Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Os antigos eram os caras

27 de junho de 2009 9

  Ponte de ferro/Divulgação

Esta ponte foi inaugurada em 1931. Feita a muque, até 1970 serviu de passagem para o trem que serpenteava pelo Vale do Itajaí. Hoje, serve de ligação entre o Centro de Blumenau e o Bairro Ponta Aguda. Está firme e forte, suas fundações estão nem aí para as enchentes que enfrentou e o peso que suportou e continua suportando. Feita no tempo quem as coisas eram feitas para durar.

Pontes construídas muito tempo depois estão a perigo. Corroídas em suas fundações, como é o caso daquela na BR-470, entrada de Ibirama, entre outras. E pelo menos uma em Blumenau, no comecinho da Rua XV.

Atualmente, não conseguimos construir novas pontes que precisamos, nem conseguimos manter as que temos.Talvez seja o caso de voltar no tempo e perguntar aos pioneiros como se faz para para fazer e qual o segredo para fazer bem feito.

Perdemos a mão.

Postado por Valther Ostermann

Comentários (9)

  • fabiano diz: 28 de junho de 2009

    Ninguém mais quer fazer bem feito. Querem ganhar dinheiro, deixar cair e ganhar dinheiro pra fazer novamente. Gastam pouco pra fazer mas cobram como se fosse bem feito. É um bom negócio para empreiteiras e para políticos que recebem verbas para “campanha”. Não é? Infelizmente…

  • RUBENS BACHMANN diz: 28 de junho de 2009

    Na construção o saudoso Wilhiam Theodor Schürmann sofreu uma queda. Graças a Deus, recuperou-se e nos legou seus filhos e seu exemplo de trabalho e participação na sociedade.

  • Sidnei Venturi diz: 28 de junho de 2009

    E assim como as pontes, que foram construídas sobre bases sólidas, sao as pessoas de outrora que recebram educação tbém de bases sólidas.

  • Charles Ringenberg diz: 28 de junho de 2009

    Só pra inticar : será que naquela época tinha licitações e empreiteiras superfaturadas também ?

  • Leandro Karasinski diz: 30 de junho de 2009

    A ponte de ferro quase caiu por falta de manutenção, como qualquer ponte nova ou velha. Foi a Fundação Roberto Marinho que salvou ela e graças a isso, fi possivel após decadas, tornar ela usável, pois não se esqueçam que ela ficou fechada por decada.
    Tudo precisa de manutenção.

  • Julio de Blumenau diz: 29 de junho de 2009

    Valther, só falta voce me confirmar que já era nascido, quando estas travessias foram construidas? Mas o que se percebe aqui no vale e precisa ser ressaltado é a má vontade que a margem esquerda tem com a margem direita e vice versa. Temos até travessia de balsa, ainda. E do jeito que as coisas estão, a tendência é que se amplie a atividade.

  • Pessoa Comum diz: 1 de julho de 2009

    Os antigos eram os caras mas também fizeram muitas c…(nem todos, claro). Eles nos deixaram coisas boas e ruins. Boas: a ponte de ferro. Ruins: como superfaturar uma obra pública, como corromper, como empregar parentes no governo, como se beneficiar do erário público, como mentir e parecer q está falando a verdade, como acabar com as estradas de ferro, como canalizar o esgoto para o rio, como derrubar as matas, como caçar animais silvestres, como ficar rico sem produzir um prego sequer, como…

  • Curt Heise diz: 4 de julho de 2009

    Lamentávelmente os comentaristas esqueceram de mencionar a Ponte do Salto – Hoje Ponte Lauro Mueller.Esta sim, é uma obra de arte, construida no início do século 19. Devem fazer uma idéia como eram movimentados os blocos de granito afim de conduzí-los aos logares próprios e alicerçá-los no leito do Rio. Não se dispunha dos equip. hoje disponiveis. Convém lembrar que em 1911 ocorreu a maior enchente da história – e a ponte – firme. A mesma foi concluida em 1913, com recursos…continua….

  • Curt Heise diz: 4 de julho de 2009

    continuação da história da Ponte do Salto. Eu dizia que a ponte foi concluida no ano de 1913. Segundo a minha mãe, esta conclusão só foi possivel, graças aos recursos que o povo alemão enviou para ajudar os s/conteraneos da região, que tudo perderam (ahí incluido a familia de m/mãe) na fatítica enchente de 1911. 0 telhado da ponte era de zinco e o piso de madeira. Ela vai completar cem anos e está firme.

Envie seu Comentário