Pular a barra do clicRBS e ir direto para o cabeçalho.
 

Frouxura

27 de julho de 2012 26

O Brasil tem que perder esta mania de tudo afrouxar. Uma das leis mais benéficas da história deste país, a de Responsabilidade Fiscal, sofreu diversas tentativas de afrouxamento. Ainda sofre. A Lei Seca, esta conseguiram, por um tempo. Tem sido assim ao longo da história, leis são feitas e, dependendo da conveniência, sofrem afrouxamento.

O projeto do novo Código Penal, elaborado por uma comissão de notáveis, já tramita no Senado. Tem lá seus acertos, mas também tem lá a velha mania de afrouxar.

Sugere, por exemplo, descriminalizar o plantio e o porte de maconha para consumo, e isto é prenúncio de confusão. Como estabelecer o consumo pessoal? Como garantir que o plantio é mesmo para o consumo exclusivo do plantador?

Maconha, ou libera ou proíbe. Liberação ou proibição meia-boca é coisa de frouxo.

Comentários (26)

  • C.Minc diz: 27 de julho de 2012

    Nos E.U.A vende no posto de gasolina… 13 tipos… 25% de thc…

    Arrecáda BILHÕES em imposto e ainda tira renda de bandidos.

    Se Horário só fumasse ainda estaria entre nós.

  • alguem diz: 28 de julho de 2012

    o problema da maconha não são os fumantes comportados pois sabemos que tem politicos que fuma , jogadores , medicos e em todas as profissões tem fumantes só que são aparentemente normal pois a porcaria está nesse bando de moleque que se achão homem e saem fumando perto de crianças e quebrando lampadas dos becos pra eles ficarem la no momento machinho deles depois saem doidos provocando as pessoas e os cachorros da vizinhança o problema não esta no uso da droga e sim na educação dos usuarios se querem liberar beleza liberem só acho errado depois de liberar gastar milhões em propaganda anti drogas e internamentos em clinicas se a opcão deles é fumar deixem arcarem com as conseguencias que a droga tras e esse dinheiro todo gasto deveria aplicar em educação em saude pra quem trabalha e gera lucro ao governo e não fica em clinica dando uma de coitado acho que a pessoa entra nisso porque quer então que se dane daqui um tempo vão colocar isso como doença e a fila da previdencia vai aumentar e os pais de familia que querem atendimento para seus filhos em escolas e medicos tem que esperar pois o governo gasta muito em evitar e tratar os drogados acho errado ;;;;;;;;;

  • Marcelino diz: 28 de julho de 2012

    Valter, infelizmente as leis como todos sabem não são cumpridas na integra muitas vezes porque ela afere a propria sociedade, pois ela é severa muitas vezes para quem não tem grana. Como as leis são feitas e aprovadas por quem as criam, sabemos muito bem que sempre deixaram seus devidos furos, pois o Brasil caresse e muito do Sistema Judiciário precarário e muitas vezes corruptos como em todos os setores publicos. Por isso sou a favor da liberação talvez assim acabaria de vez esse problema de criminalidade, pois o que se vê, é tudo ligado com o tráfico.

  • nery drabzinski diz: 28 de julho de 2012

    O BRASILEIRO E SEM NOÇÃO VEM DEBATER SOBRE LIBERAÇÃO DA DROGA SENDO QUE AS PIORES DROGAS COMO CIGARRO E BEBIDA QUE MATO TANTAS PESSOAS QUE DESTRÓI LARES CAUSO VÁRIOS PREJUÍZO NEM E COMENTADO ,DAI VEM FALAR DE DROGA LIBERA SO QUANDO O GOVERNO E AS GRANDE EMISSORA DE TV GANHAR MILHÕES

  • Comentarista diz: 28 de julho de 2012

    Liberar drogas, nunca.
    Mas oferecer (e até obrigar a) tratamento, isto, sim.

  • Ronald diz: 28 de julho de 2012

    O problema nem está no fato de afrouxar ou não. Fato é que nossa sociedade só espera por direitos. Já os deveres é outra história. Precisamos sim nos conscientizar que nosso maior problema é a absoluta falta de educação. Isto sim é urgente. As drogas liberadas não vão resolver qualquer problema já existente e conhecido. E se o problema é a maconha, me desculpem. Maconha perto das outras sintéticas é chá.

  • J.Andrade diz: 28 de julho de 2012

    Acho verdadeiro absurdo liberar a maconha pois os beneficios que dizem trazer, são menores que o malefício, além de ser porta de entrada para outras drogas. Perguntem a pais de família, como eu, se são a favor disso. A educaçáo no Brasil é relegada em último plano e isso faz com que não se crie o senso crítico para avaliar algo básico. Imaginem, então liberar a maconha! Se o estado não assume o papel básico de educador, que dizer na saúde pública, pois a maconha, repito, trás mais estragos e danos ao usuário do que ganho. Hoje, atrás da maconha vem as outras drogas que são vendidas abertamente. Se abrirmos essa exceção, virão os defensores da cocaína, com argumentos os mais absurdos, mas convicentes para a maioria do povo que, repito,não possui um mínimo de senso critico. Observem que na marcha da liberação da maconha não havia e não há casais heterossexuais, com seus filhos solicitando isso,sem querer estigmatizar, mas a maioria presente nessas manifestações trás em sua aparência a que vieram, ou alguém se consulta com profissional da saúde, com professores, com cabelos rastafári, tatuados, com brincos, etc. Sabem o que quero dizer. Precisamos sim, parar com essa hipocrisia idiota de “sermos liberais”, onde se confunde isso, com libertinagem, desrespeito ao próximo, perda da ética. Um erro não justifica outro, pois sei que argumentarão que cigarro, álcool também trazem malefícios. Sim, que se restrinja o consumo. Mas o cerne da questão disso tudo é dar educação de base nas escolas com qualidade, e o estado assumir isso. A partir de então se houver uma melhora, aí partiremos para a saúde e daí sim, pensar nessa possibilidade de liberação, pois hoje, repito pela “enésima” vez, com povo sem senso crítico não se pode isso permitir. E como ter senso crítico no país, se mais de 70% da população entre 15 e 60 anos, são analfabetos funcionais? Dados da Unesco,nao meus.
    Nosso ensino básico, segundo esses mesmos dados, nos coloca no ensino fundamental atrás de Bolívia e Paraguai, até, isso sem desmerecer os dois países, mas de acordo com nossa dita privilegiada condição de quinta economia do mundo, que está servindo para aumentar a criminalidade e o consumo de drogas ilícitas. Só trabalhando na saúde, como trabalho, para ver a desgraça que a droga trás a uma família e a maconha é também causadora disso. Não é sua liberação que vai melhorar o quadro social do país, se assim fosse a Holanda não estaria revendo essa sua liberação às drogas. E Holanda, é país com desenvolvimento bem acima do nosso, e com condições de educação e saúde de primeiro mundo, não esse arremedo de democracia que somos ainda. O problema é que a classe média brasileira, está “tomada” em boa parte por usuários de drogas e esses querem justificar seu uso, com supostos benefícios. Os mais carentes do país, sem comentários, são destruídos diariamente pela maconha, passando diretamente para o crack. Perguntem ao usuário de crack se antes de chegar nele, não passou pela maconha? Caímos sempre, na falta de estruturfa familiar, falta de educação escolar, onde para esses casos o estado deveria assumir e não assume. Ou não venderam bilhetes para feijoada do colégio Machado de Assis, para reformas da escola? Esse é só um exemplo da omissão do estado. Citei esse fato, pois a mim me foi oferecido e óbvio que não comprei. Cobrem do poder público isso. Se o estado, não assume uma simples reforma que dizer cuidar de dependentes químicos. Quando escrevo estado, incluso governo federal e município, pois muitos não entendem isso.

  • Robel E Schwantz diz: 28 de julho de 2012

    Realmente, ou proibe ou libera. Hoje um rico com meio quilo e consumo e um pobre com 20 gramas e trafico.

  • andrè diz: 28 de julho de 2012

    ora……..quem mata mais? a maconha ou bebida? quem bebe e dirige è tão bandido quanto quem fuma!!!!!!!!!!!

  • carlos diz: 29 de julho de 2012

    produzir chope no quintal pode, plantar uma ervinha não? ah, fala sério walter!

  • Welton Cristian diz: 29 de julho de 2012

    O poder publico deveria se preocupar com bandidos e políticos corruptos, vocês da imprensa e da politica dão uma importância tão grande pra um cara que fuma um baseado, enquanto deveriam publicar os podres que fazem por ai com nosso dinheiro. Acho que a liberação seria boa pra todos pow, como falaram ai, o governo ganharia BILHÕES e se não acabasse com os traficantes, pelo menos íamos diminuir e muito com eles. Quem ia preferir comprar de um bandido ou traficante a droga se sabe que pode plantar e usar na sua própria casa? Só acho patético ficar dando importância para isso toda vez, enquanto deveriam publicar as nojeiras que temos nesse mundo, preferem dar envase ao pobre coitado que fuma um baseado, enquanto isso nossos políticos estão secando o cofre brasileiro!

  • J.Andrade diz: 29 de julho de 2012

    Estão vendo as respostas? “ṕlantar uma ervinha”;”…mata mais bebida ou maconha..”. Analises simplistas. Ora meus caros, num país em que o estado não assume um telhado quebrado em escola pública, como liberar drogas? O problema do trânsito matar, bebados dirigirem e matar, cai justamente na impunidade do país, que nosso judiciário mantém. Não é a liberação que vai trazer melhoria de vida ou algo melhor. O que vai melhorar é partir do básico, educação e daí sim pensar em algo. A bagunça do país, sem critério algum de crescimento social, leva a se agir assim, ou seja, não há compromisso em nada, não se forma caráter como pessoa e profissional como estamos. Liberar a maconha vai sim trazer mais acéfalos que a maconha deixa em muitos. Outros que fumam não são afetados. Se maconha,cocaína,cigarro, bebidas alcoólicas fossem fundamentais para o organismo humano, ele metabolizava. Não se pode liberar algo, partindo do pressuposto que trânsito mata mais; bebida alcoolica mata mais. A liberaçao da maconha será um acréscimo a essas mortes ou sequelas.Repito: nas passeatas a favor da liberação da maconha há pai e mãe de mãos dadas com filhos menores pedindo isso?

  • Juliano diz: 29 de julho de 2012

    Tá, tem muitas pessoas que gostam de fumar maconha pra uso recreativo. Se usar de forma responsável não tem problema nenhum. Tu que é abstêmio não soa tão hipócrita ser contra a erva, mas cachaceiro falar mal de maconha é um absurdo…Não consigo entender pq as pessoas se metem tanto na vida dos outros. Nos países desenvolvidos e progressistas a maconha é descriminalizada, procura no google sobre fumar maconha na Alemanha…Que direito tu tem de se meter na vida das pessoas sobre fumar ou não?
    Outra coisa, fumar de forma irresponsável é a mesma coisa que beber cervejinha de forma irresponsável. Não é pq pode fumar maconha que pode sair dirigindo ou ir trabalhar chapado..

  • Thiago Antunes diz: 29 de julho de 2012

    Liberar ou nao a porcaria da maconha ? Ja nao faz assim tanta diferença, pois é muito facil comprar e ate mesmo usar em lugares publicos. Basta ir ate a prainha. Mas o que me deixa indignado é a qualidade da maconha de hoje! É uma porcaria cheia de misturas.

  • Adm diz: 29 de julho de 2012

    Um negócio engraçado é ver gente a favor aqui, nos comentários.
    Surpreendam-se os ignorantes, achando que maconha é coisa de de classe média-baixa, de favelado, de sem-cultura, um sinal claro de que seus conceitos estão fora de contexto é aqui nesta postagem. Desde quando maconheiro lê jornal, acessa internet, participa de debate? Uhhh, acho que temos um perfil de apoiadores e usuários bem diferente ao que os ignorates pensam.
    Quem lhe garante que estes nomes, talvez ficticios, dos comentários, não é o seu médico, seu filho, seu professor, o gerente do banco…

  • C.Minc diz: 30 de julho de 2012

    Uma região amaldiçoada, que tem o maior número de casas de Madeira caíndo aos pedaços que nem em Blumenau… as lojas falidas vendo tudo na promoção produtos do paraguai e algodão vagundo confeccionado na própria cidade… e tudo CONTRA A MACONHA!

    Já nos EUA,ARGENTINA,URUGUAI,HOLANDA,ALEMANHA… vende no posto de Gasolina!

    Blumenauense tem que sair de Blumenau as vêzes, faz bem!

  • José diz: 30 de julho de 2012

    O uso racional da maconha faz bem, esta comprovado.
    As maiores teorias da humanidade n atualidade, foram criadas por pessoas em séculos passados que se utilizavam de alucinógenos (drogas). Vcs acham que o tal rapaz que caiu a maçã na cabeça, não tava fumando debaixo da macieira???

  • C. Jean diz: 30 de julho de 2012

    Valter,
    O que a massa manobrável quer é liberdade, liberdade.
    Só que liberdade na ideia de quem é oriundo de má educação de berço e sem noção de limite acaba dando isso que estamos vendo: libertinagem.
    Os frutos dessa desordem são: escalada da violência, explosão no consumo de droga, corrupção, baderna, vandalismo, malandragem.
    A maconha é o primeiro estágio na carreira da porcaria, tanto que, a maioria dos que hoje se acabam no crack começaram enrolando um baseado.
    Os que apoiam a dEscriminalização das drogas vão mudar de ideia se um dia forem, por ex., comerciantes e receberem a visita daqueles que entram armados no estabelecimento, encostam o cano no ouvido e às vezes dão coronhadas pra mostrar o quanto são “machos” quando empunham um revólver. E quem são esses delinquentes? Seriam traficantes? Não! São os drogadinhos!
    A verdade é que as leis estão cercando cada dia mais o cidadão de bem e encorajando a “malacada” a cometer toda sorte de delitos, movidos pelo lucro rápido.
    É mais fácil e barato dar uma “canetada” para afrouxar penas a construir presídios para abrigar toda essa leva de bandidos que se criou nos últimos tempos.
    Dos quase duzentos países, o Brasil vergonhosamente é o vigésimo mais violento do mundo.
    Ser primeiro mundo desse jeito é um sonho cada vez mais distante.

  • sol diz: 30 de julho de 2012

    quando todos políticos bandidos, tipo mensalão, estiverem presos em carcere privado, poderemos começar a cobrar, até lá pensemos em tentarmos acertar o máximo possível nossas escolhas de outubro, depois…é consequencia…
    grata

  • PÉ DE FUMO diz: 30 de julho de 2012

    Liberem a MACONHA e acabem com o preconceito. Maconheiro não é bandido. Bandido não precisa de maconha pra ser bandido, sua falta de carater o faz ser bandido. Não compre, plante! Muito traficante iria á falência.

  • leonardo Martinez diz: 30 de julho de 2012

    Valter um homem culto que nem você, me impressiona nunca ter visto o modelo da holanda e portugal e outros paises para uma politica justa com as drogas, varios estudos mostram que a maconha causa menos transtorno do que o alcool ou até o cigarro..Isso sera um tabu até entrarmos mais no assunto e conhecer melhor, ai vem dizer que o maconheiros que são os ignorantes? Os grandes ignorantes são as pessoas que antes der ler ou estudar o assunto ja saem com 10 pedras na mão julgando os maconheiros, Falando isso aquilo e outro, mas que na verdade tenho certeza que todos os maconheiros gostariam de acabar com o trafico, e plantarem e consumir sua erva sem ninguem discriminar, agora passar o dia todo dentro de um pavilhão tomando chopp e fumando cigarro e depois sai de carro e mata inocentes, isso é justo…..
    Sim um problema de saúde e nao de criminalidade, o que temos que apoiar é uma lei mais justa.
    AGORA O GRANDE PROBLEMA ESTA EM ACHAR QUE MACONHA É CRACK OU COCAINA OU LSD, ai esta o grande problema e voces relacionam como “maconha”

  • Luís Guilherme Holl diz: 30 de julho de 2012

    Pô Valther, não me decepciona. Vc é um dos poucos que ainda levo a sério na mídia. Acho uma ótima medida descriminalizar o cultivo pra consumo próprio. Uma vez vi uma pesquisa publicada na mídia que estimava que 80% da droga ilícita vendida é maconha.É simples diferencia o usuário do vendedor; é só estipular uma quantidade! Um pé por pessoa ou tantas gramas por pessoa. Esse é um dos pontos fracos da atual lei, não estipula a quantidade. Esse negócio de ou é ou não é não cola Valther, vc sabe disso.

  • Otavio Wobeto diz: 30 de julho de 2012

    Interessante só ver o que conveem, nao é mesmo, a final de contas a droga que mais mata no mundo patrocina a Globo, o Santa, a Atlantida etc…

    Merchandising na RBS:

    Uma cerveja que se autoproclama Devassa deve ser no mínimo autêntica. Porque assume tudo o que as outras cervejas gostariam de ser, mas morrem de vergonha.

    Devassa é bem alegre, tem aquele astral que atrai coisas boas, pessoas interessantes e papos divertidos. Pedir uma Devassa tem a dose certa de segundas intenções.

    Quem bebe Devassa procura liberdade. Nada de fazer tipo, caras e bocas, fingir ser o que não é.

    Devassa é bem espirituosa, te pega pelo colarinho, te seduz pelo aroma e faz você se apaixonar de vez pelo sabor.
    Tanto que muita gente não resiste à tentação. E assim como a cerveja, Devassa tem seu irresistível chope – cru, não-pasteurizado e sempre fresquíssimo. Além da suavidade e do sabor inconfundível, tem um creme que é pura luxúria. Bastam dois a três dedos para garantir uma legião de fãs. Enfim, quem conhece sabe.
    Com Devassa a vida fica bem gostosa.

    Bem gelada. Bem refrescante.
    Devassa. A cerveja Bem Devassa.

  • Luciano de BLUMENAU diz: 30 de julho de 2012

    Quanta merda falam aqui hein !!! falam sobre a europa que lá é legalizado e ble bla bla. Não sou usuario de maconha, mas que a liberação iria quebrar as pernas dos traficantes isso iria com certeza. Mas lembre-se que isso somente irá ser liberado se o governo ganhar com isso tbem (impostos). Mas é o seguinte seus bando de trouxas…….a holanda e os outros paises a liberaçaõ dessa merda toda veio depois que eles desenvolveram sua qualidade de vida e educação em um nivel elevado, e sem dizer que lá a fiscalização é incrivel. E aqui a galera ta mais preocupado com a marcha da maconha do que a marcha pela qualidade da educação e saude !!! se enxerguem povinho lazarento !!!

  • Julio diz: 30 de julho de 2012

    vão afrouxar é pros playboys, pros pobres e malacos vão continuar afrouxando a borracha no lombo como sempre. tem é que discriminalizar, do mesmo modo que as outras drogas também são, como o álcool, que sabe-se muito mais prejudicial que a maconha.

  • Ricardo F diz: 30 de julho de 2012

    Libera e ponto final. O que o povo brasileiro tem que entender, é que as drogas, inclusive a cerveja é um problema de saúde pública, grande maioria aqui acha no direito de proibir o uso da erva, mas bebe além da conta, fazendo coisa muito pior de gente que usa a erva. Outra coisa, antes de falar de afroxar leis, o povão tem que saber escolher melhor em quem votar. Pensar na educação desse país, pensar nessa gente que esta aí na sua prefeitura, em Brasilia, comendo o nosso dinheiro. Antes de falar sobre o uso de drogas, visitem outros países, saibam como lá as coisas são, e funcionam.

Envie seu Comentário