Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Para, mundo, que eu quero descer

29 de julho de 2009 7

A Constituição garante, de fato, o direito de ir e vir. Mas a coisa anda tão violenta que ir não é garantia de vir. Sair de casa, em certos horários – quase todos – é ato de coragem. As ruas quase não nos pertencem mais. Nem os parques públicos. Quando o fato não se dá conosco, ainda pode sobrar uma bala perdida.

No Rio, estão construindo condomínios com um novo apelo de venda: tem tudo o que você precisa para não sair de casa. Em outras palavras, presídios para o cidadão de bem. Confortáveis, porém presídios. Mas só para quem tem grana. Ao contrário dos que o governo não constrói, são feitos para que o bandido não entre.

E como tem gente preocupada com os direitos dos bandidos!

São os que invocam a garantia de ir e vir para manter arruaceiros de todas as idades na rua, no parque, em todos os lugares, em todos os horários.

 

Postado por Valther Ostermann

Comentários (7)

  • Sidnei Venturi diz: 30 de julho de 2009

    Acabei de assistir no JA o vídeo do assalto a mao armada a uma padaria na Rua dos Caçadores. Eu disse ASSALTO A MAO ARMADA, onde o vagabundo meteu o revolver na cara de todo mundo lá dentro.
    Mas o que mais me espantou foi o repórter definir o ato como PEQUENO DELITO.
    Assim fica difícil acabar com a violencia.

  • Ale diz: 30 de julho de 2009

    A Constituição… Os Direitos Humanos… O ECA…. E eu pergunto: Onde é que estão os nossos direitos, o direito das pessoas de bem? Realmente não é de se admirar que tenhamos de nos trancar em casa…

  • Curt Heise diz: 1 de agosto de 2009

    Bastou um vereador acenar com um projeto que cingisse o direito dos menores de 16/18 anos de ir e vir – e já veio a turma do “deixa disso`. Eu tenho um conselho – quem defende que os menores tem direito de ficar nas ruas após as 22 e/ou 23 horas que se responsabilizem por êles e por seus atos. Pois, quem vai para a escola e/ou trabalhar no outro dia, tem que dormir cedo. Acordem seus pais. Está na hora de cuidar dos filhos que êles colocaram no mundo. Façam a sua parte e urgentemente.

  • Sidnei Venturi diz: 30 de julho de 2009

    Esse é o resultado do trabalho dos políticos que vem nos dar tapinhas nas costas nas vesperas das eleiçoes.
    Aí se elegem,embolsam gordos salários acompanhados de inumeros benefícios e o povo…sifu…

  • Sidnei Venturi diz: 30 de julho de 2009

    Aqui em casa a chumbera tá carregada até a boca e os rotwheilers adoram bata da perna.
    Mas peraí…o vagaundo vai entrar aqui, eu vou meter chumbo no rabo dele e os hots vao terminar o serviço. Caramba…vou mofar na cadeia. O bandido vai virar vítima.

  • fulvio campos santos diz: 29 de julho de 2009

    eu pessoalmente posso lhe dizer que um dos locais mais perigosos da cidade são os pontos de onibus da rua 2 de setembro, escapei duas vezes de ser assaltado, por dois desses queridos adolescentes marginais, que a sociedade tanto protege. Acho que vamos ter que começar a nos defender com a mesma violencia que eles usam contra nos, tenho 50 anos. estou revoltado

  • Luiz diz: 31 de julho de 2009

    Pior que os infratores (tanto adolescentes quanto adultos) são os seus defensores, demagogos de plantão, que impedem que sejam feitas mudanças mais duras para estabelecer a ordem nesse país tão bagunçado e violento como o Brasil.
    *
    Infelizmente o que predomina em nosso país é o politicamente correto, transformando criminosos em vítimas e quem discorda com isto é logo criticado por estes “intelectuais” demagogos.

Envie seu Comentário