Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

A lambança do Santos

22 de setembro de 2010 1

A primeira delas foi não ter vendido Neymar. O desorganização e politicalha imperam em todas as áreas desse Brasil, e não seria no futebol que seria diferente. O Santos perdeu uma chance de ouro, literalmente, de vender o jogador Neymar e deu no que deu. O gurizão está com os hormônios a mil por hora, bajulado em excesso em toda parte e em clara decadência no seu belo futebol, justamente pela fama repentina , aliado a ausência dos companheiros como Ganso e André. E tudo isso era previsto, Neymar nada mais é que a reapresentação do filme Romário, Edmundo, Renato Gaúcho e outros.

Não existe como segurar um gênio do futebol aqui no Brasil, é muito oba!, oba!, festa e falta de seriedade. Segundo, foi também na manutenção de Paulo Henrique Ganso, que valia milhões de dólares e agora encontra-se operado e ficará fora do futebol por pelo menos um ano, seis meses de tratamento e mais seis para entrar em forma. Se é que voltará a ter a forma de outrora, vide casos de Zico, Ronaldo Fenômeno e Kaká, que após lesão nunca mais foram os mesmos. Para encerrar a séria de burradas, quando alguém tenta dar uma dura no gurizão que é o seu técnico Dorival Junior, a diretoria, certamente pressionado pelos patrocinadores demitem o técnico. Criando aí sim, o “monstro” a qual o técnico Renê Simões do Atlético de Goiás se referiu. Imaginem agora quem domará a fera, que tem o poder de demitir um técnico consagrado e a nível de seleção brasileira como Dorival Junior.

São casos como esse e outros que fazem do futebol brasileiro uma verdadeira esculhambação, que só sobrevive por ter matéria prima de sobra e um torcedor apaixonado pelo esporte que somos nós.

Paulo Curvello, de Balneário Camboriú

Comentários (1)

  • Felipe Nähring diz: 23 de setembro de 2010

    Discordo de ti Paulo!

    O futebol hoje no Brasil move-se através de trabalhos em torno do marketing. O Santos hoje é um dos clubes que mais aparece na mídia, no Brasil. Haja visto que a Seara, patrocinadora da copa do mundo, veio a se tornar parceira do Santos, assim como outras empresas que, inclusive, pagavam grande parte do salário do Robinho (outra grande estrela do futebol mundial que por hora desfilou nos gramados brasileiros).

    Por tais motivos o Santos elevou, obviamente, o seu arrecadamento financeiro de uma forma potencial, e não por menos, faturou os dois campeonatos que disputou no primeiro semestre. Isso tudo num trabalho de apenas 8 meses, pois o Santos não trabalhava desta forma na gestão anterior.

    Além do mais, hoje o futebol mundial gira em torno não só das arrecadações com marketing, mas também dos seus sócios. Um jogador como o Neymar é pago, facilmente pelos seus sócios através das rendas nos estádios.

    Um time sem ídolos não se consagra. Um time sem ídolos não ganha títulos. Um time sem ídolos e sem títulos não gera renda. Um time sem renda quebra! E assim, quebrados!! então todos os clubes brasileiros.
    Enquanto a consciência de alguns diretores (assim como a tua) não mudar, os times brasileiros continuarão cada vez mais quebrados!!

    É lógico que há como segurar estrelas do futebol no Brasil! Pra que exemplo maior do que o Ronaldo no corinthians, sendo pago não pelo time, mas sim pelas parcerias e pelas rendas dos jogos???

    O Neymar tem que ficar no Santos, pra aprender a virar homem, pois é tão e somente um moleque folgado, mas que joga muito! O Santos precisa ficar com o Neymar por tudo que escrevi acima. O Santos errou ao perder o seu comandante Dorival Jr., e quem mais vai perder com toda essa confusão é a instituição Santos Futebol Clube.

    Me desculpa ae Paulo, discordo de ti!
    Abraços, só alegria.
    Saudações Alvinegras (dói prum Santista perder pro corinthians em casa…)

Envie seu Comentário