Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Me lembrou Ayrton

25 de julho de 2009 6

Ayrton Senna do Brasil/Divulgação

Até a morte de Senna eu nunca havia perdido uma única transmissão de GP da Fórmula 1. Acompanhei-o em todas as pistas, até a derradeira corrida. A do acidente.

E sofri, sofri demais. Eu e milhões de brasileiros. A morte do nosso amigo das manhãs de domingo fez o Brasil chorar. Choramos. Chorei. Foi uma perda pessoal. Foi uma dor das mais doídas.

Neste sábado, o Massa fez emergir toda aquela angústia nunca esquecida. Impacto no capacete, carro desgovernado, batida na proteção, tudo muito parecido. O mesmo aperto no coração. O Massa está bem, voltará a correr.

O Ayrton, nunca mais. Bateu uma saudade…

Postado por Valther Ostermann

Comentários (6)

  • Raitz diz: 27 de julho de 2009

    Eu acompanho F1 desde que me conheço por gente (e faz tempo… rs.).

    Sinceramente, o acidente do Felipe não me lembrou a do Ayrton; com relação à similaridade dos fatos.

    No acidente do Felipe, ele bateu numa proteção de pneus e tinha marcas de freada. Além disso, nunca se teve notícias confirmadas de risco de morte do piloto da Ferrari. Já no de Senna, tudo isso ao avesso: direto no muro, nada de freio e sem notícias boas depois.

    No caso “Felipe”, em vez de “aperto”, senti confiança.

  • Pessoa Comum diz: 26 de julho de 2009

    Pessoas comuns não pilotam um carro desses. Também estou com pena do Robinho. As gozações já começaram a circular na rede. Sempre achei que pegavam demais no pé dele e do Maicon Jackson. Agora que o MJ se foi, vai sobrar em dobro para o Robinho. Mas, que bom que, pelas notícias, o Massa está se recuperando. É um esporte perigoso. O piloto Henry Surtees, perdeu a vida semana passada, numa corrida da Fórmula 2.

  • Gerson Luiz diz: 25 de julho de 2009

    Só espero que não queiram crucificar o Rubinho pelo acontecido com o Felipe. Brasileiro é assim mesmo pois não perde uma oportunidade p/ viver gozando dos outros. Quero ver uma pessoa comum pilotando um carro desses no “fio da navalha” como eles fazem. Esses pilotos até ganham uma boa grana, mas estão o todo tempo se arriscando.

  • Valdemir Nicoletti diz: 26 de julho de 2009

    Também lembrei o acontecido com o Senna. Parecia até replay…

  • Isabel diz: 25 de julho de 2009

    Não sou fã desse tipo de esporte mas respeito a opção de quem gosta. Apenas penso que, com a velocidade que esses pilotos andam, eles devem ter consciência do que pode acontecer. E é óbvio o que pode acontecer. O que me preocupa é que há ¨pilotos¨ em nossas estradas e rodovias, que tentam imitar os pilotos das pistas de corrida, e acabam conseguindo…

  • Bueno diz: 27 de julho de 2009

    Pessoa Comum, é Rubinho, de Rubens. E não Robinho, de Robin. rs*
    Ah, aquela charge do “rubinho-mario-kart” foi loco. Que povo criativo, esse brasileiro, heinhô?!….O circo agora vai pegar fogo.

Envie seu Comentário