Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.

Motos

19 de julho de 2010 3

A frota de motocicletas no Brasil registrou um crescimento de 105% nos últimos cinco anos, contra 40% dos veículos de quatro rodas.

Em 46% dos municípios brasileiros as motocicletas superam os carros.

Já é tempo, então, de uma mexida na legislação, abrindo espaço – o setor de serviços depende delas – e, principalmente, aumentando o rigor na concessão de licença para pilotar e penalização dos abusos no trânsito.

Comentários (3)

  • Anderson diz: 20 de julho de 2010

    Valther, bom dia. O crescimento do número de motos também levou a um grande aumento do número de acidentados. Sou médico no INSS e me impressiona o número de lesões graves que vemos todos os dias. Em alguns anos estaremos parecendo algumas cidades africanas (onde havia muitas minas terrestres), com muitos jovens usando muletas em virtude de sequelas devidas a acidentes de motocicleta. É bom o poder público começar a levar a sério este grave problema.

  • Bueno diz: 20 de julho de 2010

    Não é preciso mexer na legislação.
    É só aplicá-la, na íntegra e na prática.

  • Natal Marchi diz: 20 de julho de 2010

    Os malabarismos que muitos motoqueiros fazem com esse meio de locomoção tem ceifado a vida de pessoas na flor da idade.

    A juventude é o período da vida em que se age muito e se pensa pouco antes de agir. O resultado disso todos sabemos qual é.

    Se conselho fosse bom, a gente venderia, dizem muitos. Mesmo assim é válido salientar que a vida é uma só. Preservá-la é, pois, o maior dos deveres.

    Às autoridades do trânsito cabe a responsabilidade de fiscalizar esse emaranhado de veículos de duas rodas.

    Por falar nisso, a Lei Seca morreu? Precisamos ressuscitá-la.

Envie seu Comentário