Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
clicRBS
Nova busca - outros

Posts com a tag "Dana White"

Dana White diz que boatos sobre venda bilionária do UFC não são verdadeiros

22 de junho de 2016 0

dana-white

As informações de que o UFC estaria sendo vendido por cerca de R$ 14 bilhões a empresários chineses não são verdadeiras, disse Dana White. Segundo o norte-americano, a negociação não está nos seus planos.

“Essa é uma das coisas mais deturpadas da história da companhia. Tenho batalhado muito para fazer as coisas darem certo no UFC. Não vou simplesmente entregar tudo a outro regime. Não se preocupem com esse assunto. Essa é a última coisa que as pessoas que trabalham no UFC  têm de se preocupar”, declarou em entrevista ao programa UFC Unfiltered.

Os rumores vêm da imprensa norte-americana desde maio. Na semana passada, a ESPN-EUA voltou a repercutir a suposta proposta dos chineses.

Dana White quer Aldo x McGregor em estádio para 100 mil pessoas

22 de julho de 2015 0

aldo_mcgregor

A lesão de José Aldo atrapalhou os planos do UFC para o evento de número 189. Mesmo que as metas de bilheteria e audiência tenham sido batidas, não estava nos planos da organização colocar um cinturão interino em cena. Mas, agora, o Ultimate quer usar o título de McGregor para promover uma luta ainda maior.

O irlandês deve enfrentar o campeão linear José Aldo para nada mais nada menos do que 100 mil pessoas. A garantia é de Dana White, que afirmou ao “Tim and Sid”, do Canadá, que negocia com o At&t Stadium a realização de um card futuro. O local abriga o Dallas Cowboys, equipe de futebol americano.

O evento ainda está sendo negociado mas já se sabe que é um sonho antigo do UFC a realização de eventos em estádios de futebol. Como a maior rivalidade atualmente na companhia é a de Aldo e McGregor, nada mais justo que os dois sejam os protagonistas deste projeto.

11666053_866370903428044_2157467832646853537_n

Dana White confirma Aldo x McGregor para Las Vegas

12 de julho de 2015 2

* por Sérgio Boaz, direto de Las Vegas

Empolgado com o sucesso do UFC 189, o presidente da organização, Dana White, confirmou em entrevista coletiva que a luta pela unificação dos cinturões da categoria peso-pena, entre o brasileiro José Aldo e o irlandês Conor McGregor, será em Las Vegas. A data provável para o evento é 2 de janeiro de 2016.

“Já está decidido, a luta será em Las Vegas. Aqui as coisas acontecem rapidamente. Adoro a Irlanda, porém lá a estrutura seria muito diferente para esse evento. Então está decretado: é Las Vegas e ponto final”, disse.

Durante a coletiva, Dana demonstrou irritação ao falar sobre o brasileiro.

“Tudo que falam sobre o José Aldo é mentira. Os sites falam merda, principalmente quando traduzem para o português. Não quero mais falar sobre o José Aldo, adoro ele e a esposa dele”, afirmou.

Outras lutas

O brasileiro Thomas Almeida venceu pela 19ª vez na carreira e recebeu elogios do patrão por sua atuação na vitória, por nocaute, contra o Brad Pickett – obtida com uma joelhada voadora. Além da vitória, o garoto de 23 anos realizou o sonho de tirar uma foto com seu ídolo, Mike Tison.

Já Robbie Lawler e o canadense Rory McDonald fizeram a luta mais estupenda da noite. Robbie manteve o cinturão dos meio-médios (até 76 kg) ao nocautear o canadense no último round. Segundo Dana, os juízes apontavam a vitória de McDonald até o quarto round.

“Eu achava que a lista estava rigorosamente empatada. No início, parece um monólogo, mas depois foi uma batalha. Se você for agora na enfermaria, verá como eles estão. O Rory quebrou o nariz no primeiro round e não enxergava direito. Mesmo assim, reagiu e acertou diversos chutes na cabeça do Robbie. Quando Rory foi nocauteado, perguntaram para ele em que ano ele estava, e ele não soube dizer”, disse Dana.

Confirmado: José Aldo está fora do UFC 189

30 de junho de 2015 0

17485945

Fim da novela. Se durante a tarde desta terça-feira (30), o presidente do UFC, Dana White, dizia que José Aldo iria enfrentar Conor McGregor daqui a menos de duas semanas, agora a notícia é outra. O chefão do Ultimate recebeu telefonema do treinador do brasileiro, que disse que Aldo não reúne condições de lutar no dia 11 de julho.

“André Pederneiras, seu treinador, ligou basicamente disse que a lesão do Aldo na costela é muito dolorida e que ele não vai lutar”, revelou.

Com isso, o  campeão peso-pena está fora da edição de número 189, em Las Vegas. Diante da mudança, McGregor disputará o cinturão interino com Chad Mendes.

Na entrevista concedida ao canal norte-americano ESPN, Dana White diz que não se sente bem com a notícia, em razão do alto investimento que o UFC fez na promoção deste combate, e que é desapontador.

“Quando Aldo estiver pronto, faremos a luta pela unificação dos cinturões. É a decisão dele”, finalizou.

Dana White projeta que Aldo x McGregor será a melhor luta do ano

30 de março de 2015 0
CBWcTikWUAAFQ0F

Foto: UFC Brasil

O UFC está investindo pesado na divulgação do evento de número 189. Além das provocações de José Aldo e Conor McGregor, a própria companhia faz questão de ressaltar a importância da luta. Em coletiva realizada nesta segunda (30), em Londres, Dana White classificou o duelo como um dos mais importantes da temporada.

“Para mim será a maior luta do ano”, disse o mandatário. Em suas falas, o campeão e o desafiante dos penas repetiram seus discursos. McGregor afirmou que quando não gosta de alguém quer acabar com esta pessoa no octógono. Já Aldo disse que ninguém se importa com seu adversário e que a estrela do evento é sempre o campeão.

Aldo e McGregor duelam no UFC 189, em 11 de julho, no MGM Garden, em Las Vegas. O mesmo evento terá a disputa dos meio-médios entre Robbie Lawler e Rory McDonald.

Aldo foi ao Emirates Stadium no jogo do Brasil

Aldo foi ao Emirates Stadium no jogo do Brasil

Dana White se pronuncia e garante que, por enquanto, Anderson Silva segue como técnico do TUF Brasil

05 de fevereiro de 2015 14
Foto: Divulgação / Facebook

Foto: Divulgação / Facebook

Dana White se pronunciou sobre o exame que constatou doping em Anderson Silva na preparação para o UFC 183. Segundo ele, o brasileiro nunca testou positivo ao longo dos últimos nove anos, onde foi um dos maiores nomes da companhia e, por isso, o UFC vai dar apoio ao Spider durante todo o seu “processo legal”, isso é, enquanto houver contraprovas disponíveis.

“Durante o processo, ele continuará sendo o técnico do The Ultimate Fighter Brasil. Claro que vamos continuar acompanhando as ações da Comissão Atlética de Nevada”, diz a nota oficial. Mesmo assim, Dana garante que confia plenamente nos exames da comissão e disse que eles são de uma grande importância para manter o esporte limpo.

A nota conta ainda com uma parte que causou polêmica nos últimos dias. Afinal, o UFC sabia dos resultados antes da luta? Segundo Dana, não. “O diretor do laboratório de Salt Lake City já explicou o tempo de divulgação e o motivo pelo qual a comissão e o UFC não receberam os resultados antes do dia 3 de fevereiro, após a luta”, disse.

Anderson é técnico do TUF Brasil ao lado de Maurício Shogun e as gravações já iniciaram em Las Vegas. O que se diz, inclusive, é que a notícia chegou ao Spider durante uma dessas gravações.

Veja a nota completa:

Anderson Silva tem sido um dos maiores atletas que o esporte já viu. Ele tem uma longa e única carreira nas artes marciais mistas. Em nove anos com o UFC, Anderson nunca testou positivo para uma substância proibida. Nos guiando por isso, queremos garantir que Anderson teve todo o processo legal e iremos apoia-lo durante todo esse período. Durante o processo, ele continuará sendo o técnico do The Ultimate Fighter Brasil. Claro que vamos continuar acompanhando as ações da Comissão Atlética de Nevada.

Apoiamos irrestritamente o programa de testes da Comissão fora do período de competição, o qual temos financiado quando solicitado ao longo dos últimos dois anos. Testes dessa natureza são importantes para manter o esporte limpo. O diretor do laboratório de Salt Lake City já explicou o tempo de divulgação e o motivo pelo qual a comissão e o UFC não receberam os resultados antes do dia 3 de fevereiro, após a luta.

Uma vez que todos os resultados têm sido tornados públicos e a Comissão Atlética de Nevada tem tomado suas decisões, continuaremos respeitando o processo e avançando nesse sentido.

Dana White quer revanche entre Jones e Gustafsson

05 de junho de 2014 0
Divulgação

Divulgação

Quando esteve em Porto Alegre, Jon Jones disse que a revanche contra Alexander Gustafsson pelo título dos meio-pesados não seria necessariamente sua próxima luta. De volta aos EUA ele declarou que um combate contra Daniel Cormier era uma possibilidade. Agora, Dana White entrou em cena. Em declaração publicada no portal combate.com o mandatário do UFC afirma que o próprio Cormier reconhece que o momento é de Gustafsson e que esta luta precisa ocorrer.

O impasse deve seguir nas próximas semanas. Como Jones falou ao Trocação Pura, “não é apenas lutar”, muita coisa ainda precisa ser negociada. O que se sabe é que a companhia não gosta muito da posição de seus lutadores quando estes escolhem adversário. Jones lutou contra Glover Teixeira em abril e seu retorno ao octógono contra Cormier ou Gustafsson deve ocorrer ainda em 2014.

Após superar Cigano, Velásquez já pensa em Werdum

21 de outubro de 2013 0
Divulgação UFC

Divulgação UFC

O UFC 166 encerrou a trilogia entre Cain Velásquez e Júnior Cigano, com vitória para o americano. Mais uma vez, o brasileiro não conseguiu mostrar sua luta e foi superado pelo atual campeão dos pesados que conseguiu um nocaute no último round. Nocaute este que poderia já ter vindo no terceiro round, quando o árbitro Herb Dean chegou a fazer menção de encerrar o combate, mas deixou Cigano seguir na luta.

A atitude de Herb Dean, foi inclusive criticada por Dana White, o chefão do UFC, que afirmou após o evento que chegou inclusive a pensar em “jogar a toalha”, fazendo uma alusão ao gesto do boxe que sinaliza que um dos atletas está sem condições de seguir no combate.

A luta também foi comentado pelos protagonistas. Cigano afirmou que o resultado foi justo e que deu o seu melhor dentro do octógono. Agora, o brasileiro pretende seguir com os treinos fortes para encarar novos desafios na categoria. O cinturão, por enquanto, fica em segundo plano.

Já Velásquez deixou o combate projetando sua próxima defesa de cinturão. Esta, deve ocorrer contra o também brasileiro Fabrício Werdum. Será a terceira defesa de cinturão do americano desde que recuperou o título, a terceira contra brasileiros. Após vencer Pezão e Cigano, Velásquez afirmou que o próximo desafiante é um bom lutador tanto em pé quanto no chão. Werdum, por sua vez, que comentou a luta para uma emissora mexicana, já com luvas de combate em mãos, disse que o jogo do americano é perfeito para ele.

O combate deve ser confirmado por Dana White para o primeiro semestre de 2014.

Confira a entrevista de Sérgio Boaz com Werdum, após sua vitória contra Minotauro

TUF 18 - Time Rousey empata novamente e treinadora acusa a adversária de racismo

17 de outubro de 2013 0
Divulgação UFC

Divulgação UFC

O embate desta semana na casa do TUF 18 era entre Michael Wooten(Time Rousey) e Josh Hill(Time Tate). Até então, Tate vencia no placar geral por 3 a 2. Apesar de Wooten sofrer para bater o peso da categoria, dentro do octógono ele se mostrou mais eficiente que Hill. O primeiro round contou com tentativas de finalização de Wooten, inicialmente, e de Hill em resposta as investidas do adversário, mas ninguém conseguiu finalizar a luta. Hill, porém, saiu vencedor por procurar mais o embate.

O segundo round, começou com uma joelhada de Wooten que quase nocauteou seu adversário. Hill ficou desnorteado boa parte da luta desde então e perdeu o round, com a luta se desenrolando no chão. Os juízes decidiram então, pela segunda semana seguida, por um terceiro round. A troca de golpes seguiu forte e alternada, mas Wooten fechou o round por cima e levou a luta por decisão unânime.

Divulgação UFC

Wooten(de verde) venceu a luta. Divulgação UFC

As provocações:

Após uma semana de trégua, Ronda e Tate voltaram a trocar farpas. Mais uma vez, a desafiante ao cinturão resolveu mexer com Edmond Tarverdyan, treinador de sua adversária. A ideia de seu time, foi espalhar fotos de um personagem de filme americano, que, segundo Tate, juntava as características de Ronda e Edmond.

Dana White entrou em cena e resolveu retirar todas as fotos da academia, para evitar a confusão. O chefe do UFC declarou que o Time Tate gostaria de arrumar confusão na casa e culpar os adversários. Uma foto porém acabou ficando na academia e chegou às mãos de Edmond Tarverdyan que mostrou à Ronda o ocorrido. A campeã do UFC acusou Tate de racismo contra armênios, por sua implicância a seu treinador.

A confusão ficou por aí e rendeu apenas um aceno com os dedos médios de Ronda á sua adversária após a luta. Na semana que vem se enfrentam Peggy Morgan(Time Rousey) e Sarah Moras(Time Tate).

Confira tudo sobre o TUF 18