Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Leis boazinhas

25 de novembro de 2010 8

Nossas leis boazinhas criaram um escudo de proteção para traficantes. Cidadão flagrado com 19 pedras de crack alega à polícia – ou à Justiça – sua condição de usuário e fica livre como uma andorinha. Isto não é um exemplo, é um fato. Aconteceu. Em Blumenau.

O tal de “para consumo próprio” já livrou a cara de muito bandido por aí. É frustrante para a polícia, para o Judiciário e para a sociedade. Só é bom para o traficante e para seus financiadores, os consumidores de drogas.

Desta frustração surgem idéias que, se a princípio nos impactam, também demonstram a desesperada necessidade de fazer alguma coisa para quebrar a barreira que nos sufoca. Uma delas é a de fazer o flagrado com drogas engolir a mercadoria. Se for, de fato, pequena quantidade para uso próprio, sobreviverá. Mas se não…

Vamos deixar claro que isto é apenas um rumor, uma conversa, uma idéia que circula entre os que não suportam mais a frustração de nada poder fazer quando há muito para ser feito.

A que ponto chegamos! A que ponto nossas leis nos fizeram chegar.



Comentários (8)

  • cesar cornelius diz: 25 de novembro de 2010

    Não está na hora das autoridades competentes e a sociedade começar a tomar conta dos morros de Fpolis antes que se torne um Rio de Janeiro

  • Rui diz: 25 de novembro de 2010

    olha, eu acho que falta emprego, falta educação e falta esperança para as pessoas que estão na profissão de traficantes, ninguém gostaria de ser isso, mas as circunstancias os levaram a isso, voce provavelmente teve um pai/mãe que te deram amor e toda a base para poder ser este jornalista, com certeza teve incentivo. Agora quem nasce na favela, filho de zé quem sabe e de maria ninguém já esta condenado seja por caracteristicas genéticas ou sociais. Quem gosta de pobre, preto e analfabeto? Quem? ;)

  • Jonathas diz: 25 de novembro de 2010

    “consumo próprio” sim!!! …vender a droga para quem quer comprar para poder ter dinheiro para pagar as contas e os impostos, luz, água, telefone, prestação das casas bahia.

  • Luiz M. diz: 25 de novembro de 2010

    Já perdi a esperança do nosso país melhorar, com as leis que temos, é ladeira abaixo! Em vez de passarem a mão na cabeça destes criminosos, como sugerem os demagogos dos direitos humanos, eu sugiro passar a corda no pescoço e os deixar cair. Com tanta gente neste mundo, por que não eliminar os que não prestam? Não resolveria tudo, mas já ajudaria bastante.

  • Charles R. K. diz: 26 de novembro de 2010

    Quantos avisaram que passar a mão na cabeça dos delinquente não daria certo!!! Quer maior exemplo do que acontece no RJ?
    Falta disciplina mais rígida com os nossos jovens. Não privá-los da vida, mas atacar certas atitudes mostrando-lhes as consequencias. Senão, eles vão pagar para ver.

  • Eduardo diz: 26 de novembro de 2010

    Não são as leis ou o medo delas que fazem o crime diminuir e sim a educação e ooprtunidades que um povo tem.

    Nos EUA tem pena de morte, cadeira elétrica e os presidios estão lotados!

    Repito, ningúém tem medo de leis, o crime é resultado de falta de esperança, de falta de educação e sobretudo de falta de amor ao próximo.

    ;)

  • Curto&Grosso diz: 27 de novembro de 2010

    Somos atualmente uma nação em destaque deplorável na imprensa do mundo inteiro e tudo isto em virtude da falta de ação de nossas autoridades e principalmente da conivência de grande do povo que aprova e ainda justifica a ação maléfica do crime organizado.
    Em alguns momentos pode-se perceber que leis e procedimentos que deveriam ser repressivos, na realidade são feitos por bandidos e para os bandidos.
    Em resumo, são eleitos legisladores que são a cara de um povo que de vergonha na mesma , não tem nenhuma !

  • Charles R. K. diz: 29 de novembro de 2010

    Mas é isso mesmo Eduardo. Educação é tudo. A coisa começou a perder o rumo, quando pararam de ensinar limites para a piazada. Aí perdeu-se o “diabo” do respeito!

Envie seu Comentário