Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Democracia

31 de março de 2011 3

O direito dos jornalistas de criticar pessoas públicas, quando motivado por razões de interesse coletivo, não pode ser confundido com abuso da liberdade de imprensa.

Esse foi o fundamento do ministro Celso de Mello para rejeitar pedido de indenização do desembargador aposentado Francisco de Oliveira Filho, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, contra o jornalista Cláudio Humberto.

Comentários (3)

  • Braz dos Santos diz: 1 de abril de 2011

    Celso de Mello é um dos mais respeitados ministros do STF, e suas decisoes têm sido pautadas pelo respeito às normas constitucionais mas também pela sabedoria. Sua decisão sobre este caso em particular demonstra isso, assim como tantas outras que ele tem adotado ao longo dos anos. Pena que nem todos os ministros do STF lhe seguem os passos.

  • Valdemir Nicoletti diz: 1 de abril de 2011

    Walther, se querer mudar de assunto, gostaria aqui, com sua permissão, comentar o caso daquele servidor da prefeitura pego usando carro oficial em beneficio próprio.
    Finalmente, e depois de um anos de investigação, o Kleinubing finalmente “puniu” o servidor. Tres dias de gancho, isso mesmo, suspenção (folga) de tres dias do trabalho. Desculpe Walther mas tenho de dar umas gargalhadas dessa piada. Na verdade um deboche para com a população blumenauense.
    Peço que vc faça um comentário aqui em seu blog sobre isto, para que os leitores possam colocar suas opiniões a respeito desta falta de respeito para conosco.

    Att.
    Valdemir

  • Natal Marchi diz: 2 de abril de 2011

    No Brasil, como em outros tantos lugares do mundo, o Status do indivíduo pressupõe imunidade em vários pontos de vista.

    No conteúdo do texto desse blog não especifica os termos da crítica formulada pelo jornalista, impossibilitando que se faça um comentário mais abalizado.

    De uma ou de outra forma, a Constituição assegura liberdade de imprensa e de pensamento, salvaguardando-se, porém, a intocabilidade pessoal de quem se está tecendo os mais diversos tipos de crítica.

Envie seu Comentário