Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Depoimento no Conselho de Ética

09 de julho de 2009 3

“Um dia decidi sair do trabalho mais cedo e fui jogar golfe. Quando estava escolhendo o taco, notei que havia uma rã perto dele. Então a rã disse:

- Croc.. croc.. taco de ferro, número nove.

Eu achei graça e resolvi provar que a rã estava errada. Peguei o taco que ela sugeriu e bati na bola. Para minha surpresa, a bola parou a um metro do buraco. Uau! – gritei, me virando para a rã:

 - Será que você é a minha rã da sorte?

Então resolvi levá-la comigo até o buraco.

- Croc.. croc.. taco de madeira número três.

Peguei o taco e bati. Bingo! Direto no buraco. Dali em diante acertei todas as tacadas e acabei fazendo a maior pontuação de minha vida. Resolvi levar a rã para casa e, no caminho, ela falou:

- Croc.. croc… Las Vegas.

Mudei o caminho e fui direto para o aeroporto. Nem avisei minha mulher. Chegando em Las Vegas a rã disse:

- Croc.. croc.. cassino, roleta.

Evidentemente, obedeci a rã, que logo sugeriu:

- Croc.. croc… 10 mil dólares, preto 21, três vezes seguidas.

Era loucura fazer aquela aposta, mas não hesitei. E ganhei milhões. Peguei toda a grana e fui para a recepção do hotel, onde exigi a suíte imperial. Tirei a rã do bolso, coloquei-a sobre os lençóis de linho egípcio e disse:

- Rã querida, não sei como lhe pagar todos estes favores.

- Croc… croc… me dê um beijo.

Relutante, a beijei, e ela se transformou numa linda ninfeta de 16 anos, completamente nua, sentada sobre mim. Ela foi me empurrando bem devagarinho para a banheira de espuma…

Juro por Deus – disse o deputado ao presidente da Comissão de Ética.

 - Foi assim que consegui minha fortuna e foi assim que aquela menina menor de idade foi parar no meu quarto.”

Todos os integrantes da Comissão acreditaram e o processo de quebra de decoro foi arquivado.

(Autor desconhecido)

Postado por Valther Ostermann

Comentários (3)

  • Janí diz: 9 de julho de 2009

    Qualquer semelhança com a realidade em nosso congresso é mera coincidência.

  • Sidnei Venturi diz: 10 de julho de 2009

    Caramba !!! Quase me convenceu !!!

  • Charles Ringenberg diz: 10 de julho de 2009

    Ótima adaptação do texto ! Faltou dizer que as passagens pra Las Vegas e o cachê da ninfeta foi com dinheiro público.

Envie seu Comentário