Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Dúvida

20 de setembro de 2010 4

Puxei o assunto em minha coluna no Santa:

“Sucessos musicais transformados em jingles de propaganda política nos fazem acreditar que os candidatos estejam autorizados pelos compositores. Pretendentes a representantes do povo certamente não cometeriam usurpação de direitos autorais, certo?”

Quando vemos o Ecad tascando multas em cima de pequenos comerciantes com um radinho ligado em cima do balcão, custa crer que pretendentes a cargos legislativos – fazedores de lei, é bom frisar – fariam campanhas políticas plagiando sucessos musicais sem pagar direitos autorais.

Ou fariam?

Comentários (4)

  • Sidnei Venturi diz: 20 de setembro de 2010

    BURLAR AS LEIS PARA OS POLÍTICOS É FICHINHA.

  • Dionizio diz: 21 de setembro de 2010

    Venho comentar sobre artigo da edição do dia 20 de setembro de 2010.
    Na questão do orçamento para a habitação, depois de mais de um ano voltado para a tragédia de 2008 tem muita gente que esta pagando aluguel, ou esta nos abrigo, ou na casa de parente que é o meu caso e de mais algumas pessoas que trabalha comigo. E não são poucas não! Eu trabalho em uma grande empresa têxtil e tem muita gente com o mesmo problema. Todas têm os documentos necessários e que os órgãos publicam exige na época por sinal muito papel. Alguém pode pensar então. Estão fazendo os prédios para essas famílias certas! Errado nem todas tem o direito só porque essas pessoas ganham renda familiar acima de 1.395,00 reais bruto. Os órgãos acham que umas pessoas que pagou seu terreno sua casa e os impostos no decorrer dos anos anteriores da tragédia sem falar aqueles que só perderão sua casa e vão ter que pagar seus impostos por um monte de entulho no terreno. Tem condições para pagar um financiamento particular para sua habitação, comer, vestir, e etc. A si próprio e seus familiares. Não estou querendo mais que ninguém mais tem gente com casa melhor que a minha que caiu com a tragédia nas áreas invadida. Estamos pensando em organizar uma invasão de qualquer terreno talvez de um político para depois ele ser bem indenizado, ai pode ser que nos demos os mesmo direitos. O que teve sempre certo agora não direito a nada e o que teve sempre irregular tem todos. Vale apena ser correto?

  • Curto&Grosso diz: 22 de setembro de 2010

    Vale a pena ser correto sim !
    O que deve ser feito é uma mobilização dos que sentem prejudicados e desta forma pressionar as autoridades competentes de forma com que se faça justiça.
    Poderíamos esperar o que em um país onde a maioria dos eleitores vendem seus votos por uma dentadura ou um saco de feijão e onde se aceita tudo e compactua com verdadeiros ladrões ?
    Não podemos pensar em mudar os nossos governantes e o quadro político atual reinante sem antes promovermos mudanças em nós mesmos. Vamos aproveitar e nesta necessária mudança, adicionar pelo menos um pouquinho de vergonha na cara !

  • Caio S. diz: 23 de setembro de 2010

    O pior é o resultado e a qualidade das músicas com a adaptação pelos políticos.
    Manda o Ecad p/ cima deles!!!!!

Envie seu Comentário