Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Velozes e furiosos

12 de abril de 2011 2

Segundo a Polícia Militar, o ano de 2010 registrou 3.286 ocorrências com motocicletas em Santa Catarina.

No último domingo viajei de moto, fui a Ibirama. Naquele pequeno trecho pude perceber o porquê de tantas ocorrências: a maioria comete loucuras na rodovia. A compulsão para ultrapassar qualquer veículo é a tônica. E aí vale tudo, inclusive pelo acostamento.

Dá no que dá, e a moto é quem leva a culpa.

Comentários (2)

  • Braz dos Santos diz: 12 de abril de 2011

    Coloque-se pardais ao longo de todas as estradas brasileiras, e que se faça cumpir as leis, que existem para todos os gostos, e certaz\mente as coisas mudarão. Mas como temos leis, mas não temos quem fiscalize se estão sendo umpridas, o resultado é o que vemos. Por exemplo: quando alguém perde 20 pontos na carteira de motorista, ela deveria ser suspensa. Há quem deve ter pedido pelo menos um milhão de pontos, e continua dirigindo com a maior tranquilidade do mundo, como se nunca tivedsse cometido qualquer irregularidade. Infelizmente, somos o país do faz-de-conta.

  • Anderson (manffredine) diz: 13 de abril de 2011

    Quem dera fosse toda a verdade, neste ultimo mes dois de meus amigos ( companheiro e ex companheiro de Motoclube ), sofreram acidentes de moto e tiveram sua perna esquerda amputada, um moça de 29 anos, e um rapaz de de 24 recem pai. Nas duas circunstancias os culpados foram motoristas infringindo a lei, o rapaz foi pego de frente na 470 proximo ao trevo de Pomerode, quando ia trabalhar, o automóvel em sentido contrario vinha ultrapassando em local proibido na curva. Enquanto a moça estava na Garupa e foi atingida na serra de Corupa por um motirista embriagado na ultima sexta.

    Um mes antes tinhamos feito o curso de direção defensiva para motos, nao foi o sufiente. Fica a indiginação, enquanto vemos motoqueiros e nao motocliclistas achando que sao super-homens, acabamos vendo nossos amigos sofrerem do mesmo mal, sem distinção.

Envie seu Comentário