Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Bronca

25 de maio de 2009 5

Do leitor Marco Diogo Manetta, de Blumenau,  recebo a mensagem que transcrevo, sem necessidade de comentar. Melhor: comentem vocês.Não se acanhem.

“Não consigo entender, tento, me esforço, mas é difícil. Fui ao Galegão neste sábado ver o jogo pela primeira divisão de futsal do estado (ADHering x Pinhalzinho). A casa não estava nem com 5% da capacidade tomada (3.062 pessoas). Todos sabem das boas condições daquele estádio, não é preciso ficar comentando. O ingresso custava R$ 5, livre de estacionamento. Agora se fosse para ver um outro certo time da cidade, pagando 4 vezes mais (se não for mais), sendo logrado no estacionamento, em um lugar que não tem conforto e nem segurança, teríamos filas, casa cheia e etc. Depois não venham reclamar que a cidade não tem atrativo esportivo.”

Postado por Valther stermann

Comentários (5)

  • MOISES diz: 26 de maio de 2009

    Marco, não é só o FUTSAL que sofre com isso em Blumenau, todos os esportes exeto o FUTEBOL, tem este problema até quando não se cobra ingresso, veja o exemplo de Joinville, lá se investe no esporte (VOLEI, FUTSAL e BASQUETE estão na super liga Nacional)e tem ginásios lotados. Em Blumenau o que falta é “vontade e competência do poder público” que está fazendo do esporte o mesmo que faz com o transito da cidade e também falta o apoio da iniciativa privada, sem isso, fica difícil, falta o conjunto.

  • Jairo diz: 25 de maio de 2009

    Um time mais competitivo, divulgação e apoio do poder público ajudariam para aumentar a torcida no ginásio. Se o time ir se firmando no campeonato gradativamente o público vai aumentar. VAMOS APOIAR NOSSO TIME PESSOAL.

    Agora descontar as mágoas no Metropolitano, aí não né Marco.
    abraço

  • Charles Ringenberg diz: 25 de maio de 2009

    Experimenta colocar a Malwee lá jogando pra ver o que acontece. Vai faltar lugar.

  • Ramon diz: 25 de maio de 2009

    Como bem disse o técnico Bernardinho: “Vôlei é o primeiro esporte do Brasil. Futebol é religião.”
    E, em se tratando de fanatismo, o futsal não é considerado futebol. É uma pena, mas é verdade. O desabafo do Marco Diogo só corrobora isso.

  • Deoclécio diz: 26 de maio de 2009

    Oque não há muitas vezes é divulgação, já deixei de ir em muitos eventos legais em Blumenau porque não soube quando e onde.

Envie seu Comentário