John Lineker: Vem de cinco vitórias.

O mais provável seria uma revanche para Dillashaw, já no próximo combate de Cruz.  Se esta for a luta escolhida, Lineker deve enfrentar Caraway para definir o ficha 2.

Se o UFC quiser dar mais rodagem a Dillashaw, deve optar por Caraway ou Lineker. Apesar de um ranking pior, o brasileiro vem de uma sequência maior de vitórias, por isso, deve ser o escolhido.

Cody Garbrandt corre por fora, mas o Ultimate não vai colocar o americano em um posto tão alto sem encarar um Top 8. Por isso, o americano deve encarar Assunção, Faber ou Sterling.

São quatro as lutas possíveis:

Cruz x Dillashaw

Cruz x Caraway

Cruz x Lineker

Cruz Garbrandt

 

Dana White afirma que Ronda Rousey pode ser primeira desafiante de brasileira campeã

13 de julho de 2016 1

ronda-times_587232_FrontPageFeatureNarrow

*Por Nícolas Andrade

A nova campeã dos galos do UFC, Amanda Nunes, vai ter uma pedreira pela frente na sua primeira defesa de cinturão. A principal possibilidade é um confronto contra Ronda Rousey, que dominou a categoria até o ano passado quando perdeu para Holly Holm. Afastada desde então, a lutadora se recupera de lesão e ganhou mais um incentivo do chefão do UFC, Dana White, na terça-feira: “Se a Ronda voltar, vai ter o title shot”, disse ao Fox Sports.

A outra possibilidade, para Amanda, é Holly Holm. A, também ex-campeã, encara Valentina Shevchenko, no próximo dia 23 e será a desafiante caso Ronda não retorne neste ano.

Miesha Tate, que perdeu para a brasileira, vai precisar ficar de molho um bom tempo por conta de uma lesão no nariz.

 

UFC escolhe Henderson para disputa de cinturão e Jacaré reclama: "Por que você está fugindo de mim, Bisping?"

12 de julho de 2016 1

13615129_10154952376103998_7016692951610389116_n

*Por Nícolas Andrade

O pedido de Dan Henderson foi atendido. O veterano de 45 anos será o primeiro desafiante de Michael Bisping pelo cinturão dos médios. O fato, claro, irritou o brasileiro Ronaldo Jacaré que, mais uma vez, foi deixado de lado.

O comunicado foi feito por Dana White, após o UFC 200. Em entrevista a um canal local, o chefão da companhia afirmou que Manchester deve receber o combate, pedido feito por Bisping.

Nas suas redes sociais, Jacaré não escondeu a decepção: “Você e os fãs sabem que eu sou o próximo desafiante. Então por que você está fugindo de mim, Bisping?” Antes disso, o brasileiro já havia postado: “Se o UFC quer homenagear o Dan Henderson então o coloca no Hall da fama do UFC, não roubem o que eu conquistei!!!”

A luta entre Bisping e Henderson deve ser anunciada oficialmente nos próximos dias, com data e local confirmados.